Quem Pode Identificar O Dolo Ou A Sua Ausência? | Assim Está Escrito

A ausência do dolo nas nossas vidas nos faz, muitas vezes, ser taxados de bobos, ingênuos, infantis ou até mesmo ser acusados de algo que não é nossa intenção, e, na maioria das vezes, não há como explicar....

Olá!
Deus te abençoe no precioso nome do Senhor Jesus Cristo!

Quem Pode Identificar o Dolo ou a Sua Ausência?

No segundo versículo do Salmo 32, encontramos uma bem-aventurança muito desejada e necessária em nossa vida. Sendo também uma exigência para que possamos usufruir de um Espírito no qual não há engano.

Bem-aventurado o homem a quem o Senhor não imputa maldade, e em cujo espírito não há engano.” Salmos 32:2

Em São João capítulo 1 verso 47, vemos o Senhor Jesus Cristo identificando um homem enquadrado no Salmo 32. Esse era Natanael, um homem verdadeiro em quem não se encontrava dolo.

“Jesus viu Natanael vir ter com ele, e disse dele: Eis aqui um verdadeiro israelita, em quem não há dolo.” João 1:47

O que é dolo?

Como substantivo masculino, significa procedimento fraudulento por parte de alguém em relação a outrem. Em termos jurídico e/ou civil é uma manobra que se inspira em má-fé e leva alguém a induzir outrem à prática de um ato com prejuízo a este. No direito penal, é a deliberação de violar a lei por ação ou omissão com pleno conhecimento do que se está fazendo.

Quando Jesus disse esse segredo a Natanael, aquilo lhe causou uma reação de grande alívio: estava dizendo ao Senhor que Ele era Filho de Deus, o Rei de Israel. Mas por que dessa reação? Não poderia ser por Natanael estar passando um período de suspeita… alguém falando algo e ele não tendo como explicar? E então, O Senhor Jesus Cristo, como o único que conhecia a intenção dos corações, pôde dizer que aquele homem nunca havia feito algo errado por deliberação ou por vontade de fazer errado.

A ausência do dolo nas nossas vidas nos faz, muitas vezes, ser taxados de bobos, ingênuos, infantis ou até mesmo ser acusados de algo que não é nossa intenção, e, na maioria das vezes, não há como explicar.

O mundo no qual vivemos é um mundo doloso, quase tudo que se faz tem uma intenção oculta, que nossos pais chamavam de ‘segundas intenções’ e que, na verdade é dolo.

Existem amizades dolosas, quando alguém que se faz amigo de outrem por algum motivo a mais que não seja apenas o prazer de ter aquele amigo. Existem casamentos dolosos, quando são arranjados com a intenção de unir famílias poderosas ou de conseguir riquezas com uma eventual partilha de bens. Existe também fé dolosa, quando se crê em algo conveniente para um propósito oculto que se mostrará mais tarde.

E, em meio a tudo isso, existem pessoas verdadeiras que se fazem amigas simplesmente pelo prazer da amizade e do companheirismo. Existem aqueles que se casam pelo puro amor, não intencionando nenhum poder político, nenhum ganho material, mas, tendo a pessoa amada como o maior bem daquela relação. Existe também a fé genuína, que tem como objetivo apenas uma vida consagrada ao reino dos céus.

É bom ressaltar que esses indivíduos não dolosos passarão por muitas suspeitas, pelo fato de serem julgados segundo a conduta dos seus julgadores (avaliam a vida alheia com o parâmetro de sua própria conduta e segundas intenções). E, em meio a esse julgamento tão injusto, não haverá formas de explicar as verdadeiras intenções, pois no mundo já não há aqueles cujo espírito não há engano, aos quais o Senhor não imputa maldade e que pode ter sua transgressão e pecados perdoados e, isso (o perdão) não lhes dará a intenção de continuar fazendo só por ter perdão oferecido.

Verdadeiramente no mundo não pode haver mais alguém assim. Mas, no reino celeste sempre houve e haverá essa qualidade de pessoas.

Na verdade, a ausência do dolo faz com que o suspeito não tenha ímpeto nem mesmo para se defender. Pois a defesa é deixada na mão daquele que julga justamente, e esse é o mesmo Senhor Jesus Cristo que julgou a Natanael. Ele também está nos vendo e Seu veredicto a nosso respeito será dado no momento final de nossas vidas.

Sabemos quem somos interiormente, mas, exteriormente somente o Justo Juiz pode explicar. E Suas Palavras a esses tais (em quem não há dolo) serão: “E o seu Senhor lhe disse: Bem está, servo bom e fiel. Sobre o pouco foste fiel, sobre muito te colocarei; entra no gozo do teu senhor.” São Mateus 25:21

Pr. Wanderley Vilaça

Pr. Wanderley Vilaça

Aos 21 anos se tornou líder dos jovens e também começou a pregar em praças públicas o que lhe trouxe muita experiência e amor por almas; posteriormente começou a prestar assistência às nossas congregações; em 2002 foi chamado pelo pastor Wanderley Lemos para integrar o corpo de ministros; no ano de 2011 foi consagrado a pastor; logo em seguida assumiu a igreja de Ouro Branco e desde então a vice-presidência do Tabernáculo Belo Horizonte.


2 comentários

  • Avatar
    Isabel Freitas

    04/06/2020 as 11:32

    Glória a Deus!!!!! Eu faço partes desses!!!! Deus abençoe Pr Vilaça!!!!

    Comentar

  • Avatar
    Ylberty de souza oliveira

    06/06/2020 as 07:49

    Graças a Deus muito bom e maravilhoso que o senhor jesus cristo continua expirando o corações de verdadeiros ministros e pastores destes últimos dias para nos trazer palavras de vida eterna Deus abençoes.

    Comentar

Deixe um Comentario

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *


Sobre nós

O Tabernáculo Belo Horizonte, uma congregação cristã, firma-se sobre as bases do Ministério Assim Está Escrito, edificado com a misericórdia e graça de Deus desde 1976, quando o pastor Wanderley Pereira Lemos começou esta tão grande obra nos pilares daquela mensagem, originada do nosso Senhor Jesus, na busca daqueles que O adorem em Espírito e verdade.


[email protected]

31 2513-0657



Newsletter


Categorias