Qual A Relação Entre Jejum E Saúde?

almost-time-4792630_1920
Em períodos de jejum, o cérebro, o coração e os músculos utilizam esses corpos cetônicos como fonte de energia na falta da glicose que viria dos alimentos. Considera-se que esse processo melhora a resistência ao estresse, melhora as conexões do cérebro e promove o emagrecimento.

Por definição, jejum é a privação ou a redução do consumo de alimentos e/ou líquidos durante certo período. Os principais motivos que levam alguém a jejuar são de natureza espiritual ou medicinal.

Apesar de parecer algo novo, há muito tempo estuda-se sobre os benefícios do jejum “religioso” como o Ramadã (praticado pelos muçulmanos), o Yom Kippur (praticado pelos judeus) e o próprio jejum cristão.

A partir desses estudos, surgiu uma técnica nutricional chamada de Jejum Intermitente (JI), conhecido por melhorar a saúde, a longevidade e as doenças metabólicas (obesidade, diabetes, hipertensão e doenças cardiovasculares).

Essa modalidade de jejum inclui diversos protocolos de aplicação, sendo os principais:

– O método 16/8, em que o praticante fica 16 horas sem se alimentar e tem uma “janela” de 8 horas para se alimentar.

– O jejum alternado, em que o indivíduo jejua por 24 horas e se alimenta normalmente nas outras 24 horas.

– O método 5:2, em que o praticante se alimenta normalmente por 5 dias e jejua ou faz uma alimentação bem reduzida em calorias por 2 dias inteiros (48h).

O que o Jejum Intermitente faz no corpo?

Apesar de não ser totalmente comprovado, um dos possíveis e principais efeitos do JI no organismo é a cetogênese/cetose, ou seja, a produção de substâncias chamadas corpos cetônicos, no fígado, a partir da “quebra” de gorduras do organismo.

Em períodos de jejum, o cérebro, o coração e os músculos utilizam esses corpos cetônicos como fonte de energia na falta da glicose que viria dos alimentos. Considera-se que esse processo melhora a resistência ao estresse, melhora as conexões do cérebro e promove o emagrecimento.

É importante esclarecer que a cetose ocorre de forma benéfica na dieta cetogênica (assunto para outro post) e ocorre de forma exagerada no diabetes desregulado, podendo, nesse caso, causar danos cerebrais e até morte. Logo, a cetose provocada pelo Jejum Intermitente, indicado e acompanhado por um profissional qualificado, é bastante diferente da cetoacidose diabética.

Então, voltando à quebra de gorduras do organismo, de nada adianta deixá-las circulando dentro de nós depois de fragmentadas, certo?

Para resolver esse problema existem as mitocôndrias, estruturas celulares consideradas verdadeiras “usinas de energia”. Elas é que fazem a “queima” daquela gordura circulante produzindo energia para todo o corpo.

Por isso, se você precisa emagrecer, melhorar a saúde, a disposição e a força, é necessário investir na saúde das suas mitocôndrias. Saiba que os corpos cetônicos produzidos pelo jejum fazem esse belo trabalho: “turbinar” as nossas usinas de energia!

Mas, atenção:

Em primeiro lugar é necessário ter uma alimentação saudável e praticar atividade física regularmente. Do contrário, o jejum, a cetose ou as mitocôndrias serão apenas palavras complicadas nesse artigo, que não produzirão benefício algum.

Ainda sobre os corpos cetônicos, eles induzem ao aumento da quantidade de proteínas que transportam a glicose para dentro das células e também o aumento de proteínas que atuam na melhora da resistência à insulina. Por isso, o JI pode ser benéfico para quem está começando a ter alterações na glicose (pré-diabetes).

Outros mecanismos do JI ainda discutidos cientificamente são a redução dos marcadores de risco cardíaco, a redução das adipocinas ou substâncias inflamatórias, a redução do estresse oxidativo, o controle do colesterol e até a melhora da microbiota intestinal.

Quantos benefícios o jejum traz para a saúde, não é mesmo!?

É comum surgirem efeitos colaterais em pessoas não acostumadas ao jejum, por exemplo, fome, fraqueza, fadiga, náuseas e dores de cabeça. Contudo, a maioria desses sintomas tendem a desaparecer conforme o corpo se adapta ao JI.

O Jejum Intermitente é para quem?

É necessário reforçar que essa prática não é para todos, e deve ser executada por pessoas relativamente saudáveis, que tenham uma alimentação equilibrada e, pratiquem exercícios físicos regularmente.

O JI não é recomendado para quem: tem diabetes, usa medicamentos, tem ansiedade, tem compulsão alimentar, tem algum problema clínico, está com desnutrição, está tentando engravidar, gestantes, mulheres que amamentam, crianças e idosos fragilizados.

Ademais, como a ciência da saúde não é ciência exata, há controvérsias sobre os benefícios do JI. Uma delas é que, ficar sem comer, induz a redução do metabolismo, fazendo o corpo entender que precisa economizar energia para os momentos de escassez de alimentos. Nesse caso, a pessoa mantém o peso e não emagrece. Outra controvérsia comprovada é que a privação severa de alimentos pode desregular o ciclo menstrual e os hormônios.

No fim das contas, a recomendação é a mesma: não existem dietas milagrosas e o equilíbrio deve ser adotado definitivamente. É fundamental procurar um nutricionista, o profissional habilitado para aplicar os protocolos de jejum mais viáveis, sustentáveis e adequados à sua individualidade.

Espero que esse post tenha acrescentado conhecimento.

Seu comentário e/ou sugestão é muito bem-vindo!

Mariana Macedo

Mariana Macedo

Sou Mariana V. T. Macedo, Nutricionista, (CRN9 - 11.884), formada e atuante na área clínica há quase 10 anos. Pós-graduada em Nutrição Clínica Funcional, Nutrição Esportiva e em constante evolução em todas as áreas da vida. Minha missão é ser uma agente transformadora da saúde e pensamento das pessoas, tendo em vista que um corpo saudável necessita de cuidados que vão muito além do peso, além de uma simples dieta e contagem de quilocalorias. Além da estética.


2 comentários

  • Avatar
    Karina

    18/11/2020 as 08:39

    Amei a postagem bem esclarecedora Deus abençoe.

    Comentar

  • Avatar
    Alessandra Policarpo

    19/11/2020 as 14:25

    Matéria excelente, já pratiquei jejum intermitente e da super certo. Parabéns pela dica e pela matéria. Deus Ti abençoe

    Comentar

Deixe um Comentario

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *


Sobre nós

O Tabernáculo Belo Horizonte, uma congregação cristã, firma-se sobre as bases do Ministério Assim Está Escrito, edificado com a misericórdia e graça de Deus desde 1976, quando o pastor Wanderley Pereira Lemos começou esta tão grande obra nos pilares daquela mensagem, originada do nosso Senhor Jesus, na busca daqueles que O adorem em Espírito e verdade.


[email protected]

31 2513-0657