Testemunhos

Menu

Culto Online Web Rádio

Testemunhos


Testemunho: Ir. Renata Melo

Foram muitas idas aos mais diversos médicos. Quando pensávamos que tínhamos encontrado o motivo da infertilidade, lá estava Deus arrancando o que parecia ser um problema. Dois pólipos e um ovário exageradamente aumentado de tamanho. Após uma oração de meu esposo, determinando que sumisse, em poucos dias repeti o exame e não tinha mais nada. Fato que espantou até a médica que realizou o exame, quando ela afirmou que não era comum isto ocorrer. Tenho guardado os exames que comprovam o fato. Ouvi os mais diversos tipos de conselhos médicos, me sugeriram um tratamento para indução de ovulação, dentre outras coisas, mas sem terem encontrado de fato uma causa. Foi então que resolvi seguir os conselhos do meu sábio pastor, pois todas as vezes que tivemos a oportunidade de conversar, o senhor me dizia com convicção que eu seria uma árvore frutífera. Eu sabia que bastava crer! Foi quando resolvi não procurar mais ajuda da Medicina, mas entregar totalmente nas mãos do Senhor. Ergui minhas mãos e segui procurando o “fio de telégrafo” que eu precisava para alcançar a minha benção. Confesso que por várias vezes meus braços se cansaram, chorei e entristeci, mas a cada mensagem lida e a cada culto eu me sentia mais forte.

Suspendia novamente meus braços e seguia na mesma direção, a direção da fé na Palavra de Deus. Lembro-me que em maio de 2016, durante a visita do pastor Sérgio Ricardo, houve uma oração pelas irmãs que não conseguiam engravidar, mas eu estava com uma virose e não pude comparecer ao culto. Ao final do culto o pastor Wanderley disse estas palavras direcionadas ao meu sogro, o irmão Cefas: “Diga a ela que eu a substitui erguendo a mão na hora da unção, ela vai receber a benção, a mesma benção”. Porque eu a carreguei no espírito aqui durante o culto e na hora fiz questão de subir aqui e incluir ela nas irmãs que estavam abraçadas. Porque ela almeja profundamente ter um filho e ela vai receber esta benção. Aleluias!” Meu sogro então trouxe o lenço ungido pelo nosso precioso Profeta William Branham e, desde este dia, eu não o tirei mais de mim.

Hoje estou grávida, não fiz nenhum tratamento e fico sem palavras para descrever a sensação de ter encontrado o “fio do telégrafo” que eu tanto procurei. Mais uma vez usando as suas palavras, pastor, isto me deu mais convicção de eleição.

Ir. Renata Melo


Testemunho: Ir. Elaine Cristina e Matheus

Quero externar minha gratidão a Deus, pois em dezembro fomos para a passagem de ano com a igreja e estávamos todos bem, meus filhos e eu. No dia 31/12, meu filho, com 1 ano e 10 meses, amanheceu vomitando e com febre. Pensei ser um mal-estar do calor e, no dia seguinte, o vômito passou, mas a febre não cedia. No dia 2, no domingo, não consegui ficar no culto, pois o calor fazia com que a febre subisse muito. Viemos embora, deixei as bolsas em casa e fui para a UPA do bairro. Chegando lá, ele foi atendido e diagnosticado com laringite, sendo liberado. No outro dia, ele estava com dificuldade de deglutição voltei com ele para a UPA e, dessa vez, foi diagnosticado laringite. Ele foi colocado no soro para esperar uma vaga para ser transferido e permaneceu ali por dez horas. Nesse tempo minha sogra sentiu desejo de ligar para o Pastor Samuel e, prontamente, ele foi até lá e orou pra que Deus tirasse meu filho daquele lugar e assim aconteceu. Na troca de plantão ele teve alta. No dia 03 de janeiro, ele continuou piorando até não poder mais engolir a própria saliva, sendo que sua língua paralisou, o corpo todo amoleceu, e então decidi levá-lo em outra UPA. Dessa, ele foi direto para o CTI do Hospital João Paulo II, com suspeita de encefalite ou meningite. Ele deu entrada no CTI por volta de 21h30min e eu fiquei até as 03h sem nenhuma notícia do que estava acontecendo. Enfim, um dos médicos veio me chamar e entrei com o coração apertado. Quando olhei meu pequeno ali, cheio de aparelhos sem nenhuma reação, os médicos só teriam uma resposta ao amanhecer com os resultados em mãos. Então, fiquei ali clamando em meu coração. Pela manhã veio a junta de médicos e com muito cuidado disse que foi comprovada a encefalite, dois dias depois perceberam os sintomas da síndrome de Guillain-Barré e, aos poucos, ele foi perdendo os movimentos até parar tudo. Teve paralisia facial e então os médicos disseram que a recuperação seria lenta, mas com alguns problemas. meses ele estaria bem. Então me lembrei da mensagem que o Pastor Wanderlei Lemos pregou (Jesus: o quebrador de ciclos), e essa frase ficou no meu coração sempre, com fé que ele ficaria bem. Em uma noite um dos fisioterapeuta entrou no quarto para aspirá-lo e começou a levantar a voz, dizendo que se ele não tivesse forças para tossir logo ele teria que ser entubado. Então, fiquei desesperada, liguei para meu esposo e pedi para que continuasse orando. No dia seguinte, o Pastor Vilaça foi e orou por ele uma oração rápida e foi embora. Não passou cinco minutos, meu filho espreguiçou e esticou até os dedinhos dos pés. Cada movimento que ele fazia era uma lágrima e glória a Deus. Ele permaneceu no CTI por 15 dias, na enfermaria 09 dias, totalizando 24 dias no hospital. Saiu de lá falando e andando para honra e glória do nosso Senhor Jesus Cristo.

Ir. Elaine Cristina 


Testemunho: Ir. Carla Braga 

Deus abençoe os irmãos! Quero compartilhar meu testemunho: Na madrugada de 05 de fevereiro, comecei a sentir dores fortíssimas que paralisaram como nunca tinha sentido antes. Corremos ao médico que só anestesiou o efeito das dores, mas não tinha diagnóstico. Fomos a vários médicos até que, por ultrassom, vimos uma massa sólida no ovário direito, que era a razão das dores e hemorragia. Comecei o procedimento para cirurgia, pois a médica disse que era um tumor e precisava ser retirado logo. Orei a Deus e disse: “Senhor, Tua Palavra diz: “pelas suas pisaduras sou curada e eu estou em tuas mãos.” E ao diabo disse: “não tenho nada teu, então eu te repreendo em nome de Jesus.” Indo para uma consulta, lendo a mensagem no ônibus, o irmão Branham dizia sobre a experiência do tumor que a irmã Meda teve. E no final ele disse: “Para que eu estou falando isso? Para que você tenha fé para o mesmo acontecer com você.” Isso foi marcante para mim. Outro detalhe importante foi o título da mensagem pregada pelo Pr. Wanderley Lemos na escola dominical do dia 02/04 (dia do meu aniversário) que foi: “Chamando as coisas que não são como se já fossem”. Isso foi me sustentando e me manteve calma, mesmo quando a médica disse que poderia ser maligno. Quando me perguntavam como eu estava, eu dizia que estava tudo bem. Faltando uma semana para a cirurgia, fiz outro ultrassom para ver como estava e a médica procurou de todos os lados, chamou outra médica e mexeu de “lá e de cá” e nada. O tumor havia desaparecido para a glória de Deus. E como o irmão Branham disse na mensagem, aconteceu comigo, pois antes que o médico tocasse em mim, Jesus cristo me tocou e foi simplesmente a graça de Deus. Não fiz nada, foi Deus em tudo.
Como não amá-lo? Ele é maravilhoso.

Ir. Carla Braga


Testemunho: Ir. Elenice De Azevedo

Há uns dias, por causa de um problema, tive minha energia elétrica cortada. Fiquei muito preocupada, pois trabalho com costura e tinha uma roupa de casamento para entregar. Também faço salgados no final de semana para vender, e tinha muitos recheios e salgadinhos prontos e embalados para a venda. Eu resolvi o problema com a Cemig (Companhia Energética de Minas Gerais) logo depois, mas eles não ligaram minha energia. Fiquei muito ansiosa, pois as horas passavam e nada de ligarem a luz. Quando chegou a noite, eu, arrasada, pensei: “vai estragar tudo o que tem no freezer e da geladeira”. Orei, perguntando a Deus o que eu faria, pois perderia tudo. Aí me lembrei de um vídeo que vira na internet, onde o barracão de alguém tinha pegado fogo e onde estava a Bíblia e as mensagens do Ir. Branham não havia queimado nada. Também me lembrei do testemunho daqueles irmãos que guardaram uma carne para o Ir. Branham e o freezer ficou desligado por duas semanas, mas a carne não estragou, sendo que estava com o gelo ainda em cima. Veio-me então uma inspiração: “Põe uma mensagem em cima do freezer, e outra na geladeira”. Coloquei e fui dormir. No outro dia, nem fui conferir e quase 24 horas depois eles ligaram a energia novamente. Então, abri o freezer e lá estava tudo com gelo ainda, e na geladeira a mesma coisa. Chorei demais, e agradeci tanto a Deus por Ele ter cuidado de tudo. Quando contei para umas pessoas elas disseram que era por causa do tempo frio, mas eu sabia que não, pois uns dias antes minha geladeira teve um problema e descongelou tudo dentro dela durante a noite. Eu disse: “isso foi Deus”, pois meu freezer também fica em um lugar onde bate sol e fica quente. Dou Graças a meu Deus, pois Ele tem cuidado de nós.

Ir. Elenice Ap. De Azevedo


Envie também o seu testemunho pela nossa pagina de contato. Clique aqui

  • Leonardo Paixao

    Que maravilha!!!
    Jesus Cristo é O mesmo Ontem Hoje e Eternamente
    Louvado seja Deus