Adoração Ao Profeta: Um Espírito Anticristo

church-window-3804195_1920
é um espírito demoníaco, que aguarda sempre o agir de Deus, para trazer após o mesmo,  caos e agitação; fazendo com que aqueles que captaram Deus em parte, se percam por compreenderem mal  o que Deus fez e/ou quis dizer...

Por muitas vezes dentro da História da Igreja encontramos episódios em que as pessoas, ao verem o mover Divino, “paganizaram-O”, e isso tem se repetido em nossos dias com o envio do profeta (William Branham).

Vamos observar 3 desses episódios para embasar o artigo de hoje:

  1. Paganização no Velho Testamento

Começando pelo Antigo Testamento vemos Israel no primeiro êxodo se apostatando por adorar a um bezerro de ouro, que de acordo com seus novos preceitos, supostamente terminaria de guiá-los à terra que o grande Jeová havia prometido.

  1. Paganização no Novo Testamento

Caminhando para o Novo Testamento, vemos que a jovem Maria foi escolhida por Deus para ser a “incubadora” do pequeno corpinho de Jesus, e também, posteriormente dar a Ele cuidados básicos para que Ele, como humano, pudesse sobreviver até que chegasse o momento de exercer Seu Ministério: reconciliar o mundo com Deus. Note, reconciliar o mundo com Deus.

No entanto, no decorrer do tempo, as pessoas colocaram Jesus de lado, para reverenciar a “incubadora” (Maria) e render-lhe glória. Isto, porque apenas uma escritura se cumpriu em sua vida (Isaías 7:14: “portanto o mesmo Senhor vos dará um sinal: Eis que a virgem conceberá, e dará à luz um filho, e chamará o Emanuel.”).

Reverenciam Maria pelo cumprimeto de uma escritura, enquanto que todo o restante das escrituras, centenas, falavam/prometiam o Emanuel, que todos sabem que é Jesus.

O grande problema, é que as pessoas falharam em entender que se o Senhor Jesus apenas tivesse nascido de uma virgem e vivido uma vida normal, se tivesse vivido e morrido como um homem comum, a própria virgem “Maria-adorada” iria para o inferno igual a prostituta Madalena que tinha sete demônios.

Depois desses dois exemplos, podemos notar que a causa dessa inversão de papéis (as pessoas colocando homens e mulheres no lugar de Deus) é um espírito demoníaco, que aguarda sempre o agir de Deus, para trazer após o mesmo, caos e agitação; fazendo com que aqueles que captaram Deus em parte, se percam por compreender mal o que Deus fez e/ou quis dizer.

  1. Paganização nos dias de hoje – Adoração ao profeta William Branham

Seria muita ingenuidade de nossa parte pensarmos que este velho espírito não tem nos perseguido, pois além de nos seguir, ele tem aprimorado suas táticas e através da “interpretação da Palavra” desviando pessoas do Verdadeiro Caminho.

  • Seu maior investimento hoje tem sido atacar a Fé dos crentes sem que eles percebam para assim fazer com que eles “paganizem” a Segunda Vinda de Cristo sem que saibam que estão fazendo isso.
  • São criados credos e dogmas com a Palavra de Deus, e isso acaba sendo o que os impede de chegar ao objetivo principal: voltar à Fé Original.

 Esse velho espírito quer que os cristãos deixem de se preocupar com o viver a Mensagem, para fazer com que percam seu tempo, tentando dar ao profeta, William Branham, uma posição a mais do que ele realmente tem.

Quem é William Branham

William Branham foi um corpo, “o terno”, usado por Jesus Cristo para manifestar Sua Segunda Vinda. Sabemos que o ministério deste último profeta, o irmão Branham, foi grandiosíssimo, Deus lhe permitiu ir de Eternidade à Eternidade, lhe Revelou os 7 Selos…

  • William Branham recebeu uma das maiores comissões dadas por Deus a um homem.

No entanto, este mesmo homem com toda essa responsabilidade em suas mãos, ameaçou abandonar o ministério se as pessoas dos seus dias começassem a adorá-lo. Ou seja, simplesmente fazer dele mais do que um homem.

  • Colocar o irmão Branham no papel que o Filho do Homem, no corpo Jesus, é fazê-lo anticristo. Anti Palavra; isso não é escriturístico.

Segundo suas próprias palavras, seria melhor chegar ao juízo como bêbado, do que como um anticristo. Sejamos vigilantes quanto a isso e principalmente, sejamos sóbrios.

William Branham: A paganização antes e agora

  1. Na Primeira Vinda, Jesus era Deus, sem pecado, nascido de uma virgem e a maioria o via como um homem comum.
  2. Em sua Segunda Vinda, Ele usou um homem (William Branham) que veio pela via pecaminosa como cada um de nós, e, no entanto, as pessoas querem fazer deste homem, divino.

Se o profeta William Branham pudesse ver o que está sendo feito com sua pessoa, ele desistiria do ministério, como ameaçou nos seus dias.

  • É necessário que a igreja busque discernimento de espírito, pois a esta altura da jornada este dom é vital. Não ter o dom de discernimento de espírito faz com que uma igreja se curve ante um espírito anticristo.

Somente o dom de discernimento de espírito nos dá a capacidade de ver como este espírito maligno fez/faz as pessoas adorarem as “incubadoras” e os “ternos” (mulheres e homens que Deus usou ao longo da caminhada), os tornando deuses.

Sobre a Adoração ao William Branham

Neste momento o mundo está curvado a uma doença/demônio. Nós, pela graça de Deus, não estamos nesta mesma atmosfera. Estamos em um Lugar Sobrenatural. Mas lembremo-nos bem, que em tempos decisivos, o fato de estar em outra atmosfera, mesmo em torno da Palavra, não é tudo.

O irmão Branham nos mostrou que mesmo em torno da Palavra pode haver um espírito ‘anti Palavra’ para tentar nos desestabilizar. É necessário algo mais; uma ligação direta com A Palavra para que assim não venhamos cair por pequenos detalhes que muitas das vezes passam por alto.

A exemplo, temos os israelitas que ficaram em Gosen (um tipo do nosso Lugar Sobrenatural), que expuseram o sinal do dia, mas que, no momento decisivo da jornada, adoraram um bezerro de ouro e somente uma minoria chegou na terra: Josué e Calebe.

  • Devemos nos firmar na seguinte frase: “Deus estava no profeta William Branham, mas William Branham é o profeta, e não Deus”.

Neste momento, o corpo terreno do sétimo anjo, jaz em uma sepultura, aguardando que nós, o povo que não ficou com apenas um parágrafo, mas com toda a sua Mensagem, Fale a Palavra e ressuscite não somente ele, mas todos os santos que ficaram com a Palavra exata a seu tempo.

“Nabucodonozor fez igual. Ainda que ele tinha a Daniel como seu deus e o chamou Beltessazar o qual era o nome de seu deus. Ele viu a Daniel operar as grandes obras de Deus e portanto lhe considerou como um deus e lhe edificou uma imagem a sua semelhança, a qual colocou em tal lugar onde podia forçar a todo o povo para que lhe adorasse.

Vê você? O reino gentio começou com a adoração obrigatória a uma imagem de um homem santo, e assim mesmo terminará o reino gentio: com a adoração obrigatória à imagem de um homem santo.”

Mensagem TRÊS CLASSES DE CRENTES, 24 de Novembro de 1963, Jeffersonville – Indiana – E.U.A., P. 94-95.

Para saber mais sobre o Profeta desta Era, William Branham, recomendamos as leitura de dois outros dois artigos O Melhor Governo Rejeitado Pelo Mundo e Gentilezas de William Branham.

Adquira Conhecimento

Adquira Conhecimento


4 comentários

  • Avatar
    Isabel Cristina

    13/05/2020 as 12:16

    Que artigo maravilhoso!!!!!! Deus continue abençoando esta equipe que tire seu tempo para se dedicar a trazer essas porções de bençãos para a nossa vida!!

    Comentar

  • Avatar
    Aldair Gomes de Jesus

    13/05/2020 as 12:41

    Que maravilhoso é meu Deus até alerta aos seu servos a respeito a adoração.
    Obrigado meu Deus nós temos um profeta e pastores que segue os seus ensinamentos e dando continuidade a obra prima sem adição ou subtração do seu conteúdo.Amem

    Comentar

  • Avatar
    Sara Cristina

    13/05/2020 as 13:15

    Profundo ensinamento!! Deus continue abençoando os irmãos!!!

    Comentar

  • Pingback: O Melhor Governo Rejeitado Pelo Mundo – Assim Está Escrito

Deixe um Comentario

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *


Sobre nós

O Tabernáculo Belo Horizonte, uma congregação cristã, firma-se sobre as bases do Ministério Assim Está Escrito, edificado com a misericórdia e graça de Deus desde 1976, quando o pastor Wanderley Pereira Lemos começou esta tão grande obra nos pilares daquela mensagem, originada do nosso Senhor Jesus, na busca daqueles que O adorem em Espírito e verdade.


[email protected]

31 2513-0657



Newsletter


Categorias