A Cada Dia Um Novo Nascimento | Programa Assim Está Escrito | Ed. 310 | Assim Está Escrito

Por estarmos acostumados a ouvir falar sobre o Novo Nascimento, às vezes temos uma visão muito genérica. Quando ouvimos falar, muitos de nós voltamos nossos olhares para os novos convertidos e os julgamos internamente, pensando que são eles que precisam passar por esse processo. No entanto, embora eles realmente tenham que passar por esse processo, nós também precisamos, porque o Novo Nascimento é Um Ser gerado pela pregação da Palavra. Ou seja, ele é gerado através da exposição à Palavra.

Leitura Bíblica: Romanos 5:19-21 e 6:1-8
Mensagens Citadas: Uma Exposição Das Sete Eras Da Igreja – A Visão De Patmos, Pág. 29; Hebreus, Capítulo 7 – 1a Parte, P. 180; Sem Dinheiro E Sem Preço, P. 29-33

A Palavra é o que nos mantém. Ela é o que nos traz uma Nova Vida. E nisso consiste o Projeto de Deus: trazer filhos a uma Nova Vida, pela Palavra. Podemos ver que Jesus foi gerado através da Palavra, Ele foi o Verbo que Se fez carne no ventre de Maria. A sombra que o Espírito Santo fez sobre ela, gerou uma Nova Criação, uma Nova Criatura de Deus. E assim como fez com Jesus, Deus deseja fazer conosco. Como cristãos autênticos, todos nós precisamos chegar a ser uma Nova Criatura também. Devemos ser indivíduos gerados pela Palavra. Por isso é necessário que cheguemos ao mesmo nível de Jesus, que era a Palavra feita carne, andando na terra. A importância de atingir esse nível está baseada no fato de que, a Noiva que estará apta para ser arrebatada é a Noiva-Palavra, disse o profeta.

Por estarmos acostumados a ouvir falar sobre o Novo Nascimento, às vezes temos uma visão muito genérica. Quando ouvimos falar, muitos de nós voltamos nossos olhares para os novos convertidos e os julgamos internamente, pensando que são eles que precisam passar por esse processo. No entanto, embora eles realmente tenham que passar por esse processo, nós também precisamos, porque o Novo Nascimento é Um Ser gerado pela pregação da Palavra. Ou seja, ele é gerado através da exposição à Palavra.

Em Romanos, capítulo 5, versos 19 ao 21, vemos que o projeto de Deus não era a existência de pecadores. Mas através da intromissão de Satanás, o homem (Adão) caiu em desobediência e através da desobediência dele muitos foram feitos pecadores. Porém, assim como o pecado veio através da desobediência de um homem, de igual forma, pela obediência de Um (o Senhor Jesus Cristo, O Verbo que Se fez carne e habitou entre nós) à toda a Palavra de Deus, muitos foram/são feitos justos. E vemos pelas Escrituras que, onde uma vez abundou o pecado, superabundou a graça.

Sabemos que antes do pecado não havia transgressão. Por conseguinte, não era necessário a lei, pois a lei existe para identificar a transgressão; se não existe lei, não há transgressão. Após o pecado, foi necessário criar a lei para que a transgressão abundasse, isto é, foi necessário criar a lei para que a ofensa existisse, de forma que, toda transgressão cometida por cada homem e mulher fosse computada. Porém, onde um dia o pecado (que veio pela desobediência de Adão) abundou, superabundou a graça (que veio pela obediência do Senhor Jesus Cristo). E isso quer dizer que o pecado não vai destruir o Plano de Deus, pois Ele tem uma forma de transformar essas pessoas que nasceram condenadas pela vontade do pecado (através da via sexual). E essa forma é a superabundante graça, a qual é capaz de transformar toda essa raça gerada pela via do pecado, em Novos Seres. Que graça!

Ao lermos o primeiro versículo de Romanos 6, constatamos que mesmo estando em meio à superabundante graça, muitas pessoas correm o risco de se perderem. Pois, o fato de a graça ser abundante, faz com que muitas delas, estando ainda nas primeiras etapas, convençam-se de que já estão aptas, o que também as faz não verem seus próprios pecados. E para que não nos enquadramos em tal situação, é necessário que morramos para nós mesmos.

Na mensagem ‘Uma Exposição Das Sete Eras Da Igreja – A Visão De Patmos’, na página 29, o profeta diz que assim como João foi arrebatado em espírito, de igual forma precisamos sair dessa atmosfera (mundo). Precisamos entrar em um outro mundo (Reino de Deus), para que possamos viver a Palavra de Deus. Prosseguindo, ele diz que, as pessoas entram no espírito das coisas do mundo porque elas entregam seus espíritos, a tal ponto que elas são arrebatadas. Mas, Paulo, falando Aos Romanos, no capítulo 6, verso 19, disse que, assim como os ímpios se entregam à imundície, nós, com a mesma euforia e entusiasmo que eles se entregam, deveríamos também nos render às Obras do Espírito. Porque quando o fazemos somos arrebatados para O Dia do Senhor, e isso é uma totalidade de vida.

Quando João foi arrebatado em espírito, às intempéries de Patmos e as adversidades trazidas pela circunstância de estar naquele lugar, não mais o sujeitaram. Ele se esqueceu completamente do mundo, o que o possibilitou ver Paulo, a Igreja de Éfeso, conhecer o profeta irmão Branham e todos os demais mensageiros. Como isso foi possível? Ele foi arrebatado para O Dia do Senhor. E, o que aconteceu com João deve acontecer com essa Igreja agora, pois Ela está sob as mesmas condições que João. Hoje, nós “estamos” em Patmos, em uma reclusão. Fomos retirados de um meio e precisamos vencer.

Agora, não podemos pensar que, para termos uma vida transformada e sermos arrebatados em espírito, teremos que estar propriamente na igreja (lugar físico), porque não é assim. Se formos analisar, constataremos que João estava na ilha de Patmos e ainda assim foi arrebatado em espírito. Precisamos ser transportados para essa dimensão mais alta, e a Palavra é o nosso meio de transporte para Lá.

Na mensagem ‘Hebreus, Capítulo 7 – 1a Parte, parágrafo 180, o profeta explica que a questão não é ir à igreja, e sim, ter nossa natureza e nossos desejos mudados. Pois, quando nós viemos a Ele e nos entregamos a ponto de nosso espírito ser arrebatado, as etapas da nossa vida serão automáticas e naturais. E essas etapas vem na Nova Criatura, porque Ela aceita o Senhor Jesus Cristo e é lavada pelas águas da Palavra. Ela é o que nos lava constantemente e cria em nós um Novo Ser. Esse Novo Ser é gerado como Jesus foi gerado no ventre de Maria; a Palavra Se fez carne ali. Assim é conosco, ao ouvirmos a Palavra o nosso ventre espiritual A recebe, Ela se materializa dentro das nossas Vidas e nos tornamos a Palavra: o Verbo de Deus.

A cada dia devemos morrer com Cristo, para que a cada dia possamos ter um Novo Nascimento.

“As Mensagens pregadas no púlpito são genes de Deus projetados sobre o Povo.”
Pr. Wanderley Vilaça

Ministério

Ministério


Deixe um Comentario

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *


Sobre nós

O Tabernáculo Belo Horizonte, uma congregação cristã, firma-se sobre as bases do Ministério Assim Está Escrito, edificado com a misericórdia e graça de Deus desde 1976, quando o pastor Wanderley Pereira Lemos começou esta tão grande obra nos pilares daquela mensagem, originada do nosso Senhor Jesus, na busca daqueles que O adorem em Espírito e verdade.


[email protected]

31 2513-0657