A nossa vitória está em perseverar

Estamos no tempo de plantar! É tempo de construirmos nossas bases para que se futuramente ainda estivermos aqui sejamos a igreja, o povo de Deus do amanhã!

Se fizermos uma breve reprise iremos nos recordar de que nosso ano começou com muito esforço. Nós estávamos envolvidos com o prolongamento do trabalho ‘A História do Povo de Deus’, que foi um tremendo sucesso. Através deste trabalho provamos para nós mesmos o quanto a Palavra tem tido efeito em nossas vidas. Além disso abrimos o ano de 2019 da melhor maneira possível: adquirindo base e suporte espiritual para o que seria feito durante o restante do ano.

No decorrer deste ano foram feitas várias atividades diferentes que foram importantíssimas para nosso crescimento espiritual, pessoal e material. Em cada trabalho nós vimos o quanto foi importante abordar o âmbito natural da vida de um jovem cristão.

Por muito tempo mantivemos o conceito de que quando um jovem cristão busca crescimento pessoal e aquisitivo, ele está demasiadamente se afastando de alguns preceitos bíblicos.  Para muitos isso não é algo tão relevante de se tratar na vida de um jovem, e talvez isso seja um costume que trouxemos conosco dos velhos tempos. No entanto, vimos que a Palavra é ampla e exige de nós que sejamos completos tanto como cristãos como pessoas que têm seus afazeres seculares. A propósito, a Bíblia nos ensina que devemos cumprir as leis dos homens até onde elas não inflijam a Palavra. Desta forma, pensemos agora: “Se não conseguimos ser boas pessoas, se não conseguimos exercer vida moral e cívica, se não conseguimos dar respeito e valor a nossos pais e a todos que nos cercam iremos conseguir cumprir as leis de Deus?” Obviamente a resposta é única: Não! E isso se dá pelo fato de que precisamos cumprir as etapas da vida natural. Precisamos ser completos em tudo o que somos designados a fazer.

Muitos desvalorizam o processo de formação, mas não sabem que ao fazerem isso estão ignorando os processos e as fases da vida que Deus deixou para cada um de nós como seres humanos. E foi exatamente isso que conseguimos enxergar. Com apenas alguns simples estudos sobre temas pertinentes ao nosso futuro promissor, ao nosso futuro dentro de nossos lares, dentro de nossas escolas e dentro da nossa igreja conseguimos abrir um leque de lições que nos servirão de suporte por toda a vida.

Duas frases que podem muito bem resumir essa etapa do ano é a seguinte:

“Estamos no tempo de plantar! É tempo de construirmos nossas bases para que se futuramente ainda estivermos aqui sejamos a igreja, o povo de Deus do amanhã!”

O ciclo de um ano é como um percurso, que, se tivermos fôlego nos pulmões iremos ter que traçar obrigatoriamente. Olhando desse ponto de vista dá a entender que tanto aparentemente quanto na vida prática viver mais um ano é enfadonho, e isso acontece porque sabemos que iremos ter que passar quase todo o ano fazendo o que nos é “imposto”, a exemplo: estudar, trabalhar, cuidar dos afazeres domésticos. E o ano seguindo esse curso era para muitos de nós estarmos depressivos e cansados, a ponto de não desejarmos sair de nossos quartos. Contudo, chegamos ao final de mais um ano felizes, contentes, cansados, mas não abatidos. E como isso é possível? Isso se dá pelo fato de que Deus com Sua imensa graça tem nos enviado meios pelos quais pudemos deixar escapar a pressão durante todo ano. E um desses meios que Deus enviou foi: pessoas. Pessoas as quais passaram assentadas ao nosso lado durante todo o ano. Pessoas que possuem os mesmos problemas e tensões que nós, mas que, quando estiveram em companheirismo conosco nos possibilitaram momentos de alegria inesquecíveis. E foi exatamente isso que aconteceu esse ano!

Durante todo o período que passamos juntos no Culto de Jovens, na parte da tarde aos domingos, Deus estava nos dando um meio para deixarmos a pressão dos dias exaustivos escapar. E querendo ou não a participação de cada um de nós propiciou isso! E isso nos leva a uma reflexão: muitos dos quais nós chamávamos ou ainda chamamos amigos começaram a caminhada e saíram da linha de partida ao nosso lado. Saíram com ímpeto e ânimo, aparentando estar com muita força e vigor, no entanto, neste exato momento quero levá-lo a pensar um minuto na seguinte questão: ‘Quantos foram os que começaram ao nosso lado esse ano que permaneceram?’ Se a resposta nos for favorável, isso realmente é maravilhoso. Mas, será que já paramos para pensar na realidade daqueles que nesse exato momento estão sentindo a ausência daqueles que lhes são queridos, mas não deram conta de chegar?

A todos nós que a resposta foi favorável, reflitamos agora: ‘E se essa pessoa que está ombro a ombro ao nosso lado não tivesse tido forças para chegar até aqui, como estaríamos?’ Sozinhos. Não sozinhos de presença, porque por certo ainda teríamos a presença daqueles que conseguiram chegar. Mas estaríamos sozinhos dessa amizade, desse conforto trazido pela personalidade individual dessa pessoa.

Isso nos serve de lição para valorizarmos aqueles que Deus tem colocado em nossas vidas. Serve também para cuidarmos uns dos outros, como cuidamos de nós mesmos. Pois são essas pessoas que Deus colocou em nossas vidas para que nosso ano não fosse insuportável, triste e sombrio. A prova disso encontra-se na resposta dessa pergunta que preciso que respondamos com muita sinceridade: Qual de nós celebraríamos uma vitória ou uma conquista sozinho? Alguém? Ninguém o faria, não faria sentido. Esse fato nos comprova mais uma vez que nessa esfera natural somos completos por pessoas. E que são esses sorrisos, abraços, afagos, repreensões que nos tornam alegres como somos.

Devemos estar felizes por termos chegado ao fim de mais um ano. Mas também precisamos estar em busca dos que não perseveraram. 

A palavra que pode nos definir hoje é: Perseverança. Um indivíduo perseverante é aquele que persiste, que não desiste e o principal: não perde o ritmo. Ele é constante! Às vezes satanás em alguém, ou até nós mesmos iremos nos perguntar: “Por que você está tão feliz? Eu não te vi alcançar grandes conquistas não te vi vencendo nada grande demais e também não te vi matando “gigantes”.” Se formos realmente sinceros iremos aceitar a indagação e perder toda a nossa alegria. Porque de fato isso é a verdade. Qual de nós moveu montanhas com a nossa fé? Alguém já ressuscitou algum morto? Já demos vista aos cegos? Não, não… Nenhum de nós fizemos essas coisas. Se nos fosse dada a oportunidade para compartilharmos nossas vitórias, talvez diríamos: “Esse ano eu parei de assistir filmes!”, “Esse ano eu lavei as vasilhas para minha mãe sem reclamar!”, “Esse ano eu consegui meu primeiro emprego!”. Outros diriam: “Ah, esse ano… Eu já estou é cansado de trabalhar!” Nenhum desses são grandes feitos, e nem devem ser em nossas vidas. Nosso maior milagre e conquista está em sermos constantes! Aparentemente não movemos uma grande pedra, mas não deixamos de tentar! Mesmo falhando em cumprir nossos objetivos, permanecemos!

 A nossa vitória não está em fazer uma conquista aparente, mas está em permanecer!

Efraim Moreira

Efraim Moreira


3 comentários

  • Avatar
    Alessandra Policarpo Marques Zebral

    24/12/2019 as 10:44

    Amém, Amém, Amém

    Comentar

  • Avatar
    Dalva de Oliveira Pereira

    25/12/2019 as 16:36

    O texto publicado pelo irmão Efraim , muito bom, de incetivo para os nossos jovens cristãos a irem à luta , sabendo que Deus está no controle.

    Comentar

  • Avatar
    Rosângela da Luz

    26/12/2019 as 15:40

    Lindo texto, sermos constantes a cada dia ,não desistir mas persistir…pois somos mais que vencedores por aquele que nos amou.

    Comentar

Deixe um Comentario

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *


Sobre nós

O Tabernáculo Belo Horizonte, uma congregação cristã, firma-se sobre as bases do Ministério Assim Está Escrito, edificado com a misericórdia e graça de Deus desde 1976, quando o pastor Wanderley Pereira Lemos começou esta tão grande obra nos pilares daquela mensagem, originada do nosso Senhor Jesus, na busca daqueles que O adorem em Espírito e verdade.


[email protected]

31 2513-0657



Newsletter


Categorias