O Preço da Ambição | Programa Assim Está Escrito 191 | 08/09/2017

Menu

Culto Online Web Rádio

O Preço da Ambição | Programa Assim Está Escrito 191 | 08/09/2017

Países que são governados pela política dos homens precisam de oposição para se regularem. Mas dentro da igreja, que não é governada por uma política, não deve existir oposição, já que quem está no controle é o Espirito Santo. Se houver quem se coloque contra para se manter o sistema, significa que na verdade aquilo é uma denominação, por que estas sim são governadas por políticas.
Dentro do meio natural essa contraposição é necessária, por que se não for assim, surgem homens que são reis e imperadores incontroláveis. Mas quando estamos unidos sob um mesmo espírito não existe oposição. E se nós, como cristãos, permanecermos unânimes, acontecerá o mesmo que aconteceu com os discípulos de Jesus, teremos um outro livro de atos. Mas para isso é necessária obediência a Palavra e vencer todas as nossas concupiscências.
Quão caro é aquilo que Deus não quer que a pessoa tenha, mas que ela luta por aquilo constantemente. Existiram homens na Bíblia que se deixaram levar por seus desejos, que para eles falaram mais alto do que a fé e a obediência, e isso custou um preço imensurável.
Acã ao tomar uma cunha de ouro e uma capa que não deveria ter pego, perdeu sua vida, a de sua família e as propriedades dentro da terra prometida. Além de ter ganhado a sua insignificância dentre os judeus. Não bastasse, ele ainda fez com que outros homens de seu povo morressem na batalha, e famílias ficaram sem o pai. Porém deve ter passado em sua cabeça: “que mau há em tomar estes despojos” se em todas as outras batalhas eles haviam o tomado.
Assim como Eva, ela pagou o maior preço que alguém poderia pagar por uma coisa que ela já possuía. Satanás veio lhe oferecer ser como Deus, o que ela já era, mas mesmo assim ela pagou o preço por ter quebrado o pacto. A humanidade sofre a milênios por causa disso. A ambição tira a sobriedade e deixa a pessoa entorpecida a ponto de faze-la trocar o que tem por uma desobediência.
Davi tomou a mulher do seu próximo, e ele não possuía apenas uma, ele possuía quinhentas. Mesmo assim ele quis tomar a mulher de Urias. Ele se relacionou com ela e depois antecipadamente provocou a morte de seu soldado. O fruto disso foi o profeta vindo a sua casa trazendo a espada para a sua própria família, onde viraria uma bagunça as relações entre seus descendentes.
As vezes a necessidade, a razão ou o dinheiro se tornam poderes que irão demonstrar o verdadeiro caráter das pessoas. Saul tinha o poder da necessidade e da razão e do status de rei em seu favor, e ele com isso se achou alto o suficiente para poder tomar o lugar do profeta Samuel. Não houve paciência com Deus.
Ambições corroem, como Uzias que ao achar que poderia oferecer incenso, se corroeu até a morte por lepra. Existem dois tipos de morte, uma é quando você se entrega a Deus se aproximando a Ele, e a outra é quando você é assaltado por seus próprios desejos e se afasta de Deus. Quando alguém sai de cena de algo que ela deveria fazer por desobediência, aquilo traz consequências. Usias morreu, mas o povo foi amaldiçoado e levado cativo. Fazer algo que não é licito, sem chamado ou sem ordem é fazer algo muito alto. Fazer aquilo que nos cabe, é fazer algo alcançável, ir ao palpável.