Antes De Se Divorciar, Ouça A Resposta Bíblica | Casamento Ylberty & Miriã | Assim Está Escrito

De acordo com o profeta William Branham, qualquer pergunta que surge sobre religião, traz à tona o assunto de casamento e divórcio. Por quê? Porque casamento e divórcio foi a causa do pecado original. Ou seja, 'casamento e divórcio é o princípio do pecado propriamente dito.' E essa é a razão pela qual essa indagação é mencionada várias vezes.

Leitura Bíblica: Mateus 19:1-11
Mensagem Citada: Casamento e Divórcio § 57, 64

“Então chegaram ao pé dele os fariseus, tentando-o, e dizendo-lhe: É lícito ao homem repudiar sua mulher por qualquer motivo?”
Mateus 19:3

Na mensagem ‘Casamento e Divórcio’, parágrafo 57, o profeta William Branham diz que essa pergunta fez frente a Jesus e a Moisés bem no início de ambos ministérios. Dando sequência, ele diz que é uma pergunta inicial nos corações dos crentes, porque o crente sempre está tentando fazer tudo o que sabe para viver certo diante de Deus.

De acordo com o profeta William Branham, qualquer pergunta que surge sobre religião, traz à tona o assunto de casamento e divórcio. Por quê? Porque casamento e divórcio foi a causa do pecado original. Ou seja, ‘casamento e divórcio é o princípio do pecado propriamente dito.’ E essa é a razão pela qual essa indagação é mencionada várias vezes.

Sabendo disso, constata-se que o motivo pelo qual as pessoas perguntam se podem divorciar-se é o pecado. Porém, de acordo com William Branham, o profeta desta Era, onde há uma pergunta, deve haver uma resposta, contudo, tem que ser a resposta certa. Sendo essa uma pergunta bíblica, essa deve ser uma resposta bíblica.

Lendo São Mateus 5:31, vemos que, de acordo com as palavras de Moisés, que maliciosamente foram apresentadas a Jesus Cristo pelos fariseus, qualquer um que deixasse sua mulher deveria dar a ela carta de divórcio. Entretanto, o Senhor Jesus Cristo disse que qualquer um que repudia sua mulher sem a causa da separação ser prostituição, faz com que ela e qualquer um que casar-se com a tal, cometa adultério.

Agora, em São Lucas 17:1, o Senhor Jesus Cristo disse aos discípulos: “[…] É impossível que não venham escândalos, mas ai daquele por quem vierem!”. O que é escândalo? Biblicamente falando, escândalo significa fazer alguém tropeçar, fazer alguém pecar.

Observemos, quando uma pessoa peca o recurso é: arrepender, confessar, consertar e pedir perdão. Porém, quando alguém faz o outro pecar a Palavra diz que: “Melhor lhe fora que lhe pusessem ao pescoço uma mó de atafona, e fosse lançado ao mar, do que fazer tropeçar um destes pequenos.” (Lucas 17:2). Ou seja, melhor seria suicidar-se do que fazer alguém pecar.

“É lícito ao homem repudiar sua mulher por qualquer motivo?” Se um homem larga sua mulher e casa-se com outra, ele comete adultério. Portanto, se ele deixa aquela mulher e ela, assim como ele, casa-se novamente, ele faz com que aquela mulher e quem se casou com ela também cometa adultério. Esse primeiro indivíduo que largou (seja marido ou esposa), automaticamente gerou uma série de adultérios e, por isso, além de ser culpado de seu adultério, peca por fazer outros pecarem. É como um efeito dominó em que ele induziu, protagonizou a queda.

Mas aí vem a Palavra, em Apocalipse 22:14-15, e diz que os bem-aventurados que lavaram suas vestes no Sangue do Cordeiro terão acesso a Árvore da Vida (Jesus Cristo) e entrarão na Cidade, que é o Reino de Deus que está preparado para Seu Povo depois do arrebatamento. No entanto, a Bíblia faz questão de mencionar os que não entrarão no Reino de Deus e dentre eles estão os adúlteros. Tais pessoas não irão entrar no Reino e não irão desfrutar de nenhuma das promessas bíblicas. Por isso a Palavra vem e nos aconselha que melhor seria ser assassinado, e até mesmo suicidar-se do que fazer alguém pecar.

Então, quando alguém toma essa atitude de dar carta de divórcio, a não ser pelo motivo bíblico, que é prostituição, tal pessoa está chamando para cima de si toda essa responsabilidade. Mas as pessoas pensam que é só o direito de ser feliz que deve ser levado em consideração.

Pode largar? Ocorrerá uma cadeia de adultérios em que o primeiro adúltero será culpado/responsabilizado, sozinho, de quatro possíveis adultérios. E, tal pessoa levará a culpa de fazer com que pessoas não entrem no Reino, e assim, não desfrutem da Promessa de Deus. Pode divorciar? É melhor suicidar-se do que pensar em dar carta de divórcio.

Há uma resposta bíblica para esta pergunta: “É lícito ao homem repudiar sua mulher por qualquer motivo?”

Pr. Wanderley Vilaça

Pr. Wanderley Vilaça

Aos 21 anos se tornou líder dos jovens e também começou a pregar em praças públicas o que lhe trouxe muita experiência e amor por almas; posteriormente começou a prestar assistência às nossas congregações; em 2002 foi chamado pelo pastor Wanderley Lemos para integrar o corpo de ministros; no ano de 2011 foi consagrado a pastor; logo em seguida assumiu a igreja de Ouro Branco e desde então a vice-presidência do Tabernáculo Belo Horizonte.


Deixe um Comentario

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *


Sobre nós

O Tabernáculo Belo Horizonte, uma congregação cristã, firma-se sobre as bases do Ministério Assim Está Escrito, edificado com a misericórdia e graça de Deus desde 1976, quando o pastor Wanderley Pereira Lemos começou esta tão grande obra nos pilares daquela mensagem, originada do nosso Senhor Jesus, na busca daqueles que O adorem em Espírito e verdade.


[email protected]

31 2513-0657