A Unção do Cavalo Preto Ainda em Operação | Min. Adelson Santos | 15/10/2017

Menu

Culto Online Web Rádio

A Unção do Cavalo Preto Ainda em Operação | Min. Adelson Santos | 15/10/2017

Vemos através destas escrituras um cavalo branco, um cavalo vermelho, um cavalo preto e um cavalo amarelo. E descobrimos que os cavaleiros eram uma só pessoa todo o tempo; sendo ela o anticristo. Estes cavalos encontrados no livro de Apocalipse representam um poder, uma unção demoníaca a qual Satanás utiliza contra os cristãos.
Tomando como exemplo o cavalo branco podemos ver que ainda que com uma aparência de pureza, ele representa um espírito de engano. Ao qual tem como propósito fazer com que as pessoas não enxerguem a verdade da Palavra e alcançando este objetivo ele faz com que esta mesma pessoa tenha a sua mente cauterizada, pensando estar crendo na verdade quando de fato ela não está. Este primeiro cavalo ao qual Satanás cavalga entrou de maneira sorrateira, fazendo com que ninguém percebesse que ele estava se infiltrando. E ainda que suas ações eram contrárias à Palavra, não era esta aparência que ele mostrava para as pessoas. Pois mesmo sendo contrário à Palavra, suas ações demonstravam que estavam a favor da mesma.
Terminando a operação do cavalo branco, o seu cavaleiro não para de agir, e assim ele apenas muda de cavalo e começa então a cavalgar um cavalo vermelho. Ele apenas mudou de cavalo e de maneira de agir, para continuar atacando a verdadeira Igreja e assim alcançar o maior número de cristãos possível.
A Igreja havia saído de sob a unção do pentecostes conquistando poderosamente, espalhando o verdadeiro evangelho e Satanás vendo isto precisava tirar dessas pessoas o que elas tinham. E assim como uma Jiboia ele começou a se enrolar em volta dos cristãos e aperta-los com o intuito de tirar deles toda a força e espiritualidade. E desta forma, o cavaleiro do cavalo vermelho começou a matar e matar estes cristãos; 68 milhões de cristãos foram mortos neste tempo. Mas ainda que levados à morte ele não pôde tirar deles absolutamente nada, pois eles estavam fundamentados no verdadeiro evangelho que os profetas e apóstolos haviam pregado. Eles estavam tão firmados na Palavra que ainda que mortos em covas de leões, a fio de espada, estacas, fornalhas ou arenas eles não negaram sua fé, mas continuaram até a morte crendo na sã doutrina.
E após o cavalgar do cavalo vermelho, vem a ação da unção do cavaleiro do cavalo preto representando escuridão espiritual e ignorância. E em sua mão tinha uma balança; e uma voz disse: “Duas libras de trigo por um dinheiro, e seis libras de cevada por um dinheiro, porém não danifiques o azeite nem o vinho”.
Ele começou a cavalgar o cavalo preto no tempo da era das trevas, onde restaram poucos cristãos. A igreja católica havia se apoderado da igreja, manipulando os cristãos restantes com seus ensinos contrários à Palavra. Mas o plano de Deus foi um plano “Salomônico”, extremamente inteligente. Pois a Palavra de Deus estava presa em masmorras e somente os monges, padres e papas tinham acesso a ela. Então do meio destes, Deus levantou um homem de baixa estatura, calvo chamado Lutero o qual começou a apresentar a Palavra e foi neste tempo que as Bíblias começaram a ser distribuídas e a Luz da Palavra começou a brilhar.
Irmãos, as mesmas unções que estavam sob os cavalos branco, vermelho, preto e amarelo estão em operação hoje. Mas em contrapartida a mesma unção que estava sob o Leão, boi, homem e a águia que estão co-relacionados com a unção que estava em Marcos, Mateus, Lucas e João; e estão sob os cristãos de hoje.
A ignorância acerca do plano de Deus faz as pessoas se tornarem presas fáceis de Satanás. Mas se percebemos a escritura diz que o próprio Cristo disse: “Não danifiques o azeite e o vinho”, e o azeite significa o Espírito Santo e o vinho o estímulo da revelação.
Sendo assim nos dias atuais existe evidentemente uma unção de Satanás que tem distanciado as pessoas da verdadeira Palavra, mas também tem uma unção sobrenatural que tem sido enviada pelo próprio Deus que tem nos mantido ligados a Palavra nos fazendo cheios do Espírito Santo e estimulados pela revelação que tem sido nos dada.