Deus Se Tornando Como Nós, Para Nos Tornarmos Como Ele | Programa Assim Está Escrito - Ed. 348 | Assim Está Escrito

Quando Jesus Cristo, O Cordeiro, morreu em nosso lugar, Ele derramou a Sua vida em nós, o qual nos dá o direito de obtermos o Espírito Santo. E quando recebemos o Espírito Santo e Ele passa a habitar em nós, temos a condição de sermos perfeitos como Ele é.

Leitura Bíblica: São João 14:15-21; Êxodo 33:18-22; Isaías 6:1-3
Mensagens Citadas: A Divindade Explicada; O Poderoso Deus Desvelado Perante Nós; Perguntas e Respostas Sobre O Espírito Santo

Desde que o homem pecou no Éden, um bloqueio do vínculo entre a humanidade e Deus foi criado. Não havia um caminho de retorno, pois o pecado já estava maculado no coração de Adão e Eva. Mas, a graça de Deus foi tão sublime, que Ele mesmo desceu (vindo em forma de carne) ao nível da nossa posição, para que pudéssemos voltar a ter comunhão com o Pai novamente.

No Antigo Testamento, se analisarmos as Escrituras iremos ver que onde a Coluna de fogo descia no monte, Sua glória era tão grande e a separação do homem causou um afastamento tão longínquo, que nem os animais podiam se aproximar de onde Ela estava ou descia para falar com Moisés. E foi por causa disso que o único meio para que o homem se achegasse a Deus era matando um cordeiro. Então, um cordeiro deveria ser oferecido no lugar do pecador. E o sangue aspergido tipificava que um inocente estava sendo sacrificado por um pecador, mas, ainda assim, a vida do animal não podia vir sobre o homem. Desta forma, mesmo após realizar seu sacrifício, ao sair daquele local, o pecador continuava com o desejo de pecar.

Quando saíram do paraíso, Adão e Eva receberam uma promessa de redenção. Deus havia falado com eles que iria trazê-los de volta. Embora Adão e Eva fossem “pequenos” diante de Deus e, se aplicássemos o mesmo quadro a nós, veremos que a incapacidade que eles tinham e nós temos jamais nos permitiria aproximar Deus. E por melhor que fosse o animal (puro, sem mácula), isso não o tornaria capaz de tomar o lugar do pecador; ele não podia entregar sua vida e redimir o perdido. Portanto, tinha que ser unicamente o Sangue de Jesus Cristo para realizar tal ato. Mas, como Deus derramaria Seu sangue sendo Ele um Espírito?

Deus renunciou Sua superioridade. Ele Se condescendeu! Foi complacente e abdicou Sua autoridade, tudo com um propósito: redimir o homem. João chorou muito quando teve uma visão na Ilha de Patmos, pois não viu ninguém digno à altura de redimir o pecador. Entretanto, foi nesse exato momento que o Ancião lhe disse: “Não chores; eis aqui o Leão da tribo de Judá, a raiz de Davi, que venceu, para abrir o livro e desatar os seus sete selos.” (Apocalipse 5:5). E foi então que João olhou e viu O Cordeiro, O próprio Senhor Jesus Cristo, ensanguentado! Ali, Deus (O qual se tornou pecado, mas não pecador) estava manifestado em carne.

Há uma grande incompreensão da parte de algumas pessoas em relação a como O próprio Deus, com toda a Sua glória, veio, nasceu em meio a estrume de animais e repousou Seu pequeno corpinho em uma simples manjedoura. Porém, é exatamente nessa simplicidade que Ele desceu e Se escondeu em uma carne humana, isso que é Deus Se condescender. Ele Se escondeu dos fariseus, incrédulos e de todos aqueles que não puderam ver o plano d’Ele em desenvolvimento.

No tempo em que estamos vivemos, os redimidos (epístolas vivas e lidas por toda a humanidade) são velados por Deus. Não uma nova epístola, mas aquela que foi escrita e está sendo manifestada.

Jesus Cristo sendo perfeito, veio, manifestou-Se em carne e pôde sentir exatamente o que nós sentimos. Ele se tornou um de nós para que fôssemos perfeitos como Ele é. Desta forma, é a própria Palavra de Deus que nos faz perfeitos. Esse foi o tão maravilhoso caminho de volta. Esse caminho foi feito lá no calvário, onde Jeová morreu para nos redimir! Através desse caminho Ele pôde voltar ao coração do homem: ao companheirismo original. Portanto, é de suma importância que recebamos o Espírito Santo, porque é através d’Ele que podemos agir conforme Sua perfeita vontade: a vida de Deus manifestada em nós!

Quando Jesus Cristo, O Cordeiro, morreu em nosso lugar, Ele derramou a Sua vida em nós, o qual nos dá o direito de obtermos o Espírito Santo. E quando recebemos o Espírito Santo e Ele passa a habitar em nós, temos a condição de sermos perfeitos como Ele é.

Ministério

Ministério


Deixe um Comentario

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *


Sobre nós

O Tabernáculo Belo Horizonte, uma congregação cristã, firma-se sobre as bases do Ministério Assim Está Escrito, edificado com a misericórdia e graça de Deus desde 1976, quando o pastor Wanderley Pereira Lemos começou esta tão grande obra nos pilares daquela mensagem, originada do nosso Senhor Jesus, na busca daqueles que O adorem em Espírito e verdade.


[email protected]

31 2513-0657