Duas Edificações: Em Qual Delas Deus Vai Habitar?

Existem pessoas que entram no tanque de água como pecadores secos, e saem pecadores molhados. Pode um porco virar uma ovelha? Não. Um porco não é e nem será uma ovelha. Por isso o homem que anda como um “porco” precisa ser transformado, ter uma nova natureza, outra aptidão e novos desejos; ele não deve ficar apenas na via da intelectualidade, pois ela não é suficiente. Muitas vezes as pessoas não compreendem aqueles que contribuem para com o próximo e se sentem bem com isso; é muito bom o que fazem, mas se não tiverem o Novo Nascimento e uma experiência com Deus, só essas atitudes não serão suficientes.

Leitura Bíblica: Hebreus 11:1-3 e II Pedro 1:5-8

Mensagens Citadas: Nomes Blasfemos; A Estatura De Um Varão Perfeito; Véu Adentro

Em II Pedro capítulo primeiro, a partir do verso 5, vemos que Pedro descreve sobre uma progressão que pode ser comparada a uma construção, que o profeta toma como base para construir uma pirâmide sem quina superior, a qual é a Pedra de Coroa (Cristo). A base dessa construção (pirâmide) é a fé, que é a parte mais larga desta estatura. Por isso ela deve ter o firme fundamento. E essa estrutura completa é a Casa de Deus.

Dependendo do terreno que escolhermos para construí uma casa, teremos dificuldades. Há terrenos que são mais trabalhosos para construir se construir neles, tendo a com a topografia e a planta. De igual forma, ao construirmos um edifício (nosso corpo), ele deverá estar firmado sobre a ‘Fé’. E o profeta disse que há dois tipos de: fé, virtude, sabedoria, temperança. Muitas pessoas creem em Deus, mas creem apenas intelectualmente. Porém, é necessário que estejamos firmados no fundamento correto, pois há outro fundamento que não é firme.

Há dois tipos de edifícios sendo construídos. E, sobre qual destas duas construções virá a Pedra de Coroa? Depende do tipo de base que foi estabelecido para construí-las, para que Deus possa ter prazer de morar. Que não fujamos do projeto para que não haja incompatibilidade com as medidas da Pedra de Coroa.

Uma pessoa com fé mental é religiosa. Ela frequenta a igreja regularmente, mas não se fixa. É errado ter uma fé mental? Não! Inicialmente precisamos ter fé mental. Ao ouvir a Palavra, Ela produzirá fé em nós. Podemos estar passando por dificuldades a ponto de estarmos gemendo, mas é necessário que sempre permaneçamos na presença de Deus! Pois Jesus disse: “… no mundo tereis aflições, mas tende bom ânimo, eu venci o mundo.” Às vezes nos perguntamos, o porquê de  determinado irmão ter sumido. E a resposta é: Porque ele não estava ancorado em Cristo. Por que as pessoas são tão inconstantes?

Há fé intelectual em uma pessoa que se alegra no culto, que chora,  que é faminta e que se sente emocionada com a Palavra de Deus. Mas que após ir embora do culto, perde a força e o estímulo que sentia. Todavia, a verdadeira fé possui uma experiência experimentada. É uma fé diferente. E uma pessoa que possui essa fé teve uma experiência com Deus e não fica distante dos assuntos d‘Ele. E isso leva a alguns a se perguntarem: “O que esse irmão tem que parece ser tão firme?” Uma construção que tem uma fé que é o firme fundamento. Ele está seguro. Não rui. Pois é a Palavra de Deus que é a sua base. Enquanto a fé intelectual é apenas uma fé mental; de aparência agradável. Sendo até  invejável às vezes. Porém, é necessário ter a fé verdadeira para que se possa construir o edifício. Como o centurião: “…mas dize somente uma palavra”.

Existem pessoas que entram no tanque de água como pecadores secos, e saem pecadores molhados. Pode um porco virar uma ovelha? Não. Um porco não é e nem será uma ovelha. Por isso o homem que anda como um “porco” precisa ser transformado, ter uma nova natureza, outra aptidão e novos desejos; ele não deve ficar apenas na via da intelectualidade, pois ela não é suficiente. Muitas vezes as pessoas não compreendem aqueles que contribuem para com o próximo e se sentem bem com isso; é muito bom o que fazem, mas se não tiverem o Novo Nascimento e uma experiência com Deus, só essas atitudes não serão suficientes.

O profeta na mensagem ‘A Estatura de Um Varão Perfeito’ diz que, temperança significa domínio próprio. Mas está se referindo a temperança natural ou a do Espírito Santo? A verdadeira temperança é a aquela que conseguimos responder carinhosamente quando falam de nós com intrigas.  Nesses momentos temos que agir como Jesus: “Pai, perdoa-lhes, porque não sabem o que fazem”. Muitas vezes ouvimos assuntos torcidos/virados o tempo todo contra nós mas, devemos deixá-los de lado e vivermos nossas vidas. Não adianta tentarmos mudar o incrédulo. Nossa preocupação deve estar em exercitar a fé que foi colocada em nós!

Em toda nossa vida Jesus foi o nosso exemplo, para que nós também pudéssemos agir da mesma forma que Ele agiu. E assim, existem situações em nossas vidas que precisamos passar para crescermos.

A Pedra de Coroa precisa encontrar em nós o mesmo material que há nela, para se encaixar. Sendo assim, tudo tem que vir de Deus: fé, virtude, temperança, paciência… só assim poderá se encaixar em nós. E se assim buscarmos essas virtudes, Deus nos dará condição para alcançá-las. A vida cristã não é algo para vivermos no natural. A fé intelectual faz cálculos e cogita, todavia, a ‘Fé Perfeita’ se estabelece sobre a Palavra e se apega somente à Palavra de Deus.

Min. Adelson Santos

Min. Adelson Santos

No ano de 2003 foi chamado para integrar o corpo de diáconos o qual serviu com uma dedicação digna de ser mencionada, cumprindo com responsabilidade, disponibilidade e sempre com muita determinação para com o ministério que a ele foi outorgado até o dia 3 de janeiro de 2016; Quando foi convidado pelo pastor Wanderley Lemos, a fazer parte do corpo ministerial no qual de igual forma tem empenhado-se para contribuir com o crescimento da igreja; passando então a ministrar no Tabernáculo, nas congregações, auxiliando em visitas hospitalares e residenciais, realizando os batismos dos novos convertidos que o Senhor tem acrescentado a esta casa e recentemente passou a cuidar da congregação que está situada em São Sebastião da Barra, a 340 km de Belo Horizonte.


Deixe um Comentario

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *


Sobre nós

O Tabernáculo Belo Horizonte, uma congregação cristã, firma-se sobre as bases do Ministério Assim Está Escrito, edificado com a misericórdia e graça de Deus desde 1976, quando o pastor Wanderley Pereira Lemos começou esta tão grande obra nos pilares daquela mensagem, originada do nosso Senhor Jesus, na busca daqueles que O adorem em Espírito e verdade.


[email protected]

31 2513-0657



Newsletter


Categorias