O Mesmo Cristo Manifestado Hoje | Ir. Fernando Alves | 27/07/2017

Menu

Culto Online Web Rádio

O Mesmo Cristo Manifestado Hoje | Ir. Fernando Alves | 27/07/2017

Leitura Bíblica: Hebreus 13:8
Mensagens citadas: Quem Dizeis Ser Este?; A Festa Das Trombetas; Davi Contra Golias; Cristo É O Mistério De Deus Revelado, parágrafo 371 e 380; Um Super Sinal, parágrafo 159; 1° Selo, parágrafo 160.

Em Hebreus 13:8 vemos que: Jesus Cristo é o mesmo ontem, hoje e eternamente, mas esse Jesus no qual Paulo se refere, não é um Jesus histórico, que está apenas nas palavras da Bíblia e sim, um Jesus manifestado hoje, na vida de Sua verdadeira igreja, pois a Palavra em carne é a luz desse dia, e esse é o penhor de que seremos raptados, já que Ele tomará para Si, somente aquele que é parte Dele, Sua Palavra manifestada hoje.
Antes de ir para o campo evangelístico, o irmão Branham pregou a mensagem, ‘Davi contra Golias’, que descrevia exatamente o que acontecia em sua vida, pois sendo Davi, um homem pequeno, sem nenhum conhecimento de armas e de guerra, venceu a Golias, porque Deus o havia treinado, ungido e dado a ele à revelação da Palavra para que ele fosse e lutasse em nome do Deus de Israel. Não um Deus histórico como seus irmãos criam, mas um Deus Vivo, manifestado naquele dia. E assim como Davi, o profeta William Branham saiu para pregar a Palavra de Deus sem qualquer habilidade própria, mas manifestando um Deus Vivo, hoje.
Isso também deve acontecer na vida de cada verdadeiro cristão, pois precisamos deixar de anunciar um Deus histórico para manifestar um Deus real e vivo!
À medida que nos aprofundamos na dimensão da Palavra nos tornamos menos naturais e, quando chegarmos a colocar para fora toda a Revelação da Palavra, que nos tem sido trazida, chegaremos a ser um com Ele, pois tendo Ele preeminência em Sua esposa, Ele pode reinar (dominar) sobre ela.
Os únicos que aceitam que agora o grande Deus se manifesta em sua Esposa são as verdadeiras ovelhas predestinadas, pois, em João 10:31 quando Jesus revelou quem Ele realmente era, os judeus intentaram apedrejá-lo, pois entenderam aquilo como uma blasfêmia.
No ministério atual, onde a Noiva professa estar se tornado um com Ele, o resto do mundo também entende isso como uma blasfêmia, porém, podemos dizer: quem pode nos acusar de pecado, se pecado é incredulidade? Se Ele se fez sumo sacerdote de nossas confissões?
Desde que a vida de Cristo esteja em nós, nós somos Cristo, nos tornamos Sua Palavra!