O Anunciador Da Verdade De Deus Tem O Assim Diz O Senhor | Assim Está Escrito

O Senhor Jesus Cristo enfrentou o mesmo nível de incredulidade que estamos enfrentando, mas isso não O impediu de executar o Trabalho para o qual Ele foi chamado. Ele veio para fazer uma Obra e Ele A realizou independentemente de quem cresse ou não.

Leitura Bíblia: I Reis 17: 1 – 3; São Mateus 12: 39 – 42
Mensagens Lidas: Alimento Espiritual Em Seu Devido Tempo, P. 30 e 55; A Rainha do Sul, P. 21 e 22; Provando Sua Palavra, P. 60; O Pacto da Graça de Abraão.

Lendo São Mateus, capítulo 12, versos 39 ao 42, constatamos que o problema daquelas pessoas foi não perceber que diante delas estava o próprio Deus da Vida, e, assim como no tempo do Senhor Jesus Cristo, agora, nesse tempo, tem havido a mesma manifestação de incredulidade; Deus fazendo Sua Palavra se cumprir e mesmo assim, a grande maioria das pessoas não conseguem perceber o que Ele está fazendo.

Na mensagem ‘Alimento Espiritual Em Seu Devido Tempo’, o profeta William Branham toma esta Escritura de I Reis 17 e começa a explicar como Elias, sendo ele a boca de Deus naquele tempo, estava manifestando a Palavra de Deus ali, naquela hora. Tudo o que Elias falava Deus abonava e trazia a cumprimento. O irmão Branham diz que a razão pela qual o juízo estava caindo em Israel, era por causa da desobediência de Acabe e quando Deus ordenou a Elias que proferisse juízo sobre aquela nação, Ele também ordenou a Elias que ficasse em uma região onde ele seria alimentado e, portanto, ele não seria atingido pelo juízo que estaria caindo na terra.

Após Elias proferir que não haveria chuva e que nem orvalho cairia do céu por três anos e seis meses, assim sucedeu. E não havendo chuva, a medida em que o tempo foi passando, as águas foram se esgotando e quem sabe, a princípio, o rei Acabe pudesse desconfiar das palavras de Elias, visto que havia a possibilidade de não estar na época de chuva. Porém, passaram-se seis, oito meses, um ano, ele deveria ter parado e pensado: “Não, um ano sem chuva já é uma coisa estranha.”. Mas passaram-se mais dois anos sem que chovesse, sem que o orvalho caísse e ele não desconfiou que algo estava errado.

Acabe estava em um nível tão terrível de incredulidade que para ele não importava, o juízo estava caindo na terra e ele estava ignorando. Observamos que o mesmo tipo de coisa tem acontecido nesse tempo, as coisas estão acontecendo na terra, o juízo está caindo e muitas pessoas até culpam a Deus por tal feito, como se Ele fosse um Deus mal. Quando, na verdade, a incredulidade é que produz esses juízos.

Ainda na mensagem ‘Alimento Espiritual Em Seu Devido Tempo’, o irmão William Branham tipifica Elias como sendo a Igreja de hoje, porque o tempo em que estamos vivendo é um tempo quando a Palavra de Deus, ainda que Ela esteja Se manifestando, isto é, mesmo tendo Alimento, as pessoas estão passando fome espiritual. E é exatamente por esse motivo que as pessoas sempre estão louvando a Deus pelo o que Ele fez no passado, esperando aquilo que Ele fará futuramente e ignorando o que Ele está fazendo agora. Glorificar a Deus por tudo o que Ele fez e fará é algo que deve ser feito, mas o que não podemos fazer é ignorar o que Ele está fazendo hoje.

“A incredulidade, ela não está atrelada à apenas em não crer no que Deus fez no passado e nem no que Deus fará no futuro, mas muito mais em não crer naquilo que Deus está fazendo agora.”
Min. Adelson Santos

O Senhor Jesus Cristo enfrentou o mesmo nível de incredulidade que estamos enfrentando, mas isso não O impediu de executar o Trabalho para o qual Ele foi chamado. Ele veio para fazer uma Obra e Ele A realizou independentemente de quem cresse ou não.

Elias falou como se ele fosse o próprio Deus, ele disse: “O orvalho não cairá do céu até que eu o chame.”. Fazendo uma inferência, talvez Acabe disse para Elias: “Você acha que agora governa as estações?”. Mas nós precisamos entender que essa exata característica de Elias, de falar como o próprio Deus, é o que Deus deseja que coloquemos em operação. Seu desejo é que nós, ainda que haja muita incredulidade ao redor, levemos a incumbência de colocar Sua Palavra em funcionamento. Elias não se importou com Acabe, pois ele sabia que Acabe era um incrédulo. Então, ele simplesmente falou aquilo que Deus lhe ordenou que falasse.

Em seu ministério, Elias também tipificou a Noiva do Senhor Jesus Cristo e, mesmo em meio a muita incredulidade, ele falou como se fosse o próprio Deus e pautou-se pela Palavra. Temos que agir da mesma forma, por quê? Elias agiu assim porque a autoridade da Palavra estava sobre ele e nós devemos agir da mesma maneira que Ele agiu, porque Deus prometeu que Sua Palavra estaria em Sua Igreja neste tempo.

Assim como a rainha de Sabá, que estava atenta a tudo o que acontecia ali, entorno de Salomão, devemos observar e receber o que Deus está fazendo. Todos os acontecimentos ali não eram coisas do acaso, não era porque Salomão era sábio de si próprio, era o próprio Espírito de Deus que estava sobre ele. Ele foi um dom de Deus para o povo. E assim como ela não recusou, de igual maneira não devemos recusar o dom de Deus.

“Encontramos que quando um homem vem, enviado de Deus, ordenado de Deus, com o verdadeiro Assim Diz o Senhor, a mensagem e o mensageiro são um e o mesmo. Porque ele é enviado para representar o Assim Diz o Senhor, Palavra por Palavra, então, ele e sua Mensagem são o mesmo.”
William M. Branham
Mensagem: Alimento Espiritual Em Seu Devido Tempo, P. 66

Min. Adelson Santos

Min. Adelson Santos

No ano de 2003 foi chamado para integrar o corpo de diáconos o qual serviu com uma dedicação digna de ser mencionada, cumprindo com responsabilidade, disponibilidade e sempre com muita determinação para com o ministério que a ele foi outorgado até o dia 3 de janeiro de 2016; Quando foi convidado pelo pastor Wanderley Lemos, a fazer parte do corpo ministerial no qual de igual forma tem empenhado-se para contribuir com o crescimento da igreja; passando então a ministrar no Tabernáculo, nas congregações, auxiliando em visitas hospitalares e residenciais, realizando os batismos dos novos convertidos que o Senhor tem acrescentado a esta casa e recentemente passou a cuidar da congregação que está situada em São Sebastião da Barra, a 340 km de Belo Horizonte.


Deixe um Comentario

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *


Sobre nós

O Tabernáculo Belo Horizonte, uma congregação cristã, firma-se sobre as bases do Ministério Assim Está Escrito, edificado com a misericórdia e graça de Deus desde 1976, quando o pastor Wanderley Pereira Lemos começou esta tão grande obra nos pilares daquela mensagem, originada do nosso Senhor Jesus, na busca daqueles que O adorem em Espírito e verdade.


[email protected]

31 2513-0657



Newsletter


Categorias