Você Sabia Que Fofocar é Um Hábito Perverso? Conheça 5 Formas De Vencer O Hábito Da Fofoca. | Assim Está Escrito

“A fofoca é uma perversidade. Ela faz parte do lado perverso do ser humano. E se o homem, ao receber o Espírito Santo perde a natureza perversa, fazer fofoca é uma evidência do ‘não ter o Espírito Santo’.”

Não precisa ser um grande neurocientista e nem mesmo um estudioso do comportamento humano para saber que como seres humanos, somos seres completamente sociais. Com exceção daqueles que possuem algum transtorno de sociopatia ou psicopatia.

  • Sociopatia: Transtorno que mostra consistentemente uma falta de consideração pelos sentimentos dos outros ou pelas violações dos direitos das pessoas.
  • Psicopatia: Falta de consciência e empatia, tornando-o manipulador, volátil e muitas vezes (mas não é sempre) criminoso.

Cabe dizer que todos os sociopatas e psicopatas do mundo não somam mais que 1% da população. Ou seja, 99% da população é social.

Mas o que quer dizer ser social? O homem é por natureza um ser social, que não pode ser privado de estar em sociedade. Ser social é precisar construir relações com outras pessoas. E é por causa dessa característica (ter desejo por interações com outras pessoas) que construímos tantas relações ao longo da vida: relações de amizade, relações amorosas, profissionais, religiosas e outras.

E a verdade é que não é novidade que sejamos assim, afinal, fomos criados à imagem e semelhança de Deus, e Deus é social:

“Pois onde se reunirem dois ou três em meu nome, ali eu estou no meio deles”.
Mateus 18:20 

“Eis que estou à porta e bato. Se alguém ouvir a minha voz e abrir a porta, entrarei e cearei com ele, e ele comigo.”
Apocalipse 3:20

Então, se há uma característica que predomina em todas ou em pelo menos em  99% das pessoas, essa é a sociabilidade (tendência para viver em sociedade, em comunidade).

Depois de ler na Bíblia sobre essa característica natural do ser humano, não precisamos que ninguém diga mais nada para confirmar o assunto. Não é mesmo?! Contudo, podemos usar a ciência para reafirmar o que a Bíblia diz sobre isso.

Uma rápida pesquisa no google nos levará a encontrar dezenas de estudos científicos que comprovam: o ser humano é um ser EXTREMAMENTE social.

E é justamente sobre esse ponto de vista dos estudos que vamos falar a partir desse ponto da nossa conversa, pois a neurociência comprovou em seus muitos estudos que essa característica, a sociabilidade, desenvolve nas pessoas um interesse gigantesco pela vida dos outros. Estranho, não é? Mas, essa é a verdade dos fatos. E as redes sociais estão comprovando isso cada vez mais.

As pessoas gostam de saber uma da vida da outra. E é deste gosto “natural” por saber mais sobre o outro, que surge o que é definido como fofoca.

Vejamos o que o dicionário diz sobre a fofoca:

“Dito cheio de maldade; disse me disse; mexerico. Aquilo que se comenta com o intuito de causar intrigas. Conversa sem fundamento; especulação. Ação ou efeito de fofocar, de bisbilhotar, de divulgar os segredos de outras pessoas.”

Comentário: quão perversa é uma pessoa fofoqueira, não é mesmo?! Que Deus tenha misericórdia de nós!

Vejamos o que encontramos na Bíblia sobre a fofoca, com base no significado acima:

“Quem guarda a sua boca guarda a sua vida, mas quem fala demais acaba se arruinando”.
Provérbios 13:3

“Evite as conversas inúteis e profanas, pois os que se dão a isso prosseguem cada vez mais para a impiedade”.
2 Timóteo 2:16

Precisamos entender que a fofoca não é apenas uma palavra. A fofoca é uma ação dentre as poucas ações executadas pela nossa língua. E temos um conselho de Deus sobre isso:

“Guarde a sua língua do mal e os seus lábios da falsidade.”
Salmos 34:13

Tem uma curiosidade muito interessante sobre a fofoca, que vale a pena repassar aqui: A fofoca anda de mãos dadas com a hipocrisia. Sempre que a fofoca é pauta de uma pesquisa, a maior parte das pessoas dizem detestar essa prática. No entanto, a maior parte das pessoas praticam a fofoca.

Ora, se a fofoca é algo tão ruim e “odiado”, por que as pessoas continuam a praticar?

Uma das respostas para essa pergunta é dada pela ciência através de mais estudos: falar da vida alheia é prazeroso para o nosso cérebro, alimenta o nosso ego e muitas vezes esconde as nossas próprias mazelas, incapacidades e delitos, e por isso ela já virou parte da rotina das pessoas.

A fofoca é uma perversidade. Ela faz parte do lado perverso do ser humano. E se o homem, ao receber o Espírito Santo perde a natureza perversa, fazer fofoca é uma evidência do ‘não ter o Espírito Santo’.

“O mexeriqueiro revela o segredo, mas o fiel de espírito o mantém em oculto.”
Provérbios 11:13

Ou seja, o mundo pode conviver com a fofoca, embora ela seja algo ruim até mesmo para ele. E o mundo até pode encontrar prazer nela. Mas, os cristãos não podem. O Espírito Santo não habita em meio a maldade. Então, é preciso que nos livremos, também, da perversidade da fofoca para recebermos o Espírito Santo.

5 formas para vencer o hábito da fofoca

1- Dedicar mais tempo às coisas de Deus

Quando uma pessoa dedica mais do seu tempo a Deus, ela não dá lugar para que Satanás a use para cometer perversidades.

2- Dedicar mais tempo ao autoconhecimento

Falar da vida alheia é, geralmente, uma forma de compensar as mazelas da própria vida. Portanto, dedicar mais tempo a nos conhecer, resolver nossos problemas e nos aperfeiçoar em algo, tornará a nossa vida mais interessante e eliminará a necessidade de falar da vida alheia.

3- Dedicar mais tempo ao aprendizado

Pessoas inteligentes preferem o silêncio da sabedoria, a tolice das palavras mal ditas (mal faladas). Logo, se dedicar ao aprendizado de algo novo, de si próprio e/ou da própria Palavra de Deus, evitará a prática da fofoca.

4- Desenvolver o pensamento crítico

Pessoas que desenvolvem o pensamento crítico adquirirem o hábito da reflexão. E com isso antes de falar ou fazer qualquer coisa, se perguntam: “O que eu tenho a ver com isso? Por que devo dizer isso? Quem sou eu para falar ou fazer tal coisa?” E fazendo isso, param de se envolver com o que não lhe diz respeito.

5- Desenvolver o amor e a empatia pelo outro

Pessoas empáticas se colocam no lugar das outras, e, portanto, tendem a pensar duas vezes antes de falar aquilo que não desejam ouvir sobre si mesmas. Pessoas que amam não têm perversidade alguma contra as outras pessoas em si.

“Esforcem-se para ter uma vida tranquila, cuidar dos seus próprios negócios e trabalhar com as próprias mãos, como nós os instruímos;”
1 Tessalonicenses 4:11

Extra:

“Sem lenha a fogueira se apaga; sem o caluniador morre a contenda.”
Provérbios 26:20

“O coração do justo medita no que há de responder, mas a boca dos ímpios jorra coisas más.”
Provérbios 15:28

“A testemunha falsa que profere mentiras, e o que semeia contendas entre irmãos.”
Provérbios 6:19

5 comentários

  • Avatar
    Raquel Aline

    05/11/2020 as 09:16

    Assunto super válido e necessário. Deus continue dando inspiração! Gostei muito.

    Comentar

  • Avatar
    Ione Lopes

    05/11/2020 as 09:56

    Me ajudou muito!
    Que Deus continue me dando graça !

    Comentar

  • Avatar
    Carla

    23/11/2020 as 21:18

    Muito obrigada, que Deus abençoe quem disponibizou o conteúdo.

    Comentar

  • Avatar
    Lírio Gerson Carlos

    26/11/2020 as 10:00

    Conteúdo muito proveitoso e benéfico. Deus abençoe e continue inspirando mais.

    Comentar

  • Avatar
    Ione Lopes

    02/12/2020 as 10:54

    Estou lutando a cada dia….E vencendo!
    Graças dou ó Senhor, pela fofoca não transmitida….
    Que muito male poupou!🙏

    Comentar

Deixe um Comentario

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *


Sobre nós

O Tabernáculo Belo Horizonte, uma congregação cristã, firma-se sobre as bases do Ministério Assim Está Escrito, edificado com a misericórdia e graça de Deus desde 1976, quando o pastor Wanderley Pereira Lemos começou esta tão grande obra nos pilares daquela mensagem, originada do nosso Senhor Jesus, na busca daqueles que O adorem em Espírito e verdade.


[email protected]

31 2513-0657