A Nossa Macpela Está Na Abertura Da Palavra | Ministro Rodrigo Daniel | 25/01/2018

Menu

Culto Online Web Rádio

A Nossa Macpela Está Na Abertura Da Palavra | Ministro Rodrigo Daniel | 25/01/2018

Leitura Bíblica: Jó 19:25 e Mateus 16: 13 ao 18

Mensagens citadas : O Meu Redentor Vive e O Poderoso Conquistador

O Senhor desceu até Jó quando tudo que ele tinha estava acabado. Jó ansiava por seu corpo glorificado e mesmo tendo tudo acabado disse:
EU SEI QUE O MEU REDENTOR VIVE.
Perdas humanas não significam que Deus não está com você, pois quanto mais posicionamento correto mais lutas. Como seres humanos, cada um de nós vivemos nossos problemas particulares, mas quando olhamos para a promessa dizemos: eu sei que meu Redentor vive.
Jó viu a vinda de Jesus quatro mil anos antes e teve segurança e revelação de Deus em carne humana. Com a revelação correta do calvário não vemos mais nossos problemas da mesma maneira, pois aos Romanos 6:5-9 a Escritura diz que se morremos com Ele com Ele também ressuscitaremos, e foi com essa revelação que Jó dormiu.
O que plantamos é a vida que vivemos, por isso o desespero de se plantar o melhor, não importa o que o mundo diga: nunca vá contra os desejos do Espírito Santo.
Satanás tentou jogar sombra em Jó, mas estava enganado quanto ao coração e a revelação de Jó. Temos obrigação de sabermos se somos eleitos ou não.
Abraão, por inspiração, comprou um terreno perto do sepulcro de Jó e era co-herdeiro com ele, assim como somos com Cristo, sendo que isso nos dá forças ao sabermos que há uma mansão, um corpo glorificado esperando por nós.
Quando morremos para nós mesmos nos tornamos nova criaturas, vamos deixando a pessoa deste mundo e nos adentrando ao novo mundo.
Abraão, por revelação, pagou pelo seu terreno para levantar testemunho à uma posteridade a possuir. Aquele terreno era em Macpela, que significa “o portal de saída na terra para a eternidade.” Por isso, o Senhor nos reúne em um só lugar: na revelação.
Haverá um rapto e eu irei no rapto, pois não estou em nenhum credo e sim na revelação. Jó, Sara, Abraão e Jacó foram enterrados no mesmo campo, sob o mesmo pensamento, a mesma visão, enterrados em Macpela, e todos eles tiveram um contato com Deus.
Jacó levava em si a evidência de que Deus se apoderara dele, um príncipe coxo que se encontrou com Deus e, por isso, vivia e andava diferente. José sabia que algo aconteceria em Macpela e fez questão de pedir que seus ossos fossem levados do Egito e enterrados em Macpela (portal de entrada para a vida eterna, onde todos que entraram tiveram um encontro com Deus, obtendo a revelação de Deus em carne humana). Os ossos de José saindo do Egito foi a maior procissão que houve na terra, sendo um testemunho de sua revelação. Como Jó, ele pôde também dizer: eu sei que meu Redentor vive.
Cada um de nós podemos sondar nossas vidas e, assim, sabermos se somos eleitos ou não. Todos temos uma história peculiar e o que é obstáculos para os outros, é o nosso gozo.
Algo pressionava José para aquela terra (Macpela) e sua mensagem durou até a chegada de Moisés. Hoje o profeta William Branham poderia pensar que quando os selos foram abertos ele ficou sozinho, mas dê uma olhada aqui, hoje, em 2018, se alguém quiser ver o que é esta mensagem, olhe para este povo e verá.
Quando o Poderoso Conquistador ressuscitou naquela manhã de Páscoa, Ele desceu em Macpela, que foi onde Abraão, Moisés, Jó e todos os outros foram enterrados. Se todos hoje virem como Pedro viu receberão como ele recebeu, ele abriu sua Macpela, porque teve um encontro com Deus em carne.
Primeiro a João 4:2-3: “ Nisto conheceis o Espírito de Deus: todo espírito que confessa que Jesus Cristo veio em carne é de Deus; e todo espírito que não confessa a Jesus não é de Deus, mas é o espírito do anticristo…”
Hoje a Abertura da Palavra é o nosso portal, a nossa Macpela. Como nossos irmãos reconheceram, nós também reconhecermos Deus hoje em carne humana outra vez, pois o Deus de Abraão, Isaque e Jacó é o nosso Deus. A Abertura da Palavra é a Macpela da Noiva nestes últimos dias.