Fidelidade À Palavra De Deus É A Maior Característica Do Mensageiro | Assim Está Escrito

Devemos estar atentos, pois no momento que estamos vivendo, se nós não nos apoiarmos na Palavra de Deus, perderemos todo o caminho já percorrido, nos desviando de alguma maneira.

Leitura Bíblica: Apocalipse 1:12-16

Mensagens Lidas: Uma Exposição das Sete Eras da Igreja- A Visão de Patmos, A Era de Éfeso; Cristo é Revelado em Sua Própria Palavra, P. 72; Perguntas e Respostas No 3.

O profeta irmão Branham diz na mensagem ‘Uma Exposição das Sete Eras da Igreja- A Visão de Patmos’ que, as características que são descritas em Apocalipse 1:12-16, são atributos descritivos de Jesus Cristo. E ele nos explica que não há a necessidade de interpretação de versículos, porque o que está escrito na Bíblia, é o que realmente Ela quis dizer. Sabendo disso, observamos que, a nossa fidelidade à Palavra, nos mantém à destra de Jesus Cristo. O que para nós significa: estar debaixo do Poder/Domínio do Senhor Jesus Cristo. Todos os sete mensageiros estavam ligados a esse Domínio. Eles estavam sob o poder e autoridade de Deus. Isso quer dizer que, quando atuavam como pregadores, manifestavam Deus através de suas vidas. “Suas capacidades” não eram originárias deles mesmos, elas eram dadas por Jesus Cristo.

Na era de Éfeso, o Espírito começou a incomodar Saulo, através da morte de Estevão. E vemos que ele foi um dos responsáveis por perseguir, e pressionar os cristãos; mal sabendo que posteriormente ele se tornaria um deles, pois se encontraria com o Senhor Jesus Cristo, que a partir de então o guiaria e mudaria seu nome de Saulo para Paulo. Após encontrar-se  com Jesus em forma de Coluna de Fogo, ele foi recebido por Ananias e conduzido pelo Espírito ao deserto. Era necessário que ele o fizesse, porque antes de firmar-se em sua recente experiência, era necessário saber o que as Escrituras falavam a respeito, e a constatação da veracidade de sua experiência lhe trouxe a convicção necessária para falar que, mesmo que um anjo descesse do Céu e anunciasse outro evangelho, seria anátema. Ele foi tão fiel à Palavra, que o profeta William Branham, o tomou como o padrão para identificar não somente os mensageiros, mas a todos os verdadeiros homens de Deus que vieram após Paulo. 

A segurança de Paulo era sua certeza de ter ouvido do Próprio Senhor Jesus Cristo, o que  fez dele um homem livre. Ele tinha a liberdade dada pela Palavra, ele seguia sem ter alguma “corda” segurando-o, impedindo-o de seguir a Palavra. Nem suas próprias aflições o prendiam.

Os sete mensageiros enviados da parte de Deus  não vieram para contar histórias; eles juntamente com a Igreja das eras, refletem a Luz de Jesus Cristo para cada era, assim como a Lua, que não tem luz própria, e que por esse motivo, reflete a luz  do Sol, no período de escuridão. Havia um propósito maior para todos eles. Em seu dia, Lutero, com sua mensagem, tinha a porção suficiente para trazer um escape e também julgamento ao povo daquela era. Com os pentecostais não foi diferente. E hoje, nesse tempo, Deus abriu toda Sua Palavra, e não somente Ela, mas nossos olhos para que víssemos Seu mover e não O rejeitasse. 

De acordo com o profeta William Branham, há três coisas que não devemos fazer, e estas são: interpretar mal a Palavra, aplicá-La  mal e deslocá-La. Sabendo disso, torna-se necessário entender e ter a Revelação do que está entrando em nossos corações, para não nos tornamos presas fáceis do inimigo. Devemos ser como os mensageiros, que independente de suas dificuldades, não se deixaram conter como vencidos. Qual deve ser nosso cuidado em todo o tempo, para que não sejamos enganados? Seja o que for que se apresente diante de nós, devemos observar as características, porque as características precisam ser conhecidas, e não, parecidas. Examinemos palavra por palavra, esse é um dever não somente dos pregadores, mas também de todos nós, como ouvintes.  

Enquanto estamos caminhando, devemos estar olhando em direção à Palavra, e não em direção a homens.  Devemos ser cautelosos, e ficar com o que está de acordo com a Palavra. Porque além de falar das Verdades da Palavra, Paulo As vivia; vemos que essas Verdades se manifestavam em sua vida. Devemos estar atentos, pois no momento que estamos vivendo, se nós não nos apoiarmos na Palavra de Deus, perderemos todo o caminho já percorrido, nos desviando de alguma maneira.

Min. Adelson Santos

Min. Adelson Santos

No ano de 2003 foi chamado para integrar o corpo de diáconos o qual serviu com uma dedicação digna de ser mencionada, cumprindo com responsabilidade, disponibilidade e sempre com muita determinação para com o ministério que a ele foi outorgado até o dia 3 de janeiro de 2016; Quando foi convidado pelo pastor Wanderley Lemos, a fazer parte do corpo ministerial no qual de igual forma tem empenhado-se para contribuir com o crescimento da igreja; passando então a ministrar no Tabernáculo, nas congregações, auxiliando em visitas hospitalares e residenciais, realizando os batismos dos novos convertidos que o Senhor tem acrescentado a esta casa e recentemente passou a cuidar da congregação que está situada em São Sebastião da Barra, a 340 km de Belo Horizonte.


Deixe um Comentario

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *


Sobre nós

O Tabernáculo Belo Horizonte, uma congregação cristã, firma-se sobre as bases do Ministério Assim Está Escrito, edificado com a misericórdia e graça de Deus desde 1976, quando o pastor Wanderley Pereira Lemos começou esta tão grande obra nos pilares daquela mensagem, originada do nosso Senhor Jesus, na busca daqueles que O adorem em Espírito e verdade.


[email protected]

31 2513-0657



Newsletter


Categorias