Conhecendo Como Somos Conhecidos

Menu

Culto Online Web Rádio

Conhecendo Como Somos Conhecidos


“Porque, em parte, conhecemos, e em parte profetizamos; Mas, quando vier o que é perfeito, então o que o é em parte será aniquilado. Quando eu era menino, falava como menino, sentia como menino, discorria como menino, mas, logo que cheguei a ser homem, acabei com as coisas de menino. Porque agora vemos por espelho em enigma, mas então veremos face a face; agora conheço em parte, mas então conhecerei como também sou conhecido.” 1 Coríntios 13:9-12

O profeta  William Branham afirmava que uma das armas que Satanás mais usa é o medo. Ele tenta, de todas as formas, fazer com que o povo de Deus esteja amedrontado de tomar Deus em Sua Palavra. O inimigo sabe que, quando os filhos de Deus podem crer e viver de toda Palavra, eles se tornam um exército invencível. Um dos trunfos do diabo, então, é tentar esconder de cada filho de Deus a revelação de suas identidades. Na Mensagem “A Deidade de Jesus Cristo”, o profeta nos mostra a necessidade de termos a compreensão de quem somos:

80 “E aquele mesmo Poder, aquele mesmo Cristo… Aleluia! Deixe os fundamentalistas, deixe aquele povo que nega o poder de Deus dizer que isso é errado, porém aquele mesmo Poder que falou para o mundo existir está nesse povo que tem o Espírito Santo. Isso é certo. Homens e mulheres, é hora de descobrirmos quem vocês são. O diabo está tentando esconder, lhes dizer que vocês são uma gentinha acovardada. Vocês não são. Vocês são filhos e filhas de Deus. A Deidade não está no Céu; ela está em você. Aleluia! Eu sei que vocês pensam que eu estou louco, porém deixe-me dizer-lhes algo, irmãos. [O Irmão Branham bate no púlpito três vezes – Ed.] Quando você entender que o Deus Todo Poderoso vive em você… Vida imortal. “Minha Vida, Eu dou, Zoe”, a Vida de Deus está no ser humano.”

Na Escritura supracitada, o apóstolo Paulo, escrevendo aos Coríntios, apontava para que um tempo em que a perfeição traria o pleno conhecimento a nós de como somos conhecidos. Mas, isso seria num tempo de maturidade espiritual da igreja-noiva, quando ela pudesse discernir (compreender) não mais por enigmas (tipos e sombras), mas numa dispensação de adoção plena em que cada filho de Deus veria face a face (revelação pessoal) sua própria identidade e teria a visão de Deus quanto à forma que Ele conhece cada filho. Sem dúvida, apenas após a revelação dos Sete Selos, no abrir do Livro de Redenção, isso se tornou possível, pois em Apocalipse 5 o Livro estava fechado e ninguém podia nem mesmo olhar para ele, até que o Cordeiro, o Único Digno, pôde tomar o Livro das mãos do Dono Original. Então, em Apocalipse 10 o mesmo Livro agora desce ABERTO nas mãos do Anjo Forte (Cristo), que o entrega nas mãos do sétimo anjo (terrestre), para que, ao tocar sua trombeta (Alarido – Mensagem – Apocalipse 10:7), possa chamar os filhos de Deus à posição já conquistada pelo Cordeiro, pois o Livro de Redenção, disse o irmão Branham, continha NOMES, ou em outros termos, herdeiros a possuir tudo aquilo que Adão perdera.

Portanto, se o Livro de Redenção diz respeito aos herdeiros, entendemos o porquê a Mensagem de Elias restauraria a fé dos filhos aos pais, ou seja, seria uma mensagem direcionada apenas aos herdeiros dos pais da igreja efesiana, aqueles que vieram da mesma linhagem (semente-palavra), como nos explica o profeta na Mensagem “Amnésia Espiritual” (citação abaixo). Ter a fé restaurada, ou seja, a revelação restaurada, não se trata apenas de dizer que recebeu o profeta vindicado em Malaquias 4:5-6 e Apocalipse 10:7, ter o batismo escriturístico em nome do Senhor Jesus Cristo, tomar a Santa Ceia com pão ázimo e lavar os pés dos santos, ter conduta íntegra quanto às vestimentas, tanto para mulheres quanto para os homens, e crer em ordem, conduta e doutrina como regramento, mas deslocado de TODA revelação. Claro que tudo o que foi citado também está contido na Mensagem da hora, mas negar a revelação dos trovões, dos Sete Selos, a Abertura da Palavra, é desconhecer o ápice do plano de Deus em revelar a identidade dos filhos que foram chamados nesta hora. A mecânica sem a dinâmica não coloca em funcionamento o corpo de Cristo. Não é à toa o próprio apóstolo Paulo, na Escritura já citada de I Coríntios 13:9-10, disse que, “porque, em parte, conhecemos, e em parte profetizamos; Mas, quando vier o que é perfeito, então o que o é em parte será aniquilado.” Ou seja, no tempo designado por Deus para que todos os mistérios fossem revelados, Deus não admitiria um entendimento parcial sobre Si mesmo e nem mesmo um entendimento limitado a respeito daquilo que também Ele nos tem feito, da posição na qual Ele tem colocado cada filho que Ele comprou com Seu próprio sangue. O irmão Branham disse que, quando a Igreja soubesse sua posição, o rapto se daria.

Mensagem “Amnésia Espiritual”:
62 “Pegue aquele velho mulo e você quer falar com ele. Digamos: “Diga: rapaz, eu quero que você faça isto, aquilo, ou aquilo outro…” Ele simplesmente ficará ali parado [O irmão Branham faz o som como de uma mula– Ed.], “Ah, ah, ah,” com aquelas enormes orelhas para baixo. Eu já vi vários que se chamam de cristãos mais ou menos assim. Você diz: “Jesus Cristo é o mesmo ontem, hoje e eternamente. Estes sinais seguirão àqueles que crerem.”“Ah. Eu creio que os dias de milagres passaram. Ah, ah, ah,.” Veja, ele não sabe realmente no que ele crê. Ele não sabe nada. Ele não sabe de onde ele veio. Ele não sabe para onde ele está indo. Ele pegou a pior amnésia. Ele não sabe de onde ele veio; ele não pode ir mais longe.
63 Mas eu gosto de um genuíno sangue puro. Oh, ele é manso, você pode falar com ele. Ele sabe quem foi seu papai, quem foi sua mamãe, quem foi seu avô e quem foi sua avó. Ele tem os registros de pedigree para mostrar de onde ele veio. E eu gosto do cristão que tem pedigree, aquele que pode ir lá atrás na Palavra de Deus, no dia de Pentecoste e se identificar ali mesmo com os santos onde o poder o Espírito Santo veio sobre eles. Este é um cristão de pedigree. Ele sabe de onde ele veio. Ele não está identificado com Metodista, Batista, ou nada mais. Ele está identificado na Palavra de Deus. Ele sabe exatamente onde ele está firmado. O Sangue real de seu Pai corre dentro dele. O Sangue de Jesus Cristo. Ele sabe o que isto faz. Ele crê em cada Palavra. Deus trabalha através dele e confirma isto com os sinais que Ele prometeu que seguiriam. Ele não tem nenhuma amnésia espiritual. Ele é um genuíno puro sangue. Eu gosto disto.”

Agora, por que nascemos debaixo desse “esquecimento” de nossa identidade, sendo necessária a revelação da Palavra para nos tirar tal amnésia?

O irmão Branham nos explica que, ao nascermos nesta dimensão, contornamos nossa teofania (corpo-palavra) e viemos nesse corpo de carne para sermos tentados pelo pecado, em função até mesmo do tipo do nosso primeiro nascimento. Ou seja, saímos do atributo de Deus (pensamento) à carne, como nos ensina o profeta na Mensagem “Quem é Este Melquisedeque?”. Contudo, o novo nascimento, o batismo com o Espírito Santo, alinha-nos àquele corpo-palavra e, então, mesmo nesse corpo de carne, sujeitamos todas as coisas para fazermos apenas aquilo que agrada ao Pai e podemos, assim, compreender o plano de Deus e vermos que Ele já nos tem glorificado para termos a mesma glória que tínhamos com Ele antes que o mundo existisse, conforme a própria oração sacerdotal de Jesus Cristo em São João 17.

“E agora glorifica-me tu, ó Pai, junto de ti mesmo, com aquela glória que tinha contigo antes que o mundo existisse.”  João 17:5
“E eu dei-lhes a glória que a mim me deste, para que sejam um, como nós somos um. Eu neles, e tu em mim, para que eles sejam perfeitos em unidade, e para que o mundo conheça que tu me enviaste a mim, e que os tens amado a eles como me tens amado a mim.”  João 17:22,23

Lemos na Mensagem “Quem é Este Melquisedeque?”:

67 “Agora, vemos o atributo, filhos de Seu Espírito, ainda não têm entrado no corpo que tem a forma da Palavra, mas — uma teofania. Este corpo está sujeito à Palavra e ansioso. . . Espera ansioso a mudança do corpo.
68 Agora, a diferença entre Ele e você como um filho… Vêem, Ele era no princípio a Palavra, um corpo “en morfe”. Ele entrou e viveu nisso, na Pessoa de Melquisedeque. Então mais tard… Nunca mais ouvimos de Melquisedeque, porque Ele Se converteu em Jesus Cristo. Melquisedeque foi o Sacerdote, porém Se tornou em Jesus Cristo. Agora, vocês passaram por isso, porque naquela forma Ele sabia todas as coisas. E vocês nunca puderam saber isso ainda. Vocês vieram como Adão, como eu. Vocês se tornaram do atributo à carne para serem tentados. Porém quando esta vida estiver terminado aqui. . .” Se este tabernáculo terrestre se desfizer, temos um já esperando.” Esse é para onde vamos; isso é a Palavra. Então podemos olhar atrás e ver o que fizemos. Agora não o entendemos. Nunca temos nos tornado a Palavra; só nos tornamos o homem-carne, não a Palavra. Porém. .
69 E parece claramente, o fez claro que vocês nunca serão a Palavra a menos que vocês tenham sido um pensamento no princípio. Isso prova a predestinação de Deus. Vêem? Vocês não podem ser a Palavra a menos que sejam um pensamento. Vocês tinham que estar no pensamento primeiro. Mas vejam vocês, a fim de suportar tentação, vocês tinham que passar pela teofania; tinham que descer aqui em carne para serem tentados pelo pecado. E então se vocês pecam. . . “Todos que o Pai tem me dado virão a Mim, e Eu os levantarei no último dia.” Vêem, vocês tinham que ser primeiro. E então vejam vocês, Ele veio sob a linha regular, de atributo a. . .
70 Antes da fundação do mundo seu Nome é colocado no Livro da Vida do Cordeiro. Então disso, Ele Se fez a Palavra, a teofania, que podia aparecer, desaparecer; e então Ele Se fez carne e voltou novamente, ressuscitou esse mesmo corpo numa condição glorificada. Porém vocês passaram pela teofania e se fizeram homens de carne para serem tentados pelo pecado. E então “se este tabernáculo terrestre for desfeito, temos um esperando.” Não temos ainda os corpos. Porém olhem, quando este corpo recebe o Espírito de Deus, a Vida imortal dentro de vocês, lança este corpo em sujeição a Deus. Aleluia!
71 “Aquele que é nascido de Deus não comete pecado; não pode pecar.” Romanos 8:1. “Agora pois, nenhuma condenação há para os que estão em Cristo Jesus; que não andam segundo a carne, mas segundo o Espírito.” Ali o têm! Vejam, isso torna seu corpo sujeito. Vocês não têm que dizer: “Oh, se eu tão somente pudesse deixar de beber, se eu tão simplesmente pudesse. . .” Apenas entre em Cristo; tudo se vai! Vejam, vêem? Porque seu corpo está sujeito ao Espírito. Não está mais sujeito às coisas do mundo; estão mortas. Estão mortas; seus pecados são sepultados no batismo; e vocês são novas criaturas em Cristo. E seus corpos tornam-se sujeitos ao Espírito, e tratam de viver um tipo correto de vida. . .
73 E então quando vocês se tornam sujeitos a esse Espírito, isso faz com que todo o seu ser seja sujeito àquele Espírito. E esse Espírito não é nada no mundo senão esta Palavra Semente manifestada, ou vivificada (Aleluia!), feita viva. E quando a Bíblia diz: “Não faça isto”, esse corpo rapidamente se afasta disso; não há nenhuma pergunta. E o que é? É o penhor da ressurreição. Este corpo será ressuscitado outra vez, porque já tem começado. Estava uma vez sujeito ao pecado, e lama e corrupção, porém agora tem o penhor; tem se tornado celestial.
74 Agora, isso é o penhor de que vocês vão no Rapto.”

Portanto, apenas aqueles que têm uma representação nos céus podem ser redimidos, ou seja, voltarem a Deus. Esses são os redimíveis, como chamou o profeta irmão Branham a essa classe especial que podem ser alcançados pela revelação da Palavra. Na Mensagem “Futuro Lar do Noivo Celestial e da Noiva Terreal”, parágrafos 124 a 137, o profeta faz um quadro comparativo mostrando a reação dos sacerdotes quando o Senhor Jesus Cristo manifestava a Palavra e aquela mulher samaritana de São João 4: os clérigos, mesmo conhecendo a letra da Palavra, não reconheceram a manifestação da Palavra em carne, pois aquilo os cegou, visto que eles não tinham representação no céu. Mas, aquela mulher, mesmo vivendo um tipo incorreto de vida até então, pôde reconhecer a Palavra em carne, pois ela havia sido enredada na queda, mas quando se encontrou com Cristo, a revelação a redimiu, e ela pode voltar a ser alinhada a sua representação nos céus, sujeitando, a partir de então, o pecado no corpo de carne, uma vez que ela era redimível! Como disse, ainda, na mensagem “O Poderoso Deus Desvelado Perante Nós”, página 6:

“Mas quando Ele veio expressado exatamente como o – o Testamento havia dito que Ele seria expressado, então todos os que eram redimíveis creram nisso, porque eles eram os pensamentos de Deus. Os atributos Dele no princípio tornaram-se carne e redimíveis, e foram trazidos de volta a Deus. “A tantos quantos O receberam, deu-lhes o poder de serem feitos filhos de Deus”, porque eles eram redimíveis. Eles eram desde o princípio na expressão. Se pudéssemos parar aqui um momento (se possível) e pensar nisso hoje à noite, na mensagem da hora, os pensamentos expressados de Jeová… Antes da fundação do mundo, foi-nos dito que nossos nomes foram colocados no Livro da Vida do Cordeiro.”

Na Mensagem “A União Invisível da Noiva de Cristo”, o profeta corrobora ainda mais esse entendimento:

186 … “Você foi preordenado para ser um filho de Deus. Você estava em Deus antes da fundação do mundo. Você unicamente é manifestado neste dia para Sua honra e glória. Como pode fazer isto sem que honre Sua Palavra? Sim, senhor; da qual você é uma parte dessa Palavra por predestinação, porque veja: Deus é a Palavra. Creem nisto? Bom, então se Ele sempre foi a Palavra…
187 No princípio era a Palavra e se a Palavra era Deus, então você estava em Deus. A Palavra, a parte que havia de realizar, esteve em Deus antes da fundação do mundo. Ele te viu, te conheceu, te predestinou para isto. Eu digo a vocês tal como essa águia reconheceu essa voz, assim também reconhece o verdadeiro cristão nascido de novo a Voz de Deus falando através da Palavra, quando eles vêem isto ungido e vindicado.”

Aos Romanos, o apóstolo Paulo escreve mostrando a posição dos filhos de Deus:

“Porque os que dantes conheceu também os predestinou para serem conformes à imagem de seu Filho, a fim de que ele seja o primogênito entre muitos irmãos. E aos que predestinou a estes também chamou; e aos que chamou a estes também justificou; e aos que justificou a estes também glorificou. “ Romanos 8:29-30

Vemos nessa escritura 5 (cinco) palavras-chave (5 é um número que fala da graça) que podem ser melhor compreendidas à luz da Mensagem do sétimo anjo:

CONHECEU: a Escritura diz que, “aos que dantes conheceu”. Obviamente, não se trata de algo ocorrido dentro da dimensão temporal, mas está se referindo à eternidade. Aos Efésios, diz a Palavra:

Como também nos elegeu nele antes da fundação do mundo, para que fôssemos santos e irrepreensíveis diante dele em amor; Efésios 1:5

Ou seja, ELE conheceu em Sua mente cada filho, que já estava em Si mesmo, antes mesmo desses filhos entrarem na dimensão do tempo, como já vimos acima o profeta mostrando que esses filhos estavam em Seus pensamentos e se manifestaram quando o próprio Pai designou.

PREDESTINOU: assim, aqueles filhos que o Pai já havia conhecido, Ele também predestinou. Deus é soberano em suas decisões, e como Ele tem conhecimento antecipado de tudo, Ele predestina para salvação aqueles que cumprem esse propósito, para que o Seu plano de eleição permaneça firme (Romanos 9), pois não depende de quem quer ou daquele que corre, mas de quem Deus tem misericórdia!

“E nos predestinou para filhos de adoção por Jesus Cristo, para si mesmo, segundo o beneplácito de sua vontade”  Efésios 1:5

CHAMOU: aqueles filhos que o Pai conheceu e predestinou, Ele também os chama no tempo designado. Por isso, compreendemos o motivo pelo qual o irmão Branham dizia que “um eleito não pode se perder”. Isso não os faz viverem qualquer tipo de vida, pois isso já seria um fruto de não eleição, mas, ao contrário, a eleição desperta os filhos a manifestarem a natureza que já existe dentro de si. Assim como aquela águia que nasceu no galinheiro era conhecida por sua mãe, também os filhos de Deus são conhecidos por Seu Pai. Quando a mãe águia chamou a aguiazinha, ela pôde reconhecer aquela voz e se identificou. Assim também os filhos de Deus conhecem a voz de Jesus (Jesus disse: “As minhas ovelhas ouvem a minha voz, e eu conheço-as, e elas me seguem.” João 10:27).

Então, quando o Alarido, a trombeta é soada para reunir os filhos debaixo da Mensagem preparando-os para o rapto, os filhos certamente ouvem essa voz: “E ouvi outra voz do céu, que dizia: Sai dela, povo meu, para que não sejas participante dos seus pecados, e para que não incorras nas suas pragas.” Apocalipse 18:4. Assim, cada filho é chamado para ocupar sua posição no Reino.

JUSTIFICOU: na Mensagem “O Arrebatamento”, o irmão Branham nos diz que o Senhor Jesus Cristo vê Sua esposa sem mancha ou rugas, sem pecados, pois Ele a vê vestida com vestes brancas como a neve. No parágrafo 162 dessa Mensagem, o profeta ensina que justificado é como se você nunca tivesse pecado. Portanto, é assim que Ele vê Sua esposa!

GLORIFICOU: somos a imagem de Cristo e somos um com Ele. Como vimos na oração sacerdotal de São João 17:22-23, o próprio Senhor Jesus Cristo diz que Ele nos deu a mesma glória que o Pai o havia dado, nessa perfeita unidade do casamento entre Ele e Sua esposa. Como diz o profeta no Livro A Exposição das Sete Eras da Igreja, página 89:

“E agora a estes Filhos de Deus, que vencem por Ele, é dado o privilégio do paraíso de Deus, e a constante comunhão de Jesus Cristo. Nunca mais haverá qualquer separação Dele. Aonde Ele for, Sua noiva irá. O que é Seu, Ele compartilha com Seus amados numa relação de co-herdeiros. As coisas secretas serão reveladas. As coisas obscuras serão aclaradas. Conheceremos como somos conhecidos. E seremos como Ele. Esta é a herança do vencedor que venceu pelo sangue do Cordeiro e a Palavra de testemunho de Jesus Cristo.”

“Que diremos, pois, a estas coisas? Se Deus é por nós, quem será contra nós? Aquele que nem mesmo a seu próprio Filho poupou, antes o entregou por todos nós, como nos não dará também com ele todas as coisas? Quem intentará acusação contra os escolhidos de Deus? É Deus quem os justifica. Quem é que condena? Pois é Cristo quem morreu, ou antes quem ressuscitou dentre os mortos, o qual está à direita de Deus, e também intercede por nós.
Quem nos separará do amor de Cristo? A tribulação, ou a angústia, ou a perseguição, ou a fome, ou a nudez, ou o perigo, ou a espada? Como está escrito: Por amor de ti somos entregues à morte todo o dia; Somos reputados como ovelhas para o matadouro. Mas em todas estas coisas somos mais do que vencedores, por aquele que nos amou. Porque estou certo de que, nem a morte, nem a vida, nem os anjos, nem os principados, nem as potestades, nem o presente, nem o porvir,
Nem a altura, nem a profundidade, nem alguma outra criatura nos poderá separar do amor de Deus, que está em Cristo Jesus nosso Senhor.” Romanos 8:31-39

Redação Assim Está Escrito