O Discípulo Que Jesus Amava Com Amor Perfeito | Pr. Wanderley Lemos | 24/12/2017

Menu

Culto Online Web Rádio

O Discípulo Que Jesus Amava Com Amor Perfeito | Pr. Wanderley Lemos | 24/12/2017

Leitura Bíblica: João 19:26
Em João 19:26 vemos, pelas Escrituras, que João era o discípulo a quem Jesus amava, porém isso não significava que Jesus tinha uma preferência ou um sentimento maior por João do que pelos outros discípulos; aquilo era porque João tinha que experimentar o Amor Divino e ver Sua vinda.
Pedro, certa vez, ciente de que João era o mais novo e, por isso, o mais frágil dos discípulos, interrogou a Jesus sobre o que seria de João; porém Jesus respondeu-lhe: “Que te importa se eu quero que ele fique até que Eu venha?”. Essas palavras de Jesus foram um selo que somente aqueles que têm profeta podem entender: João tinha um ministério o qual nenhum dos discípulos nem mesmo sabia.
Porque ele era o discípulo a quem Jesus expressava Seu amor divino? Porque era ele quem sempre estava reclinado no peito de Jesus? Porque mais tarde João seria enviado para a Ilha de Patmos a ver a segunda vinda, cumprindo as palavras de Jesus. João tinha sobre sua vida uma promessa, e foi por isso que ele escapou da morte no caldeirão de azeite, Jesus Cristo tinha expressado a ele o verdadeiro amor divino. Assim como Ele fez por nós, a tal ponto de dar Sua própria vida, e é por isso que não desobedecemos nem sequer uma Palavra do que está Escrito. Fomos salvos por Graça que é o Próprio Amor Perfeito, o qual nos predestinou para virar uma esquina e crer na Abertura da Palavra! Porém, este mesmo amor não pôde salvar o jovem rico, pois ele foi insensível e não aceitou o Amor Perfeito.
João teve Habilidade para Ouvir de Deus, Percepção Profética e Instrução Sobrenatural. Ele entendeu tanto o ministério para o qual havia sido chamado que Ele viu todo o Apocalipse, todas as pessoas que creriam na Palavra e, mesmo assim, quando ele voltou para a atmosfera natural ele não pregou isso, ele somente seguiu a instrução do anjo que disse: – Escreve. – Sela! João nunca cometeu nenhum lapso, ele somente pregou o amor divino, pois era aquilo que ele havia recebido para seu tempo – o fruto de sua intimidade com Jesus. Foi por isso que Pedro negou a Jesus e João não: por causa da atmosfera na qual ele vivia.
João era um tipo da Noiva e ele sabia que seu ministério era escrever tudo o que viu em sua visão na Ilha de Patmos para que, no tempo final, o Sétimo Anjo pudesse revelar tais segredos para a Noiva de Cristo. Porém ninguém consegue ver o que João viu se não sair da atmosfera natural e viver no terceiro céu, vendo as coisas que Jesus fez, reconhecendo Sua graça. João viu um livro selado com todos os nossos nomes lá dentro e, quando ele ouviu a voz, que lhe era tão íntima, ele sabia que aquele era digno de desatar os selos! Ele viu ali a Noiva de Cristo. Ele viu um trono com 24 Anciãos nos quais Ele próprio estava contido! Ele viu a si mesmo, assim como nós que estamos aqui, mas podemos nos ver lá!
Aquela porta aberta no Céu, a qual João viu, era a Abertura da Palavra, que revela que o mesmo Jesus que já esta aqui, expressando seu Amor Divino, descerá do céu e encontraremos com Ele nos ares.
O tipo de preparo que Deus exige de nós é porque somos a amada noiva de Cristo e temos que viver na atmosfera do Amor Divino, para reconhecer as coisas que estão acontecendo e adquirir convicção e certeza de eleição. Como? Lendo e ouvindo a Palavra, buscando intimidade com Deus assim como João que vivia reclinado em Seu peito, e não nos envolvendo com as coisas naturais: “Deixe que os mortos enterrem seus mortos”. Se voltarmos para a velha vida, a morte espiritual nos alcançará. Deus está nos mostrando através de seu Amor Divino quem nós somos! Creiamos nisso, e não naquilo que o diabo tenta insuflar em nossas mentes!