6 Passos Para Se Livrar Da Gastrite

Design sem nome (2) (1)
Dores no estômago, sensação de estufamento, queimação, digestão lenta, refluxo e gases em excesso podem ser alguns dos sintomas relacionados à gastrite, ou seja, inflamação na mucosa do estômago. Estes sintomas também podem estar relacionados a outros problemas gastrointestinais.

Dores no estômago, sensação de estufamento, queimação, digestão lenta, refluxo e gases em excesso podem ser alguns dos sintomas relacionados à gastrite, ou seja, inflamação na mucosa do estômago. Estes sintomas também podem estar relacionados a outros problemas gastrointestinais.

Suas causas incluem: má alimentação; deficiência de vitaminas e minerais; mastigação insuficiente; disbiose intestinal; estresse; uso excessivo de medicamentos; autoimunidade; obesidade; cirurgia bariátrica; envelhecimento e contaminação do estômago pela bactéria Helicobacter pylori (fator que atinge 50% da população mundial).

Em condições normais, o estômago é um ambiente com baixo pH, ou seja, ácido. Ao mastigar bem os alimentos, estimulamos o estômago a produzir ácido clorídrico (HCl), substância importante para:

  • Ativar enzimas que digerem proteínas e parte das gorduras da dieta.
  • Preparar o ambiente intestinal para a absorção de minerais como cálcio, ferro e magnésio.
  • Liberar o fator intrínseco, que leva a vitamina B12 para o sangue.
  • Destruir micro-organismos que entram pela boca.

Devido à perfeita fisiologia do corpo, o estômago produz também muco e bicarbonato em suas paredes para se proteger contra a corrosão do ácido.

Lamentavelmente, o tratamento convencional para as alterações digestivas ainda é feito com medicamentos inibidores da bomba de prótons (os “prazóis”), e antagonistas H2 da histamina (Ex.:. Cimetidina, ranitidina), os quais inibem a produção de HCl, visando aliviar os sintomas. No entanto, sabe-se que estes medicamentos apenas mascaram temporariamente o problema, não tratando-o desde a raiz.

Por isso, elaborei este post com 6 passos para o tratamento apropriado dos distúrbios que afetam o estômago e todo o trato gastrointestinal:

1. Remover micro-organismos ruins, alérgenos e químicas alimentares que desequilibram a acidez estomacal gerando refluxo, esofagite, hérnia de hiato e proliferação da H. pylori:

Evitando açúcares, sal, ultraprocessados, café (mesmo descafeinado), chá mate, refrigerante, gordura, chocolate, pimenta, aminas biogênicas (hortelã, frutas cítricas, alguns fermentados, queijos).

Identificando alergias e hipersensibilidades tardias aos lácteos, cereais e oleaginosas. Trigo e amendoim, por exemplo, contêm glúten, toxinas de fungos, ácaros e fragmentos de insetos, agentes que causam reações em algumas pessoas.

Evitando grande volume de alimentos de uma só vez e/ou comer pouco tempo antes de dormir, ou de se exercitar.

Consumindo alimentos bem higienizados e água tratada para reduzir a contaminação bacteriana.

2. Recolocar ácido no estômago (cloridrato de betaína, limão, vinagre de maçã); enzimas digestivas (mamão, abacaxi, figo, kiwi); mastigar bem os alimentos (para melhorar a digestão e reduzir gases); evitar líquido junto a refeições (para não diluir o HCl e não prejudicar suas funções).

3. Reparar e melhorar a produção de muco com nutrientes (comida de verdade), um bom ômega 3, aveia, fibras, água, fitoterápicos como aloe vera gel, espinheira-santa, guaçatonga e especiarias como alecrim, gengibre e cúrcuma.

4. Recolocar bactérias protetoras gástricas como probióticos específicos para este fim e algum fermentado, como o chucrute.

5. Reequilibrar a vida gerenciando o estresse, visto que o hormônio cortisol em excesso pode reduzir o muco protetor do estômago.

6. Reavaliar frequentemente, observando sintomas e melhoras. Fazer acompanhamento periódico com o nutricionista.

Os sintomas são apenas a ponta do iceberg. Identificar as causas das doenças é essencial para resolver muitos problemas de saúde.

O post lhe ajudou? Comente e compartilhe!

Mariana Macedo

Mariana Macedo

Sou Mariana V. T. Macedo, Nutricionista, (CRN9 - 11.884), formada e atuante na área clínica há quase 10 anos. Pós-graduada em Nutrição Clínica Funcional, Nutrição Esportiva e em constante evolução em todas as áreas da vida. Minha missão é ser uma agente transformadora da saúde e pensamento das pessoas, tendo em vista que um corpo saudável necessita de cuidados que vão muito além do peso, além de uma simples dieta e contagem de quilocalorias. Além da estética.


Deixe um Comentario

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *


Sobre nós

O Tabernáculo Belo Horizonte, uma congregação cristã, firma-se sobre as bases do Ministério Assim Está Escrito, edificado com a misericórdia e graça de Deus desde 1976, quando o pastor Wanderley Pereira Lemos começou esta tão grande obra nos pilares daquela mensagem, originada do nosso Senhor Jesus, na busca daqueles que O adorem em Espírito e verdade.


[email protected]

31 2513-0657



Newsletter


Categorias