Casamento E Divórcio

Um casamento se desfaz e chega ao divórcio por falta de perdão, amor, respeito, lealdade. Embora todos esses atributos tenham sido pregados pelo profeta e pastor, ainda há aqueles que não os obedecem. No entanto, para que haja uma união duradoura entre marido e esposa é necessário perdão, renúncia e respeito. É preciso que se faça sempre o que é correto.

Leitura Bíblica: Romanos 7:1-6; Malaquias 2:10-16; São Mateus 19:1-10; Gênesis 24:12-14
Mensagens Citadas: Demonologia: Estado Religioso; Escolhendo Uma Noiva; Casamento e Divórcio; A União Invisível da Noiva

Desde o princípio, a vontade de Deus nunca foi com que o homem repudiasse (divorciar) sua esposa. Mas devido a dureza do seu coração, Moisés permitiu que os homens dessem a suas esposas carta de divórcio. Essa permissão se deu por causa de uma grande pressão sobre o profeta. Moisés pregou inúmeras vezes sobre o perdão de ambas as partes no casamento, e mesmo assim eles não lhe deu ouvidos. Ou seja, eles não deram carta de divórcio por falta de ensinamento.

Hoje ocorre da mesma maneira. Um casamento se desfaz e chega ao divórcio por falta de perdão, amor, respeito, lealdade. Embora todos esses atributos tenham sido pregados pelo profeta e pastor, ainda há aqueles que não os obedecem. No entanto, para que haja uma união duradoura entre marido e esposa é necessário perdão, renúncia e respeito. É preciso que se faça sempre o que é correto.

Aplicando no lado espiritual, vemos que Cristo age da mesma forma conosco, Sua Noiva. Cristo desceu e Se entregou por nós! Ele nos perdoou, apagou/apaga todos os nossos pecados. Jesus Cristo sempre está em prontidão para Se aproximar de nós quando chamarmos pelo Seu nome. Neste casamento, somos nós quem causamos os problemas, porque muitas vezes agimos como uma esposa rixosa (causadora de rixas, brigas). Todavia, Cristo é um Marido verdadeiro! Ele jamais nos deixa e/ou se divorcia de nós, mesmo quando estamos nervosos ou inquietos. Mas, Sua real presença nos cultos nos acalma. Ele é o próprio perdão! A própria redenção!

Em Gênesis 24:12-14, ao ir buscar uma noiva para o filho de seu senhor, Eliezer buscou orientação a Deus. De igual forma foi com o profeta. Foi ele quem trouxe o convite do casamento para nós, a Noiva do Senhor Jesus Cristo. A moça escolhida teria que ouvir e receber o mensageiro, tendo que dar atenção a um poder oculto. E havia algumas moças junto à fonte, porém, Rebeca se adiantou e deu água a Eliezer e a seus camelos. Ao dar água aos camelos, Rebeca já estava se envolvendo com o que viria posteriormente. Aqueles camelos a levaria ao objetivo final, o qual era encontrar-se com a Palavra materializada do profeta: Isaque. Em paralelo a isso, podemos observar que o nosso mensageiro (o profeta) também nos apresentou o Esposo, Jesus Cristo. E assim como lá apenas uma moça foi escolhida, nesse tempo nós fomos escolhidos. Nós estamos casados com o Herdeiro de todas as coisas.

O divórcio é algo que Deus odeia, conforme Malaquias 2:16. Portanto, quando uma pessoa se casa com O marido é necessário que o mundo morra para ela. Não se pode querer casar-se com Cristo vindo divorciada do mundo. Segundo a Bíblia, o primeiro marido (mundo) deve estar morto para que ela seja aceita por Cristo e tenha intimidade com o Senhor. E sendo justificada e casada com Cristo, Ele pode expressar todos os Seus atributos.

O profeta teve um papel importantíssimo em nossas vidas, porque nos mostrou a graça de sermos a Noiva escolhida, e também nos mostrou onde o mundo e as outras moças terão o seu fim. Jesus Cristo, o Noivo, tirou nossa ignomínia (grande desonra infligida por um julgamento público). Portanto, o mundo morreu para nossas vidas. O marido denominacional foi morto por nosso Noivo verdadeiro. Cristo apagou todo o nosso passado desonroso pelo Seu sangue, para que nos tornássemos uma Noiva perfeita e pura diante d’Ele através da justificação. Agora, somos Sua Palavra! Somos um com Ele!

Pr. Wanderley Vilaça

Pr. Wanderley Vilaça

Aos 21 anos se tornou líder dos jovens e também começou a pregar em praças públicas o que lhe trouxe muita experiência e amor por almas; posteriormente começou a prestar assistência às nossas congregações; em 2002 foi chamado pelo pastor Wanderley Lemos para integrar o corpo de ministros; no ano de 2011 foi consagrado a pastor; logo em seguida assumiu a igreja de Ouro Branco e desde então a vice-presidência do Tabernáculo Belo Horizonte.


Deixe um Comentario

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *


Sobre nós

O Tabernáculo Belo Horizonte, uma congregação cristã, firma-se sobre as bases do Ministério Assim Está Escrito, edificado com a misericórdia e graça de Deus desde 1976, quando o pastor Wanderley Pereira Lemos começou esta tão grande obra nos pilares daquela mensagem, originada do nosso Senhor Jesus, na busca daqueles que O adorem em Espírito e verdade.


[email protected]

31 2513-0657



Newsletter


Categorias