2

Amnésia Espiritual

Todo ser humano é dotado de uma capacidade fantástica de raciocínio, conhecida como intelecto. O intelecto possibilita a imaginação e a tomada de decisão, entre outras coisas. Estas são capacidades fundamentais para vida humana. E ficam armazenadas no cérebro. Há enormes diferenças entre o homem e os animais. E a maior delas é sermos racionais, ou seja, detentores de um imaginário amplo, profundo e profícuo (proveitoso).

É impossível identificar de maneira palpável ‘a mente’ no corpo humano. Conseguimos com precisão localizar sua morada, que é no centro de comando do nosso organismo, o cérebro. O cérebro é o órgão mais importante e o mais sensível de todos eles.

Residindo no nível superior e privilegiado do corpo humano a mente possui a habilidade de recordação (memória). A memória é o meio pelo qual recorremos às experiências passadas, a fim de usarmos as informações no presente. Na memória ocorrem três processos que são interdependentes e interagem entre si: a codificação, o armazenamento, e o resgate. A codificação é o estágio em que uma informação é inserida na memória; o armazenamento é a conservação da informação codificada; o resgate é a extração desta e outras informações da memória.

O resgate é considerado pela ciência um estágio complexo e delicado da memória. É o processo que busca por uma determinada informação, ou um determinado conhecimento específico. Só que existe um fator que pode prejudicar bastante neste processo: o esquecimento.

Ao esquecimento são atribuídos diferentes fatores que são favoráveis a sua atuação; falha na atenção; falha no armazenamento derivada do passar do tempo (envelhecimento); esquecimentos motivados; alterações na consciência; patologias cerebrais. O esquecimento é uma perda de/da memória que pode ser parcial, ou total. Amnésia!

A Amnésia que também pode ser definida como perda ou diminuição extensiva da memória, pode ser provocada por acidentes graves ou mesmo ferimentos na cabeça. Há três tipos de amnésia: ‘retrógrada’, quando se torna impossível recordar fatos anteriores ao acontecimento1; ‘anterógrada’, quando é impossível guardar na memória os fatos ocorridos após um acontecimento1; ‘amnésia infantil’, quando se torna impossível evocar eventos ocorridos nos primeiros anos de vida, que é  experimentada por todas as pessoas. Há também, a amnésia que pode ser transitória, episódica ou permanente. E pode ser psicógena, quando é de origem afetiva que traduz a existência de conflitos psíquicos1.

Até aqui estamos falando do natural. Falando da amnésia segundo o olhar da medicina, enquanto ciência, que possui uma acurada percepção do desenvolvimento humano. No entanto, a amnésia natural tipifica o espiritual.

O profeta William Branham (o sétimo anjo da derradeira Era), mestre em se expressar em tipos, aponta eficazmente um dos maiores desconfortos para os filhos de Deus: a limitadora e fatal ‘amnésia espiritual’. Tal coisa é comum nos nossos dias, e muito atual no meio cristão: “…esta amnésia da qual estamos falando, é uma – a razão que te leva a estar num lugar onde você não pode identificar a si mesmo. É uma coisa incomum, não acontece com frequência. Mas é causado por um choque. É alguém que nem mesmo sabe quem é.3

Capaz de nos fazer reféns, limitando o resgate de experiências próprias, de vivências com outras pessoas e do conhecimento de novas informações, a amnésia nos lança ao desconhecido, às práticas incorretas, e ao comportamento contraproducente de um viver cristão.

“E às vezes esquecemos o que é a igreja cristã. Nós agimos como o mundo. Isto mostra que temos amnésia espiritual, porque você que não age como cristão, você age como o mundo. Você recebe o coração do mundo, e isto causa amnésia.4

Da amnésia provém o sentimento de ingratidão; que é identificado quando não recordamos do que Deus tem feito em nosso meio. A consequência desse ato é praticamente irreversível. Andando pelo caminho oposto o rei Davi exalta as inesquecíveis obras do Senhor de forma tão destacada, proveitosa saudável… em seus escritos, diz a partir do Salmos 103 (seguindo os capítulos 104 ao 107): “Bendize, ó minha alma, ao Senhor, e não esqueças de nenhum dos seus benefícios”5. E o profeta diz: “Você tem todas estas coisas porque Deus tem dado – na Sua benevolência te deu isto.’ ‘Adquiriram amnésia espiritual, e se esqueceram que foi Deus que fez aquilo por eles, exatamente como Israel”6.

O que vemos hoje não é novo. O mesmo comportamento vivido hoje, ocorreu nos séculos anteriores. “Há alguma coisa de que se possa dizer: Vê, isto é novo? Já foi nos séculos passados, que foram antes de nós.7

A ausência de memória de Israel a respeito das realizações e das Obras do Altíssimo era impactante. As ofensas no meio do deserto adorando a um deus de ouro. No inquieto pedido de um rei. No cuidadoso comportamento de Samuel. E até mesmo na solicitude de um comandante judeu, quando um povo teve a oportunidade de escolher apenas um rei, O Rei.

Esquecimento. Falha no resgate de um conhecimento. Desajuste no armazenamento da informação. Ausência de memória por acontecimento externo altamente ilusório (momentaneamente). Desgosto no Maná vindo céu. Isso é Amnésia espiritual. O profeta de Apocalipse 10:7, diz: “Isto é o que a amnésia espiritual faz: faz com que as pessoas cheguem a um ponto onde elas não têm mais sentimento dentro de si. Elas não querem nada que seja espiritual.8

Diagnosticando o estágio inicial da amnésia, a amnésia espiritual, define-se por: carência de identificação de um povo santo, ou de uma pessoa em relação à sua postura cristã, não percebendo que o seu comportamento deve ser um reflexo de Cristo.

“Assim o povo de Deus neste dia tem se esquecido, o que significa ser um cristão. Novamente esta amnésia tem vindo sobre o povo. Eles não conseguem se identificar. Eles – eles esqueceram disto tudo. Eles esqueceram a Sua santidade; eles esqueceram Sua lei.9 Assim, “… De modo que nada há novo debaixo do sol”10.

Atualmente estamos acompanhando a situação se repetir. O descaso: esquecimento pelo que Deus fez, e principalmente pelo que Deus está fazendo em Seu povo hoje. Isso acontece por causa da desorganização. Por deficiente maneira de armazenamento. Por ineficaz resgate do conhecimento. Por causa do tempo em que estamos vivendo hoje. Por amnésia espiritual, como nosso profeta reforça: “a ausência de identificação com as Escrituras, amnésia espiritual.11

Não nos identificarmos com a manifestação verdadeira da presença de Deus em um culto faz com que estejamos em uma amnésia episódica. Não vivermos no mesmo espírito daqueles que nos antecederam (nas vidas dos semeadores das Boas Novas), e não estarmos identificados nos atos do Espírito Santo nos apóstolos é o mesmo que constatar uma amnésia infantil, nos primórdios da Igreja Primitiva (igreja semente) aquela a qual, hoje, Deus requer de nós o mesmo posicionamento (comportamento parecido).

Pode ser considerado um estágio avançado de adoecimento da memória, o ato de não reconhecermos a responsabilidade de sermos verdadeiros cristãos.

Sendo assim, cuidemos! Pois certos níveis de desenvolvimentos de uma demência espiritual, podem ser irreversíveis. Não haverá cura! Restando somente a morte espiritual. Exatamente como é no natural.

Então, qual, ou quais são os procedimentos para enfrentar a amnésia espiritual?

Estejamos em movimento! Sejamos inquietos e atuantes! Exercitemos! Procuremos viver desesperadamente uma vida preventiva; característica de um cristão. Oremos! leiamos a Palavra! Estejamos consagrados! Temos que nos manter separados de ambientes que favorecem atmosferas que são ofensivas ao modo cristão! Busquemos em nossas memória exemplos de vida (Cristo, o maior e mais autêntico deles) que nos ajudem a combater os iniciais estágios desta terrível doença espiritual!

“(…) E você não vai conseguir coisa alguma de Deus até que você desespere-se o suficiente.12

Notas:

  1. Larousse 1995, Nova Cultural 1998 – ISBN 85-13-00756-0
  2. Larousse 1995, Nova Cultural 1998 – ISBN 85-13-00770-6
  3. Mensagem Amnésia Espiritual, 11/04/1964, parágrafo 25
  4.  Mensagem Amnésia Espiritual, 11/04/1964, parágrafo 31
  5. Salmos 103:2
  6. Mensagem Amnésia Espiritual, 11/04/1964, parágrafo 90 e 92
  7. Eclesiastes 1:10
  8. Mensagem Amnésia Espiritual, 11/04/1964, parágrafo 49
  9. Mensagem Amnésia Espiritual, 11/04/1964, parágrafo 36
  10. Eclesiastes 1:9
  11. Mensagem Amnésia Espiritual, 11/04/1964, parágrafo 76
  12. Mensagem Amnésia Espiritual, 11/04/1964, parágrafo 136

 

Redação Assim Está Escrito

Comentários(2)

  1. Responder
    Sara Maria Gonçalves says:

    Quero estar sempre em movimentos buscando sempre viver em desespero uma vida vivida!!!!

  2. Responder
    Geralda Guimarães Rodrigues says:

    Meu Deus u quero viver a tua palavra ,ter uma vida separada para te ,louvando e te adorando em Espírito e em verdade com uma mente renovada pelo Espírito Santo

Postar um comentário: