Você Sabe O Que É Autocomiseração | Assim Está Escrito

Nossas dores devem ser sentidas e compartilhadas com aqueles que amamos e sabemos que se importam conosco, mas não devemos permitir que elas se tornem o combustível que nos levará a sermos escravos dos nossos sofrimentos e fases turbulentas.

Autocomiseração é o ato de sentir pena, dó e compaixão exagerada de si mesmo. É a sensibilidade extrema em perfeita sintonia com o vitimismo. Ela é capaz de tirar todo o vigor, alegria e, ainda pior, o prazer em viver de uma pessoa.

Tenho certeza que não gostaríamos de ser uma pessoa com essa característica, não é mesmo? Mas você sabia que muitas vezes praticamos esse ato sem percebermos? 

Todos nós já enfrentamos momentos difíceis, nos quais muitos já nos provocaram o desejo de desistir de um emprego, uma amizade e/ou até de nossa fé… Mas muitos desses problemas representaram um forte vento que fez com que nossas raízes se afrouxassem, nos dando a oportunidade de aprofundá-las e assim nos tornarmos mais fortes. Mas também, alguns desses problemas já nos fizeram reclamar, questionar, enfraquecer e lamuriar. O problema é que isso, muitas vezes, se torna um hábito e faz com que sejamos prisioneiros dos nossos próprios problemas, enquanto poderíamos buscar soluções para eles e sermos livres.

Façamos memória da história da mulher do fluxo de sangue, registrada em Mateus 9:20-22, Marcos 5:25-34 e Lucas 8:43-48; uma mulher que padecia a doze anos dessa sua triste enfermidade e nada conseguira lhe ajudar. Mas, que ao ouvir sobre o Senhor Jesus, enfrentou a multidão que O acompanhava, certamente com dificuldade para se aproximar d’Ele, e foi curada ao tocar Suas vestes.

Essa mulher sofreu por esses doze longos anos. Ela poderia estar desfalecida, entristecida e/ou até mesmo desesperançada em um quarto; poderia estar sentindo pena de si mesma, ou pedindo para que as pessoas lhe ajudassem, ou até mesmo implorando para que alguém falasse com o Senhor Jesus sobre sua condição e esperado para ver o que aconteceria. Mas não! Ela foi uma mulher que tomou posição por si e, passando por cima de todas as suas limitações, foi em busca da sua Única esperança e alcançou a sua cura.

Podemos também tomar como exemplo a vida de Jó. Ele foi um homem íntegro, reto, temente a Deus e que se desviava do caminho do mal. No entanto, com a permissão de Deus, tudo lhe foi tirado por Satanás. Sua condição era de tamanha tristeza, que sua própria esposa lhe disse: “Amaldiçoa a Deus, e morre.” (Jó 2:9). E Jó foi um homem que certamente sofreu amargamente, contudo, não negou a Deus e manteve-se firme. Não se vitimizou por sua condição, nem tão pouco abandonou o seu Deus. E nos deixou uma frase, que muitos de nós conhecemos e até mesmo pronunciamos: “… o Senhor o deu, e o Senhor o tomou: bendito seja o nome do Senhor.” (Jó 1:21)

Esses são dois exemplos Bíblicos que mostram que a confiança no SENHOR jamais pode falhar e que para alcançarmos algo é necessário que tenhamos atitude.

No entanto, muitas vezes nos encontramos desamparados, submersos em nossos pecados e em nossas tristezas. E achamos que por estarmos enfrentando essas situações, somos dignos da piedade e atenção constante de todos, acreditando que, naquele momento, apenas o nosso sofrimento importa. Quando agimos assim, nos colocamos em posição de pleno egocentrismo (condição egoísta) e, muitas vezes, não conseguimos nos posicionar por nós mesmos diante de nossos problemas, pois nos tornamos praticantes da autocomiseração.

O auto piedoso necessita da pena do outro, na mesma proporção em que ele sente de si mesmo! Muitas vezes se frustra com amizades, familiares e pessoas do seu convívio pelo simples fato de não ser correspondido na extrema necessidade de complacência e comiseração quando está lidando com situações negativas da vida.

Nossas dores devem ser sentidas e compartilhadas com aqueles que amamos e sabemos que se importam conosco, mas não devemos permitir que elas se tornem o combustível que nos levará a sermos escravos dos nossos sofrimentos e fases turbulentas.

Estejamos atentos, e não deixemos que se desenvolva em nós, mesmo que involuntariamente, a autocomiseração. Reflitamos em nossas ações e nos posicionemos, entendendo que, mesmo passando por problemas, devemos nos manter firmes, sem ceder e lamuriar, para que consigamos enfrentar nossas adversidades.

Lembremo-nos de que devemos sempre buscar ajuda, compartilhar dores e nos permitir ser ajudado quando necessitamos. E que sempre haverá alguém que estará disposto a estender-nos a mão. Como mesmo nos ensinou o Mestre, que compadecendo dos nossos sofrimentos:

28. Vinde a mim, todos os que estais cansados e oprimidos, e eu vos aliviarei.

29. Tomai sobre vós o meu jugo, e aprendei de mim, que sou manso e humilde de coração; e encontrareis descanso para as vossas almas.” (Mateus 11:28,29)

Adquira Conhecimento

Adquira Conhecimento


Um comentário

  • Avatar
    Ione Lopes

    21/04/2021 as 10:06

    Sinceramente eu não sabia , mas agora tenho tomado consciência e tentado mudar, me sinto bem melhor!
    “E conhecereis a Verdade….”🙏🙏🙏 Amém!

    Comentar

Deixe um Comentario

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *


Sobre nós

O Tabernáculo Belo Horizonte, uma congregação cristã, firma-se sobre as bases do Ministério Assim Está Escrito, edificado com a misericórdia e graça de Deus desde 1976, quando o pastor Wanderley Pereira Lemos começou esta tão grande obra nos pilares daquela mensagem, originada do nosso Senhor Jesus, na busca daqueles que O adorem em Espírito e verdade.


[email protected]

31 2513-0657