Lembro-me agora, do profeta desta era, William Marrion Branham, dizer que seu maior inimigo se chamava ‘William Marrion Branham’. E esse episódio nos diz que o seu maior inimigo é VOCÊ MESMO.

– Não é culpa minha!

Você deve estar achando estranho a maneira como comecei, não é mesmo?! Esse era o objetivo. Queria mesmo chamar a sua atenção para essa frase e aquilo que está por detrás dela; algo que todos podemos praticar em diversas circunstâncias se não tomarmos cuidado: O Vitimismo. É isso mesmo! Nesta conversa iremos falar do hábito de fazer-se de vítima. Vitimizar-se.

Podemos aplicar no contexto do vitimismo abordado aqui, o ato de nunca assumir as responsabilidades das próprias ações e/ou as consequências delas. Ou seja, falaremos sobre o costume de sempre dramatizar e/ou terceirizar a culpa. E logo no começo da nossa conversa, te convido a considerar, analisar a sua vida; e se reconhecer que está agindo assim, recomendo que busque meios de mudar. Em alguns pontos de nossas vidas, as mudanças precisam ser imediatas; e este é um deles; pois pessoas que têm o costume de se vitimizar possui expressiva dificuldade na conquista de seus objetivos.

Para ficar mais fácil de reconhecer, e de identificar em si mesmo o vitimismo, separei alguns comportamentos característicos deste modo prejudicial de vida:

  • Não assumir erros (não aceitar que cometeu um erro);
  • Não conservar amizades (não ter amizades duradouras);
  • Guarda rancor;
  • Sente-se impotente;
  • Não confiar no próximo;
  • Vive se comparando com outras pessoas;
  • Criticar constantemente.

E agora, para nos ajudar a seguir com nossa reflexão, quero mencionar alguns exemplos e citações do nosso mestre, o Senhor Jesus Cristo:

Quando o Senhor Jesus Cristo te (nos) chamou, Ele disse: “Tome a sua Cruz e segue-me”. Isso que Ele disse nos chama, mas, também nos incentiva e nos ensina a não nos colocar na posição de ‘coitados’ diante das situações difíceis. Todos temos uma cruz para carregar. E todos devemos tomar nossas culpas e seguir adiante sem procurar culpados que possam “justificar” nossos erros.

Lembro-me agora, do profeta desta era, William Marrion Branham, dizer que seu maior inimigo se chamava ‘William Marrion Branham’. E esse episódio nos diz que o seu maior inimigo é VOCÊ MESMO. Que o meu maior inimigo sou eu mesmo. Em outras palavras: “Não qualquer outra pessoa que possa ser culpada; nós somos o inimigo de nós mesmos”.

Portanto, amigo, não sejas como muitas influências do mundo que encontramos nos ambientes com os quais temos que conviver; pessoas que não são capazes de olhar para si mesmas e assumir suas responsabilidades; pessoas que estão sempre procurando culpados para seus problemas, consequências e atitudes.

Levante-se deste leito-mórbido chamado vitimização!

Não seja (mais) réu das suas próprias justificativas. Seja verdadeiro e honesto consigo mesmo; sendo capaz de enfrentar as consequências dos seus atos, tomando-as como oportunidades para crescimento. As adversidades te ajudarão a encontrar o caminho certo, e na trajetória deste, irás encontrar companheiros que te ajudarão a carregar e superar suas limitações. Pense nisso!

Ps: Saiba que do lado de cá desta tela há um amigo que deseja te ajudar a superar todas as suas limitações.

Deus abençoe!

Efraim Moreira

Efraim Moreira


7 comentários

  • Avatar
    Leonardo Paixao

    11/12/2019 as 16:28

    Muito edificante!!! Deus continue abençoando e inspirando, a ser uma bênção á todos nós, que nos deliciamos com estes artigos riquíssimos!!!

    Comentar

  • Avatar
    Raquel Aline

    12/12/2019 as 12:53

    Texto de muita ajuda para mim. Deus continue te inspirando ir. Efraim.

    Comentar

  • Avatar
    Sarah Rose

    12/12/2019 as 16:03

    Maravilhoso!!!que Deus continue a te abençoar .

    Comentar

  • Avatar
    Ylberty de souza oliveira

    13/12/2019 as 20:39

    Muito bom estas verdadeiras pepitas de sabedoria da parte de Deus para nos Deus abençoe.

    Comentar

  • Avatar
    Ir.Denilza

    14/12/2019 as 01:11

    A gente pode se acostumar com nossas fraquezas e preparar um discurso Vitimista ou encará -los a cada dia até Superá -los . Mais entenda que Deus quer usar suas fraquezas para te tornar mais forte e te aperfeiçoar. Minha graça é Suficiente para você, pois o meu poder se aperfeiçõa na fraqueza… Pois, quando sou fraco è que sou forte.
    2.coríntios 12:9,10.
    Deus acrescenta sempre o entendimento ao nosso coração á Palavra aberta.

    Comentar

  • Avatar
    Priscila Cardoso

    16/12/2019 as 07:26

    EXCELENTE texto. Deus continue abençoando a vida do sr. irmão Efraim.

    Comentar

  • Avatar
    Ariel Alves

    16/12/2019 as 14:21

    Um tema extremamente importante e que nos traz uma boa reflexão de nós mesmo.
    Aceitar como somos e trabalhar aquilo que de fato precisa ser mudado é um desafio constante, porém não impossível.
    Costumo dizer que : além de ser uma virtude é sobretudo um exercício que tem que ser feito diariamente.
    Paz.

    Comentar

Deixe um Comentario

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *


Sobre nós

O Tabernáculo Belo Horizonte, uma congregação cristã, firma-se sobre as bases do Ministério Assim Está Escrito, edificado com a misericórdia e graça de Deus desde 1976, quando o pastor Wanderley Pereira Lemos começou esta tão grande obra nos pilares daquela mensagem, originada do nosso Senhor Jesus, na busca daqueles que O adorem em Espírito e verdade.


[email protected]

31 2513-0657



Newsletter


Categorias