Um Grande Mal Moderno: a Insensibilidade

adult-1867665_1920
Começou-se com o rádio, os velhos programas de piadas radiofônicos, as rádios novelas, os jornais transmissores de notícias policiais e outros mais... depois lançaram-se as imagens.

Olá!
Deus te abençoe no precioso nome do Senhor Jesus Cristo!

Um grande mal moderno: a insensibilidade.

“Você está bem? Já se vacinou? Posso medir sua temperatura?”

Em tempos de epidemia ou pandemia, vamos nos atentar para um mal terrível que assola a humanidade atualmente e ninguém se atenta para ele, que é a insensibilidade.

O profeta William Branham nos relata a história do cachorro de um ferreiro, de como ele se assustava e corria das fagulhas de ferro incandescentes produzidas pelo seu trabalho ao caírem próximos de si. Mas com o passar do tempo ele foi se acostumando com aquilo, até o ponto em que eles já podiam cair em seu pelo e queimá-lo que ele nem se movia mais do seu lugar.

Nós vemos também em Apocalipse capítulo 3, a condição de Laodiceia, que aos olhos de Deus era miserável, pobre, cega e nua. Mas não se dava conta da sua própria situação: “E não sabes”, diz a escritura.

Repetidas vezes ouvimos o pastor Wanderley Lemos dizer que algumas pessoas se tornam como o couro do pescoço do boi que suporta o peso da canga, roçando constantemente no mesmo lugar, até tornar-se tão grosso e insensível que já não incomoda mais. Podemos ver que a repetição de um ato, seja ele perigoso, doloroso ou constrangedor, faz com que quem passa pelo mesmo processo constantemente não se dê conta do quão danoso ele é.

Satanás trabalhou repetidamente com o pecado, com a morte, com o assustador e com o desamor de forma lenta, mas constante. Até que chegamos na situação atual: uma pandemia de insensibilidade mundial. É alarmante! Porém ninguém vê, pois é coletivo, todos têm a mesma doença e isso faz com que pareça normal, a doença da “normalidade” do comum. Porém olhando com os olhos do profeta, a mais perfeita máquina de diagnósticos, podemos ver que o mundo está infectado. E isso veio através dos canais de transmissão, as mídias de modo geral: a quarta dimensão.

Começou-se com o rádio, os velhos programas de piadas radiofônicos, as rádios novelas, os jornais transmissores de notícias policiais e outros mais… depois lançaram-se as imagens. Quando o povo já havia se acostumado a ouvir qualquer tipo de coisa, vieram as imagens e nelas alguém se fazendo de monstro, os atores retratando a morte, o adultério, a nudez, a violência e toda sorte de dores. Tudo passou a ser um grande teatro e ninguém se assustava, porque era tudo “apenas” uma representação.

Agora com o advento da internet e os aparelhos portáteis de telefone, filmagem, fotografia e smartphones, a vida real está sendo mostrada em tempo real, sem atores. E mesmo assim, ninguém se assusta mais com a realidade mostrada sem censura, sem cortes e tudo é “normal”.

Satanás fez as pessoas colocarem para fora o que ele plantou lá atrás. Isso é tão comum e normal que não faz nem mesmo os cristãos correrem, sentirem-se mal, afastarem-se. Qual é o problema?

Por exemplo: Acontece um acidente e ao invés de alguém prestar socorro, saca um celular e filma a desgraça do outro para conseguir visualizações.

A nudez que antes era tapada com vergonha hoje é divulgada como selfie (mostrando a si mesmo), o mundo tornou-se insensível e não sabe. Mas e a igreja?

Não estaria ela também tentando mostrar aquilo que foi dito ao profeta para não explicar a ninguém: o segredo da Noiva, a terceira etapa?

Será que a insensibilidade não tem atingido o povo de Deus? A exposição exagerada faz com que não haja mais temor ou não se sinta mais estímulos pelo ouvir da Palavra, a internet tem feito pessoas falarem mal de ministérios, pastores e não se sentirem culpados. Até mesmo proferirem palavras contra uma pregação, fazendo comparações. É como o cônjuge que perdeu o entusiasmo por seu companheiro ou companheira, pois a convivência tornou-se comum e a sensibilidade se foi. Aquilo que era incrível e que causava suspiros, hoje é considerado bobeira.

Querido leitor esse assunto poderia nos render páginas e mais páginas, mas quero manter nosso padrão. Meu objetivo é fazer você refletir. Peça ao Espírito Santo para te ajudar a adentrar e descobrir o quanto isso tem te afetado.

Cuidemos! Tomemos a Vacina pois o mal é contagioso.

Pr. Wanderley Vilaça

Pr. Wanderley Vilaça

Aos 21 anos se tornou líder dos jovens e também começou a pregar em praças públicas o que lhe trouxe muita experiência e amor por almas; posteriormente começou a prestar assistência às nossas congregações; em 2002 foi chamado pelo pastor Wanderley Lemos para integrar o corpo de ministros; no ano de 2011 foi consagrado a pastor; logo em seguida assumiu a igreja de Ouro Branco e desde então a vice-presidência do Tabernáculo Belo Horizonte.


6 comentários

  • Avatar
    Adelson Santos

    19/03/2020 as 09:18

    Que grandioso conselho,que nòs sejamos cuidadosos para não sermos acometidos deste grande mal!!

    Comentar

    • Avatar
      William Branham Martins de Barros.

      20/03/2020 as 00:07

      É uma grande verdade. Me lembro de um hino antigo que dizia “o pecado não dói “. Que Deus nos ajude a não sermos insensíveis, mas sensíveis como o Espírito Santo.

      Comentar

  • Avatar
    Anderson gloria silva

    19/03/2020 as 13:27

    Bom dia queridos irmaos e a pura verdade estas palavras, que Deus continue abençoando a vida do nosso amado pastor Vilaça

    Comentar

  • Avatar
    Ione Lopes

    19/03/2020 as 13:53

    Meu Deus, isso é verdade! Temos que acordar a Jesus!

    Comentar

  • Avatar
    Norberto Martins

    19/03/2020 as 19:01

    Que essa meditação nós faça, acordar .
    Deus abençoe pastor Vilaça !

    Comentar

  • Avatar
    Ylberty de souza oliveira

    31/03/2020 as 07:56

    Graças a Deus por estas palavras de ajuda precisamos cada dia nos alto avaliar e Deus nos sonda com teu espírito por andarmos pelo caminho as vezes o inimigo que nos sujar e no manter presso na sua teia.obrigado Deus abençoe

    Comentar

Deixe um Comentario

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *


Sobre nós

O Tabernáculo Belo Horizonte, uma congregação cristã, firma-se sobre as bases do Ministério Assim Está Escrito, edificado com a misericórdia e graça de Deus desde 1976, quando o pastor Wanderley Pereira Lemos começou esta tão grande obra nos pilares daquela mensagem, originada do nosso Senhor Jesus, na busca daqueles que O adorem em Espírito e verdade.


[email protected]

31 2513-0657



Newsletter


Categorias