A Marca Do Poder | Assim Está Escrito

A marca da besta significa um vigário no lugar do Filho de Deus. Diferentemente, o Espírito Santo, o Selo de Deus, precisa ter preeminência, lugar, em nossas vidas.

Leitura Bíblica: Apocalipse 13:1 e Apocalipse 17:1
Mensagens Lidas: Por que Não Somos Uma Denominação?; A Marca da Besta; Por que Sou Contra Religião Organizada.

Há muitas pessoas que entendem mal alguns posicionamentos dentro das Escrituras, a exemplo: a separação entre os dons e o Doador dos dons. Elas cometem o erro de separar o Senhor Jesus Cristo e os Seus dons, quando, na verdade, a Igreja precisa de tudo O que Jesus Cristo é. Não se pode separá-los (Doador e dons), pois nesses últimos dias existem situações em que é necessário ter os dons do Espírito para compreender o que Deus fala.

O que são as línguas dos homens? Os diferentes idiomas. E a língua dos anjos? As línguas estranhas. E para entender a língua dos anjos é necessário ter outro dom, da mesma forma que para entender a língua dos homens, necessita-se de outro homem. Para alcançar as coisas de Deus é da mesma forma, a Igreja precisa dos dons de Deus para alcançar as coisas de Deus. A fé, por exemplo, A fé que uma vez foi dada aos Santos, é um dom. A cura, sabemos o quanto precisamos de cura hoje e Deus nos tem dado o dom de cura! Isso porque o Senhor Jesus Cristo ama que usemos Seus dons e atributos. No entanto, precisa-se de muito amor para operar os dons na Igreja. Devemos tomar nosso profeta como exemplo, ele foi um homem que, assim como o Senhor Jesus Cristo, usou muito os dons, entretanto, ele não usou em benefício próprio. Todo o poder dos Céus estava em Cristo, mas não para usar para Si mesmo, era para os homens.

Sabemos que nicolaísmo significa enganar o leigo, e leigo, é quem não tem sabedoria. Deus não quer que sejamos leigos e é justamente por esse motivo que Ele fez tudo para que cada um de nós pudéssemos compreender e ter a Revelação de Sua Palavra.

Ao olharmos para todos os símbolos e significados que lemos em Apocalipse 13:1 e Apocalipse 17:1, encontramos de onde vem o poder da besta. A marca da besta, a marca do poder, é conquistada com morte. E onde ela passa, deixa um caminho de matança. Esse poder de morte veio como uma única obra, que transformou-se em uma doutrina e casou-se com o Estado. Deixando assim, um rastro de morte que separou e continua separando as pessoas de Deus. A marca do poder e o seu rastro fizeram do Céu um lugar de guerra e fizeram anjos tornarem-se demônios.

O Céu era o lugar mais tranquilo que poderíamos imaginar, mas a concupiscência de Satanás conquistou os anjos leigos e fez tudo o que vemos hoje. Essa concupiscência deixou um rastro de sangue por onde passou. É por isso que se alguém deseja o poder como Satanás desejou, através da indução de poder e alegoria de palavras, consegue transformar o Céu em um verdadeiro campo de batalha. Para ter poder precisa-se de caráter.

Em II Reis 8:7, nos deparamos com o olhar profético, que não é só para olhar dentro das Escrituras, mas também para as pessoas e acontecimentos futuros. Precisamos entender que dentro do Reino de Deus não há uma posição de disputa. Portanto, não sejamos um agente da discórdia do poder. Não tentemos manipular as pessoas, porque qualquer poder, o mínimo que for, sem caráter, é maligno e deixa um rastro, uma marca, mostrando de onde tem vindo. Olhando para os rastros que as pessoas deixam, percebemos que elas já possuem suas marcas. Olhemos para nós mesmos, pois precisamos saber de onde vem nossas ações, que tipo de espírito nos move e qual é a nossa mentalidade acerca das coisas de Deus.

Há dois ajuntamentos, um possui o Sinal, o Selo de Deus, e ou outro carrega o sinal do anticristo. Sabemos que na esfera natural um selo não possui valor por si mesmo, o seu real valor é a lei que está por detrás dele. É a mesma situação com o Selo de Deus e com a marca de besta, o que os diferencia é o rastro por detrás de ambos.

A marca da besta significa um vigário no lugar do Filho de Deus. Diferentemente, o Espírito Santo, o Selo de Deus, precisa ter preeminência, lugar, em nossas vidas.

Pr. Wanderley Vilaça

Pr. Wanderley Vilaça

Aos 21 anos se tornou líder dos jovens e também começou a pregar em praças públicas o que lhe trouxe muita experiência e amor por almas; posteriormente começou a prestar assistência às nossas congregações; em 2002 foi chamado pelo pastor Wanderley Lemos para integrar o corpo de ministros; no ano de 2011 foi consagrado a pastor; logo em seguida assumiu a igreja de Ouro Branco e desde então a vice-presidência do Tabernáculo Belo Horizonte.


Deixe um Comentario

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *


Sobre nós

O Tabernáculo Belo Horizonte, uma congregação cristã, firma-se sobre as bases do Ministério Assim Está Escrito, edificado com a misericórdia e graça de Deus desde 1976, quando o pastor Wanderley Pereira Lemos começou esta tão grande obra nos pilares daquela mensagem, originada do nosso Senhor Jesus, na busca daqueles que O adorem em Espírito e verdade.


[email protected]

31 2513-0657