Gratidão, Quem Poderá Te Arrebatar Das Mãos De Cristo?

"[...] mesmo estando com o corpo físico sujeito a esses agentes terrenos, a alma e o espírito do cristão devem sempre estar cheios de gratidão [...]"

A igreja que está localizada em Alexânia-GO, reuniu-se mais uma vez, numa noite de sábado, para o partir da Palavra e assim participar da  comunhão que é a Santa Ceia em memória do Senhor. Nessa ocasião, o Pr. Samuel Alves ministrou baseado no tema: “Gratidão, Quem Poderá Te Arrebatar Das Mãos De Cristo?” Fazendo a leitura do livro de Salmos, capítulo 100 e Apocalipse 1:13, o pastor levou a igreja à meditar no mais alto sentido/significado da palavra gratidão, trazendo à  congregação uma profunda reflexão acerca do nível de dependência que cada cristão tem da graça e misericórdia de Deus. Levando todos ao consentimento de que é necessário ter um espírito diferente da unção que tem governado e destruído a era de Laodicéia. Foi constatado que esse espírito laodiceano faz com que o indivíduo não reconheça os próprios erros, o que faz com que ele, atribuído de uma falsa esperança, pense que está perto de Deus quando está longe e destituído de Sua glória. 

A partir desse ponto a congregação começou a meditar no quanto o povo de Israel foi ingrato durante a trajetória no deserto. E foi falando acerca da ingratidão e murmuração deles, que o pastor lhes mostrou que o motivo pelo qual muitos não alcançaram a promessa foi por terem tais atitudes. Traçando um paralelo com os dias atuais, foi mostrado que a caminhada da Noiva não é diferente, porque durante o percorrer do caminho muitos sentirão fome, sede e cansaço, pois essas coisas irão se manifestar. Mas mesmo estando com o corpo físico sujeito a esses agentes terrenos, a alma e o espírito do cristão devem sempre estar cheios de gratidão, porque na maioria das vezes essas coisas são testes vindos de Deus para verificar se as experiências que muitos alegam ter são verdadeiras e se realmente as pessoas confiam n’Ele como dizem confiar.

Com isso, os irmãos viram que as adversidades tiraram dos israelitas a gratidão, e as murmurações tiraram deles a recompensa de conquistar a promessa. Isso os fez ver que a conversão de alguém não acontece apenas no momento em que o indivíduo declara que aceita o Evangelho, porque mesmo sendo necessário uma decisão inicial para que isso venha se tornar uma realidade pessoal, a conversão acontece em processos gradativos; é um processo diário de decisões, renúncias, submissão e rendição. 

Ao concluir a meditação, o Pr. Samuel Alves  trouxe à tona a passagem bíblica de I Coríntios 11:28, que diz: ” Examine-se, pois, o homem a si mesmo, e assim coma do pão e beba do cálice.”  Trazendo essa escritura ele mostrou que cabe a cada  indivíduo decidir por aceitar a revelação ou apunhalar-se por suas fraquezas. Mediante à essa situação, foi mostrado que o correto é buscar com muito zelo, temor e tremor pelo Novo Nascimento e então conhecer ao Senhor e caminhar rumo a perfeição. Sempre tendo um coração grato pelo sacrifício que Ele fez no calvário para que hoje cada indivíduo pudesse tomar a Santa Ceia do Senhor, em memória d’Ele tendo a revelação de que estão guardados em Suas mãos. 

Naquela noite, foi dito ao pequeno rebanho do Senhor: “Vamos passar com coragem na fila da Ceia e quando passar, diga: ‘Senhor, estou confiando em Ti porque de mim mesmo estaria perdido!'”

Deixe um Comentario

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *


Sobre nós

O Tabernáculo Belo Horizonte, uma congregação cristã, firma-se sobre as bases do Ministério Assim Está Escrito, edificado com a misericórdia e graça de Deus desde 1976, quando o pastor Wanderley Pereira Lemos começou esta tão grande obra nos pilares daquela mensagem, originada do nosso Senhor Jesus, na busca daqueles que O adorem em Espírito e verdade.


[email protected]

31 2513-0657



Newsletter


Categorias