Série: Experiência, Maturidade e Sabedoria – Parte 2

O profeta William Branham foi o primeiro grão amadurecido na Era, com isso vemos que ele alcançou a maturidade; e a alcançou justamente por passar por todas as provas.

A Experiência Produz a Maturidade:

Paulo em sua primeira carta aos Coríntios, no capítulo 13, verso 11,  diz:

11. Quando eu era menino, falava como menino, sentia como menino, discorria como menino, mas, logo que cheguei a ser homem, acabei com as coisas de menino.

Enquanto estamos na fase da experiência muita coisa é relevada nas nossas ações; nós erramos e temos a chance, a oportunidade de fazer outra vez pois as pessoas nos olham como aprendizes; no trabalho ou na vida. Talvez, você, assim como eu,  já tenha ouvido alguém dizer: “isso é coisa de criança!”. Essas palavras justificam as ações erradas de um menino. Porém, as mesmas ações erradas em uma pessoa na fase adulta ganha outra conotação e as palavras também mudam; poder-se-ia dizer: “olha essa atitude não cabe para alguém com a sua idade” e\ou “ isso é coisa de criança!” – essa última soando como uma crítica e não como uma defesa.

O profeta, na série ‘Adoção’, mais propriamente na mensagem ‘A Ele Ouvi’, no parágrafo 49, diz:

49. “Quando este filho nascia em uma casa, posicionalmente ele era um filho, um filho do pai, mas agora, o que aquele pai fazia? Ele não tinha tempo para estar com aquele filho único; seus negócios eram grandes. Então ele contratava um tutor ou  um criador, mestre. E ele procurava na terra até encontrar o tipo correto de homem, porque aquele era o seu filho. E ele queria que aquele filho crescesse corretamente, porque aquele filho herdaria tudo que ele possuía  algum dia. Mas, ele procurava por todos os lados, até que ele encontrava o tipo correto de homem, não um destes homens que tentam  colocar uma pena em seu chapéu, que mente, ou, “Oh, seu filho está indo muito bem,” quando não estava. E ele tinha que relatar o progresso daquela criança. Agora, aquilo era posicionar um filho.  Os ministros aqui compreendem e sabem o que estou falando, a posição de um filho”.

Observe, no âmbito espiritual temos uma posição para ocupar, a saber: ‘falar a Palavra e Deus abonar aquilo que dissermos’. Ou seja, ‘Deus poder confiar (em nós) que faremos a coisa certa com a Sua Palavra’. E no âmbito natural é da mesma forma; precisamos chegar a um nível de maturidade no qual passemos a ser confiáveis para assim assumirmos responsabilidades.

Ainda na mensagem ‘A Ele Ouvi’, dessa vez no parágrafo 53, lemos: 

53. Se o filho era um — um — atrasado, sem capacidade de tomar conta dos negócios de seu pai, então aquele tutor chegava envergonhado perante o pai e dizia, “Senhor, sinto muito em dizer, mas o seu — seu filho não está indo muito bem. Ele — ele simplesmente não; ele não quer aprender; ele não se importa”.

Uma vez que lemos essa explanação do profeta, devemos entender que ‘maturidade’ é: ‘passar pelas provas, pressões, dificuldades e vencer; saber como agir diante dos problemas’.

Observe que Jesus Cristo só foi glorificado (João pôde vê-lo assim, com aquela peruca branca) depois de passar por todas as provas. Ou seja, Ele chegou à ‘Maturidade’.

O profeta William Branham foi o primeiro grão amadurecido na Era, com isso vemos que ele alcançou a maturidade; e a alcançou justamente por passar por todas as provas. Conosco deve ser da mesma maneira! Devemos, diante das experiências, chegarmos ao pleno amadurecimento; pois só assim não agiremos como meninos\meninas sem saber o que fazer. Mas, atuaremos como homens e mulheres amadurecidos pelas dificuldades.

Shalon e que Deus vos abençoe!

Min. Adelson Santos

Min. Adelson Santos

No ano de 2003 foi chamado para integrar o corpo de diáconos o qual serviu com uma dedicação digna de ser mencionada, cumprindo com responsabilidade, disponibilidade e sempre com muita determinação para com o ministério que a ele foi outorgado até o dia 3 de janeiro de 2016; Quando foi convidado pelo pastor Wanderley Lemos, a fazer parte do corpo ministerial no qual de igual forma tem empenhado-se para contribuir com o crescimento da igreja; passando então a ministrar no Tabernáculo, nas congregações, auxiliando em visitas hospitalares e residenciais, realizando os batismos dos novos convertidos que o Senhor tem acrescentado a esta casa e recentemente passou a cuidar da congregação que está situada em São Sebastião da Barra, a 340 km de Belo Horizonte.


Um comentário

  • Avatar
    Tiago José

    05/04/2020 as 08:03

    Oh sim, amém!

    Comentar

Deixe um Comentario

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *


Sobre nós

O Tabernáculo Belo Horizonte, uma congregação cristã, firma-se sobre as bases do Ministério Assim Está Escrito, edificado com a misericórdia e graça de Deus desde 1976, quando o pastor Wanderley Pereira Lemos começou esta tão grande obra nos pilares daquela mensagem, originada do nosso Senhor Jesus, na busca daqueles que O adorem em Espírito e verdade.


[email protected]

31 2513-0657



Newsletter


Categorias