Não Te Esqueças De Nenhum Dos Seus Benefícios, Faça-o Em Memória De Mim | Pr. Wanderley Lemos | 11/02/2018

Menu

Culto Online Web Rádio

Não Te Esqueças De Nenhum Dos Seus Benefícios, Faça-o Em Memória De Mim | Pr. Wanderley Lemos | 11/02/2018

Leitura: Salmos 103:1 ao 3
Contexto: Salmos:116 e 1 Coríntios 11: 23
Uma das coisas mais cruéis que existem nesta vida é a Ingratidão, defeito que nós como um grupo de cristão não podemos ter para com Deus. Uma das formas que este sentimento se exprime é quando nós apenas nos preocuparmos com nós mesmos, esquecendo-nos das obras e promessas de Deus em nossas vidas.
Como Gideão, que quis malhar o seu trigo no lagar para garantir sua porção, enquanto os muros de Jerusalém estavam derribados e a cidade do grande Rei destruída. As pessoas estavam amontoando para si bens em vez de olharem para os muros que os guardariam. Quando os muros de uma cidade estão destruídos ela fica exposta aos ataques de nações inimigas que vão e salteiam aos habitantes levando seus bens; mas quando ela está em ordem e com sua estrutura restaurada, os inimigos são impedidos de atravessar e todos os recursos dos habitantes ficam a salvo. A atitude egoísta com o qual o povo procedia só serviria para a própria condenação e perdição deles, porque enquanto eles não se viraram para reedificar os muros eles viviam sob miséria e insegurança.
“Que darei ao Senhor por todos os benefícios que Ele me tem feito?” Devemos lembrar de todos as obras Dele por nós e assim, com Ele sempre presente em nossas memórias, trabalhar para que o Seu corpo místico seja edificado.
Precisamos de mais momentos de Gratidão à Ele, e quem não ora é quem não tem o que agradecer. Quanta gratidão não deveria ter Rute ao olhar para o seu Boaz, porque se não fosse ele, ela ainda estaria sacrificando crianças a Moloque. Quando trazemos Jesus à memória nos lembramos do que Ele fez e não nos esquecemos de nenhum dos Seus benefícios. O Espírito Santo é quem deve vivificar o que Ele tem feito por nós. A terceira etapa para os crentes da hora undécima foi um novo recomeço, já o novo nascimento é um dos momentos mais importantes de nossas vidas.
Sangues de bodes e carneiros impediram a morte em Israel, mas o sangue de Jesus tirou a morte que havia em nós, liberando Ele a vida no calvário. O que nos salvou não foi o sangue do profeta William Branham e sim, o que ele pregou; selos abertos dentro de uma carne humana. Maria era um corpo pervertido com uma palavra sacrossanta dentro de si, e o profeta William Branham era um corpo pervertido com uma palavra sacrossanta dentro de si.
Alguns homens eram apenas anunciadores de Boas Novas, mas o profeta William Branham era o recipiente, o veículo de Boas Novas, valorizemos o que Ele tem feito conosco. Como posso ser grato a um médico que fez algo por meu filho e esquecer-me de Deus? Ele nos tirou da mesmice, então não podemos viver uma vida natural, temos que trazê-Lo à memória sempre. Quando Jesus disse: “Maria?” Ela identificou que era Ele, não te esqueças da voz Dele no sétimo anjo, pois Ela te levará aos céus.
Uma das qualificações do cristão é ser grato a Deus por tudo que Ele nos fez, e se cada um de nós olharmos para dentro de nós, veremos onde temos sido ingratos. Devemos ser gratos a Deus até mesmo por nossos defeitos, porque foi por meio deles que nós O encontramos. Os entretenimentos não podem ocupar o lugar dos benefícios de Cristo. Há 6 eras esperando que a vida que eu vivo hoje coroe todo o plano de redenção.
“Eu posso ver muitos defeitos em mim sem ver Jesus, mas é impossível eu me lembrar Dele e continuar com os mesmos defeitos.” Jesus era o sacrossanto, sagrado e único, tenhamos a atitude de sempre nos lembrar Dele.