Desmascarando As Estratégias De Invasão De Satanás | Assim Está Escrito

A Igreja de Deus precisa ter discernimento para captar as coisas, pois os quatrocentos profetas de Acabe estavam tão convencidos que suas posições eram verdadeiras que foram capazes de ferir Micaías, o profeta do Senhor, que verdadeiramente falou o correto. Contextualizando com a mensagem do profeta William Branham 'Convencidos, Então Preocupados', apresenta-se a oportunidade de estarmos preocupados e, com todo cuidado, ouvirmos a Palavra do Senhor e tirarmos as brechas de Satanás, para impedi-lo de invadir nossas vidas.

Leitura Bíblica: São Marcos 3: 27
Mensagem base: A Invasão dos Estados Unidos

A partir da leitura de II Crônicas 18 vemos o profeta Micaías alertando o rei Acabe, que, alheio acerca das profecias, resolveu fazer aliança com Josafá e ir à guerra em Ramote de Gileade. Lendo as Escrituras, enxergamos o desastroso resultado daquele ato.

A Igreja de Deus precisa ter discernimento para captar as coisas, pois os quatrocentos profetas de Acabe estavam tão convencidos que suas posições eram verdadeiras que foram capazes de ferir Micaías, o profeta do Senhor, que verdadeiramente falou o correto. Contextualizando com a mensagem do profeta William Branham ‘Convencidos, Então Preocupados’, apresenta-se a oportunidade de estarmos preocupados e, com todo cuidado, ouvirmos a Palavra do Senhor e tirarmos as brechas de Satanás, para impedi-lo de invadir nossas vidas.

Por certo, todos nós já ouvimos falar da cidade de Tróia, entre outros detalhes ela ficou conhecida pela história que nomeamos de “Cavalo de Tróia”.

Por ter sido uma cidade de difícil acesso e, por conseguinte, difícil de ser invadida, havia um exército oponente que estava tentando penetrar aquela cidade, mas encontrando tais dificuldades de invasão, estrategicamente, simulou uma derrota, uma falsa desistência e retirada, e deixou à porta da cidade um “presente”, um obelisco em formato de cavalo (recheado de soldados).

Havendo falta de astúcia, eles assimilaram realmente ser um presente, o receberam, e isso lhes deu uma sensação de tranquilidade. E por falta de discernimento aquele cavalo cheio de soldados inimigos foi colocado no coração, no centro da cidade. E uma cidade inteira foi destruída por falta de discernimento em tempo de guerra.

Um exército precisa de discernimento nos momentos de batalha.

Assim como a cidade de Tróia foi invadida por um exército inimigo em forma de um presente, os Estados Unidos da América, em primeiro momento, foi atingido de forma leve de modo a não levantar suspeitas.

A mesma situação procede hoje, quando pessoas são alertadas para eliminar espíritos de suas vidas e rechaçam o recado de Deus por, ao seu parecer, o alerta não ser palavras de bom grado. Quantas vezes ministros alertam a Igreja de movimentos de espíritos, os quais, de forma mansa, entram nos lares como as pequenas raposas que danificam a vinha (Cantares 2:15) e os destroem?

Prestemos atenção em nossas casas, pois pode ser que estejamos dando boas-vindas a espíritos que podem eliminar nossas vidas. Precisamos entender que nossas vidas, nossos lares e nossas famílias, são ‘portas’ que estão aptas a receber/acolher presentes: ou do céu ou do inferno; ou nós aceitamos o Espírito Santo ou espíritos imundos.

Os Estados Unidos era um país cristão, um cenário disputado por nações que desejavam seu desequilíbrio bélico, e por outras que objetivaram adentrar ali por motivos diversos. Mas vemos que, mansamente, por intermédio da cultura, através das “singelezas” de Hollywood, os EUA foi invadido.

Observe as pessoas que visitam sua casa, sua vida! Perceba o propósito desses encontros.

Espíritos que não morrem, mas que se fortalecem cada vez mais, têm penetrado na vida das pessoas. Tais espíritos, através de pequenos acontecimentos – aparentemente inofensivos – fazem com que muitas portas se abram e permaneçam abertas. Repare, eles também são espíritos que recepcionam as pessoas com “boa-fé”. Eles se apresentam através da invasão que começa com pequenos pensamentos, sentimentos e intenções. Eles penetram quando menos esperamos, através de pequenas decepções, e sendo alimentados com o passar do tempo, eles vão crescendo e avolumando-se. Por isso é necessário a Palavra, porque Ela discerne todos os espíritos (Hebreus 4:12)!

Pessoas que são recorrentemente advertidas, que há grande necessidade de colocar “cangas” em seus pescoços para que obedeçam a Palavra, insistem e vão para o caminho errado e criam formas de ultrapassar o limite alertado por Deus.

Dificuldade em obedecer: um peso carregado de demônios que oferecem direitos aos povos, eliminando a proteção do Sangue do Senhor.

Ao lermos Isaías 39 nos deparamos com as observações, tais como: Como você recebeu sua visita? Você mostrou todos seus valores? E de onde suas visitas vieram? Como anda seus ouvintes? Como ficam seus ‘conselhos terapêuticos’? E como você chegou a um estado tão frágil assim?

Aos poucos, devagar, inofensivo e quando menos se espera, de tanto passar espíritos pela porta que foi aberta de dentro para fora, é invadido e tomado todo o controle de seu próprio avião carregado de explosivos que explodirá completamente sua vida.

Os casos de fracassos – situações que já passaram do limite de serem auxiliadas, em que palavras poderosas ditas e expressadas, por negligência e/ou desobediência, não podem mais exercer a proteção antes existente – não podem mais acontecer.

Tempos de adversidades: oportunidade para nos protegermos contra pequenos desafetos, e prosseguirmos cuidados pelas mãos do Senhor.

Dias problemáticos: atuação plena de Satanás onde apenas seremos protegidos com vidas acertadas!
Não deixemos para resolver apenas nos últimos segundos, ajamos hoje, tomemos controle de nossas vidas para evitar a invasão de nosso próprio corpo. Somos o lugar que nunca deve ser invadido. Queremos ser melhores!

Pr. Wanderley Vilaça

Pr. Wanderley Vilaça

Aos 21 anos se tornou líder dos jovens e também começou a pregar em praças públicas o que lhe trouxe muita experiência e amor por almas; posteriormente começou a prestar assistência às nossas congregações; em 2002 foi chamado pelo pastor Wanderley Lemos para integrar o corpo de ministros; no ano de 2011 foi consagrado a pastor; logo em seguida assumiu a igreja de Ouro Branco e desde então a vice-presidência do Tabernáculo Belo Horizonte.


Deixe um Comentario

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *


Sobre nós

O Tabernáculo Belo Horizonte, uma congregação cristã, firma-se sobre as bases do Ministério Assim Está Escrito, edificado com a misericórdia e graça de Deus desde 1976, quando o pastor Wanderley Pereira Lemos começou esta tão grande obra nos pilares daquela mensagem, originada do nosso Senhor Jesus, na busca daqueles que O adorem em Espírito e verdade.


[email protected]

31 2513-0657



Newsletter


Categorias