O Cartaz De Cristo

Menu

Culto Online Web Rádio

O Cartaz De Cristo


Um cartaz deve ser colocado de forma que seja visível e em locais públicos. (Lucas 11:33)

Sua função principal é divulgar uma informação visivelmente. Tem valor funcional pela informação que quer transmitir. Cartazes e outdoors são eficazes para transmitir a imagem do líder. “… Não mais vivo eu, mas Cristo vive em mim…” Gálatas 2:20. Serve também para instruir ou persuadir. Possui todas as informações necessárias para alcançar o objetivo pretendido por meio do discurso.

Hoje ela é Ele. O que está divulgado no seu cartaz? Você tem sido uma epístola viva lida por todos os homens ou o seu testemunho tem falado tão alto ao ponto de que não se pode ouvir a sua voz? Pois, os cartazes de Cristo devem ser o sal da terra, para que todo aquele que tiver sede da Palavra possa vir e se saciar em mim e em você.

Não é muito raro encontrarmos processos judiciais nas instâncias da Justiça contra estabelecimentos comerciais por propaganda enganosa. São preços que se diferem do anunciado ou qualidade do produto aquém ou até mesmo a indisponibilidade daquilo que foi anunciado: não há nada no estoque.

O profeta William Branham nos diz, na mensagem “Assim Resplandeça a Vossa Luz Diante dos Homens”, que passou por um cartaz escrito: “FOME? ”. Bem abaixo havia uma indicação de um local para saciar a fome e que era totalmente compatível ao anúncio. O que acontece hoje é que se anuncia algo e, quando vamos em busca do anunciado, deparamos com uma propaganda enganosa, uma fraude.

Os cartazes de Cristo foram introduzidos no tempo para que manifestassem (anunciassem) Ele, tornando-se o Seu cartaz na terra. Será que O temos divulgado como temos sido ensinados? Estamos transmitindo o que divulgamos?
Nas situações que temos sido envolvidos, estamos transmitindo o que nosso cartaz tem anunciado?

O profeta William Branham, na mensagem “O Poderoso Deus Desvelado Perante nós”, diz que os atributos de Deus se tornaram carne. Se somos cidadãos do Céu, cartazes de Cristo na terra, qual deve ser a nossa reação diante de um escárnio ou de um falso testemunho? O nosso Líder, como Cordeiro mudo, não abriu Sua boca. Quando somos perseguidos, o nosso líder, o Senhor Jesus Cristo, ordena-nos que oremos por nossos perseguidores. Na mensagem “ A Restauração da Árvore Noiva” o profeta William Branham nos diz que a Noiva se torna a própria Árvore da Vida, que ela é o Sangue. Mas será que o cartaz que temos anunciado tem cumprido o papel de misericordiosos e transmissores de Vida Eterna? Como o profeta nos diz na mensagem “Aquele dia no Calvário” (108 e 109), que é como Cristo diz que seríamos.

O Senhor tem podido dar uma segunda olhada em nossas atitudes e ser atraído fortemente, porque Ele tem visto o Seu reflexo em nós?

O Nosso líder foi um cartaz que saciou a fome de tantos quantos quiseram se alimentar. Martin foi um cartaz perseguido, porque possuía qualidades que jamais os seus perseguidores poderiam alcançar.
Mensagem “As Sete Eras da Igreja- A Era de Pérgamo”

“Dele, escreveu um biógrafo: “Ninguém jamais o viu irado, ou perturbado, ou aflito, ou rindo. Ele era sempre o mesmo, e parecia algo além de mortal, trazendo em seu semblante uma espécie de alegria celestial. Nunca encontrava outra coisa em seus lábios senão Cristo, nunca outra coisa em seu coração senão piedade, paz e compaixão. Frequentemente ele chorava pelos pecados até mesmo dos que o maltratavam, os quais quando ele se encontrava calado e ausente atacavam-no com lábios perversos e línguas venenosas. Muitos o odiavam pelas virtudes que eles próprios não possuíam e não podiam imitar; e aí, seus mais cruéis atacantes eram os bispos” AS SETE ERAS DA IGREJA – A ERA DA IGREJA DE PÉRGAMO, P. 13

O verdadeiro cartaz de Cristo possui os frutos do Espírito: amor, gozo, paz, longanimidade, benignidade, bondade, fé, mansidão, temperança, etc. e transmite exatamente o que é anunciado.

William Branham, o primeiro grão amadurecido da era, era um cartaz que, com amor, conquistou até os animais.
Há um certo ditado que diz: “Sou crente, mas não sou bobo. ” Pois bem! Deveríamos ser, se é que somos corajosos o bastante para dizer que o nosso profeta foi bobo quando na competição de javali, ele tinha o maior do torneio, mas não quis expor a sua caça para não tirar o prazer de alguém que ele nem mesmo conhecia de ser campeão. Ou, quando ele disse ao irmão Pearry Green: “Se existe algum prazer em ganhar, eu o dou a você. ”

A grande realidade é que o cartaz diz “cristão”, mas transmite emulação (Gálatas 5:16). Querem sempre estar acima de alguém quando a Bíblia diz para sempre considerar o outro maior do que si mesmo.

Anuncia-se paz, transmite-se porfia; discussão. Anuncia-se amor, transmite-se dissenções; ira, raiva: sentimento agonizante o qual domina o indivíduo. Anuncia-se benignidade, transmite-se inveja: desgosto provocado pela felicidade ou prosperidade alheia; desejo de possuir um bem que pertence a outro, acompanhado de ódio pelo possuidor. Estes cartazes não herdarão o reino dos céus. (Gálatas 5:16-26).

Ao se anunciar boas-novas de paz, socorro, benignidade, misericórdia, vida eterna, perdão possa-se exalar exatamente o que diz o cartaz e não ser uma propaganda enganosa, pela qual muitos ouvirão naquele grande dia: “Apartai-vos de mim, malditos, praticantes de iniquidade, porque eu nunca vos conheci. ” (Mateus 7:23)
“Aqueles que ouvem a minha voz, fazem a vontade de meu Pai. ”

Se há um tempo que precisamos ser o que devemos ser, é este o tempo, e todo o verdadeiro cartaz de Cristo tem um clamor dentro de si sem explicação, é a Deidade tomando lugar.

Um dos objetivos do cartaz é instruir a chegada a algum lugar: estamos voltando para o lugar de onde viemos, imitando o cartaz da era, o profeta William Branham, e sendo atraídos pelo nosso líder; o Espírito Santo. Ofereçamos às pessoas o que Cristo ofereceu à mulher Samaritana: Água Viva, e ela nunca mais teve sede. Sejamos cartazes de Cristo como Paulo, Estevão, Elias, Davi, Abraão, Ester, Isaque, Maria, Jacó, pessoas das quais o mundo não foi digno. Hoje o cartaz de Cristo é Ela, porque “Ela é Ele.” O QUE DIZ O TEU CARTAZ?

Redação Assim Está Escrito 

  • Leonardo Paixao

    Muito bom! Deus continue abençoando estes cartazes anunciando O Reino shalom