2

Para Não Perder As Ações De Deus É Preciso Ter Discernimento

“Porque a um pelo Espírito é dada a palavra da sabedoria; e a outro, pelo mesmo Espírito, a palavra da ciência;

E a outro, pelo mesmo Espírito, a fé; e a outro, pelo mesmo Espírito, os dons de curar;

E a outro a operação de maravilhas; e a outro a profecia; e a outro o dom de discernir os espíritos; e a outro a variedade de línguas; e a outro a interpretação das línguas.

Mas um só e o mesmo Espírito opera todas estas coisas, repartindo particularmente a cada um como quer.” (I Coríntios 12:8-11)

A Bíblia discorre sobre a diversidade de dons espirituais que Deus concedeu aos Seus filhos para a edificação de Sua Igreja, onde, cada um opera segundo o ministério que lhe foi designado para o aperfeiçoamento do Corpo de Cristo e de Seu Reino.

As pessoas, geralmente, desejam ter variados dons como o falar em línguas, a sabedoria, o dom de profecia, o conhecimento… e a interpretação das línguas. O que é compreensível, pois estes, são dons mais perceptíveis aos olhos, de uma forma geral. São dons que trazem reconhecimento e popularidade para aqueles que os operam, sendo estes, dons suscetíveis a serem usados de forma incorreta, o que acontece na maior parte das vezes. No entanto, o ‘dom de discernimento de espíritos’, raramente é desejado. Contudo, o ‘dom de discernimento de espíritos’ é de suma importância para cada cristão. Pois este, sempre, ajudará o cristão a enfrentar situações adversas à Palavra. Desta forma, todos os dons foram dados por Deus com um único objetivo: para a edificação da Igreja (Corpo de Cristo) para dar glória a Deus (I Coríntios 14:12).

Ao observar os dons em operação é necessário sempre analisar os motivos e objetivos que estão por detrás daqueles que os operam, examinando se estes são praticados para a glória de Deus ou, se estão construindo uma “autoimagem” para aqueles que os praticam. Se os dons, ao serem praticados, não forem para glória de Deus, não importa o quão perfeitamente sejam operados, estarão errados. E desta forma, Deus não irá aceitá-los. Por isso os dons espirituais podem ser um perigo no meio da igreja, quando operados de forma errada; contrária à Palavra. E trarão mais danos que benefícios para a igreja.

Outro ponto importante é, que, os dons de Deus também podem ser e são operados através de pessoas que vivem vidas contrárias a Palavra, podendo essas tais pessoas manifestarem um determinado dom e continuarem a manter suas vidas contrárias a Deus, uma vez que os dons são dados ‘sem o arrependimento’ (Romanos 11:29). Assim, cabe a cada um a responsabilidade pelo que manifesta, como também, cabe a cada um discernir o que lhe está sendo apresentado.

A palavra discernimento significa: capacidade de compreender situações; separar o certo do errado. Na mensagem ‘Há Alguma Coisa Muito Difícil Para o Senhor?’, no parágrafo 27, o profeta diz: “Ele se mantinha em uma atmosfera espiritual o tempo todo, por isso ele era capaz de reconhecer o certo do errado, o tempo todo”. Abraão teve discernimento diante da situação que enfrentava, e por isso reconheceu Elohim (Deus em carne humana). Ou seja, Abraão reconheceu a ‘Palavra da Hora’ manifestada.

O dom de discernimento e o conhecimento da Palavra, permitem, todo cristão captar as ações de satanás rapidamente. E um dos objetivos de satanás é agir por detrás de um espírito, que, pode ser identificado como espírito “conquistador”, que perverte a Palavra de Deus e a apresenta às pessoas. Este é um de seus meios para entrar de forma “sorrateira” na vida das pessoas. E a falta de discernimento, não lhes permitem perceber os danos que lhes são causados; o não discernimento leva as pessoas a serem facilmente persuadidas por espíritos enganadores (I Timóteo 4:1-2). Muitas por não buscarem na Palavra, respaldo sobre o que lhes é apresentado, acabam sendo enganadas. E acabam sendo destruídas espiritualmente pelas palavras que ouviram.

Na mensagem ‘Discernimento de Espírito’, no parágrafo 57, o profeta diz: “Discirna aquele espírito, veja se é de Deus ou não. Veja se ele age como Ele.” A maneira como age, facilita discernir o espírito anticristo que opera contra a Palavra. O que torna de suma importância para um cristão ter a revelação espiritual de Deus, pois ela está conectada ao dom de discernimento, e obtê-la é ter o espírito de Deus discernindo todas as coisas. Em I Coríntios 12:3 diz, que ninguém pode dizer que Jesus é o Senhor senão pelo Espírito Santo. É o Espírito Santo que revela toda a Palavra, e a Palavra é o próprio Senhor Jesus Cristo. E nestes últimos dias Deus tem Se revelado a Sua noiva, edificando-a sobre a Revelação de Jesus Cristo; ‘O Assim Diz o Senhor’.

O dom de discernimento também está presente na vida cotidiana do cristão, e não está limitado apenas em discernir os espíritos. Portanto, todo cristão verdadeiro discerne além de espíritos, suas ações, seus pensamentos, as palavras que profere, suas atitudes e seu comportamento para com os outros. E isso o torna sóbrio diante de qualquer situação, como adverte a escritura de I Pedro 5:8 que diz: “Sede sóbrios, vigiai, porque o diabo, vosso adversário, anda em derredor, bramando como leão, buscando a quem possa tragar”. Quando Jesus foi conduzido pelo Espírito ao deserto para ser tentado (Mateus 4:1), Ele estava orando e vigiando; mantendo-se sóbrio. Jesus teve discernimento ao ser tentado, e usou a Palavra para vencer satanás.

Outro exemplo que pode ser tomado é o de Jacó e Esaú. Jacó teve discernimento, deu valor a primogenitura e a buscou até que alcançou. Jacó (por revelação) sabia que a benção é designada ao primogênito, porém, nem sempre o primogênito é quem recebe a benção. E prova disso é que Esaú era o primogênito, mas, foi Jacó o predestinado para receber a benção. Deus disse em Romanos 9:13, “Amei Jacó e aborreci Esaú”. Além disso, Jacó, também foi contado na galeria dos heróis da fé, e tudo porque teve discernimento quanto aos requisitos de Deus. Já Esaú, não teve discernimento quanto ao real significado da primogenitura (Gênesis 25:32), não tendo tanto valor para ele, a vendeu por um guisado de lentilhas; por falta de discernimento perdeu a sua benção.

Dois dos meios para se obter discernimento, é através da leitura da Bíblia e das mensagens. Aquele que lê tem mais facilidade em compreender as coisas espirituais. A leitura torna sua mente espiritual fértil, e isso o faz ter discernimento. E aquele que não lê, jamais será capaz de discernir a hora em que está vivendo e a mensagem da hora.

Deus é imutável, e Nele não há mudança e nem variação (Malaquias 3:6). Ele é o mesmo ontem, hoje e eternamente (Hebreus 13:8). E, saber como Ele trabalha é de grande importância para discernir como Ele está Se manifestando neste dia. A história se repete. Tudo o que uma vez aconteceu lá atrás nas escrituras, está acontecendo novamente, hoje. Pois “não há nada novo debaixo do sol” (Eclesiastes 1:9).

Um exemplo que pode ser tomado para ilustrar uma das manifestações de Deus pode ser encontrado em Gênesis 18, onde mostra Abraão recebendo a visita de Elohim em carne, o qual revelou Seus segredos a Abraão, discernindo também os pensamentos do coração de Sara. E nos dias de hoje, o mesmo quadro se repetiu na manifestação do ministério do Filho do Homem. Deus em seu profeta, discerniu os segredos dos corações e Se revelou a Seus filhos, assim como no passado havia feito com Abraão. Todavia, é lendo a Palavra que se tem o discernimento acerca do tempo presente.

O ápice do discernimento, está em, discernir o que Deus está fazendo agora. O ministério do Filho do Homem está em evidência outra vez. Deus manifestando-Se em carne humana, falando e agindo através de Sua noiva. O dom de discernimento e revelação desta hora final, a torna capaz de vencer todas as coisas. E a maneira de discernir é pela Bíblia (a Palavra) e também pelo que o profeta disse.

Redação Assim Está Escrito 

 

Comentários(2)

  1. Responder
    Tiago José says:

    Sim, necessário hoje como sempre!

  2. Responder
    Jaaziel Ferreira Duarte says:

    Amém, quão é importante para nós Eleito. buscarmos por discernimento, para está no canal correto da Palavra, que Deus me dê cada dia mais, para poder cumprir Sua Palavra.

Postar um comentário: