Casamento e Divórcio | Parte 2

Sobre o tema casamento e divórcio, o profeta nos ensina que a única situação na qual um homem pode separar-se de sua esposa e casar-se novamente, é quando ele descobre que ela o enganou fazendo-se passar por virgem, não sendo mais virgem. Não sendo por isso, se um homem se casar com uma mulher e a deixar, não é permitido que tal se case novamente.

Leitura Bíblica: Mateus 1:18-20
Mensagens Citadas: Hebreus, Capítulo 7 – 1° Parte; Perguntas e Resposta, N° 15; Perguntas e Respostas, N° 09

Todas as ‘respostas’ para as ‘perguntas’ sobre Casamento e Divórcio está na própria mensagem ‘Casamento e Divórcio’, pregada pelo profeta William Branham. Tal mensagem é tão importante que quando Deus a estava entregando ao profeta, a ‘Coluna de Fogo’ desceu tão próximo da superfície da terra, que toda a cidade parou para ver. E para que não haja distorções da verdade, é extremamente importante compreendermos os pontos sobre essas questões, e tais pontos o profeta esclarece na mensagem em questão.

Sobre o tema casamento e divórcio, o profeta nos ensina que a única situação na qual um homem pode separar-se de sua esposa e casar-se novamente, é quando ele descobre que ela o enganou fazendo-se passar por virgem, não sendo mais virgem. Não sendo por isso, se um homem se casar com uma mulher e a deixar, não é permitido que tal se case novamente.

Ainda dentro das questões sobre esse tema, aprendemos que se uma mulher casar-se com um homem e descobrir que ele é depravado, traidor, ou seja lá o que for ela pode separar-se dele, mas nunca será livre para casar-se novamente. Terá que passar o resto de sua vida sem viver, e sequer pensar em outro homem. E vice-versa.

Também nos é advertido que se um dos cônjuges for ímpio, que abomina, proíbe e atrapalha a vida cristã, ou a prática da fé pode haver separação. Porém, de maneira alguma nenhum dos dois estará livre para casar-se novamente. O profeta esclarece isso ao responder uma pergunta na mensagem ‘Perguntas e Respostas, N° 15’, no parágrafo 28. Outro ponto para o qual é chamada a nossa atenção é: a mulher não pode rejeitar seu marido por ele ser ímpio/pecador, pois fazendo isso ela se afasta de Deus.

Na mensagem ‘Hebreus Capítulo 7 – 1° Parte’, e ainda dentro do tema casamento e divórcio o profeta explica porque um casal que faz um ‘juramento de casamento’, está (ambos) obrigado com juramento até que a morte os liberte. Tal juramento não acaba quando o cônjuge envelhece, ou quando ambos se tornam menos bonito ou menos gentis. Ao fazer um juramento os dois se tornam uma só carne. Desta forma, não tem como separar, já que ao separarem a separação causará uma deformação no corpo (casal). Afinal, um corpo não pode ser separado pelo meio sem que haja danos graves.

Falando, ainda, sobre o ‘juramento de casamento’, tal juramento não ocorre só quando o casal está diante do altar no dia da cerimônia de casamento, ele também ocorre quando o homem dá a sua palavra à mulher prometendo casar-se com ela. Quando o homem faz uma promessa a uma mulher e ela aceita, ambos estão obrigados diante de Deus a cumprir o que se propuseram. Isso pode ser provado no livro de São Mateus, no capítulo 1, no verso 18, onde ao intentar deixar a Maria secretamente, o anjo do Senhor aparece a José, para fazer-lhe lembrar da promessa que fez a Maria. A Bíblia claramente os trata como marido e mulher, mesmo ainda não estando casados por meio das cerimônias matrimoniais.

Com isso fica claro, que, se uma pessoa promete casar-se com alguém e casa-se com outro alguém, tal passará a viver em adultério. E se é assim com uma promessa de casamento, como será quando o casamento já foi realizado? É tão importante que não dá para ser desfeito. Portanto não é permitido casar mais de uma vez. Nunca devemos relaxar e/ou distorcer as palavras do profeta. Tudo deve ser tomado de acordo com o contexto da Bíblia. E a Bíblia nos diz em I Timóteo 3:1-2, que um ministro deve ser marido de uma só esposa; e isso não necessita de interpretações próprias. Porque o casamento é um fato consumado e não se argumenta sobre o que já está consumado. Logo, se um homem casa-se com uma mulher, ela se torna sua esposa para sempre.

As transgressões e/ou os pecados de um ou ambos os cônjuges não dão o direito, nem a um e nem ao outro, de anular o casamento. Nos momentos de crise durante o casamento é necessário verificar até que se encontre onde houve a quebra daquilo (qualidade, característica, atributos); pois satanás irá usar a crise para tentar separar o casal.

Ninguém deve, e nem pode pegar as experiências de um outro casal e aplicá-las em seu próprio relacionamento; principalmente no que diz respeito a casamento e divórcio. Fica mais fácil de entender isso tomando Oséias como exemplo. Deus ordenou que Oséias se casasse com uma prostituta. O que não significa que isso é uma ordem para todos. Aquilo foi para Oséias.

O profeta nunca disse saber ‘se as pessoas enquadradas em questões contrárias aos ensinamentos de casamento e divórcio seriam arrebatadas’. Ele apenas instruiu que tais pessoas ficassem na posição em que estavam como marido, ou esposa e as orientou a não cometer tal erro novamente. As Mensagens do profeta nos orientam sobre o que devemos fazer em qualquer que seja a situação em que estamos, e é por isso que Ela deve ser o nosso Norte.

Pr. Wanderley Lemos

Pr. Wanderley Lemos

Um ministério aprovado e vindicado por Deus. Está na presidência do Ministério Assim Está Escrito, trazendo com todo temor e tremor à totalidade da Palavra Aberta. Dando segurança e tranquilidade ao seu povo para que digam: “Nisto nós estamos confiados!”


Deixe um Comentario

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *


Sobre nós

O Tabernáculo Belo Horizonte, uma congregação cristã, firma-se sobre as bases do Ministério Assim Está Escrito, edificado com a misericórdia e graça de Deus desde 1976, quando o pastor Wanderley Pereira Lemos começou esta tão grande obra nos pilares daquela mensagem, originada do nosso Senhor Jesus, na busca daqueles que O adorem em Espírito e verdade.


[email protected]

31 2513-0657