A Manifestação Do Espírito De Adoção De Filhos | Min. Fernando Alves | 04/07/2019

Leitura Bíblica: Romanos 8:15-16
Mensagens Citadas: Para Que Foi Dado O Espírito Santo?; Adoção: A Manifestação Dos Filhos De Deus; Uma Exposição Das Sete Eras Da Igreja

A maior bênção espiritual que podemos/poderemos alcançar é compreendermos que Deus está querendo nos elevar à uma adoção plena. A saber: Deus quer nos elevar à graça para que possa terminar o Seu plano de redenção. O plano de redenção de Deus nunca foi nos deixar nesses corpos mortais e nem neste mundo. Deus quer concluir a obra que está em Sua mente eterna a qual conhece o princípio e fim. E para concluir Seu plano, Ele vai nos elevar a um posicionamento tal; e então iremos receber graça para o rapto.

Na mensagem ‘Para Que Foi Dado O Espírito Santo?’ o profeta diz, que o Espírito Santo é Deus em nós. E Ele foi nos dado para continuar a obra de Deus no meio do Seu povo; para reunir Sua Igreja; para colocar a Igreja em um lugar que está além da luterana, metodista, e pentecostal. Elevar Sua igreja ao lugar para a ‘adoção’ e a ‘graça do rapto’. Deus não parou na justificação e nem parou na santificação. Ele queria que Seu povo estivesse preparado, para que quando o Espírito Santo chegasse em forma de plenitude da Palavra revelada, este povo estivesse preparado para alcançar a adoção.

Na mensagem ‘Adoção: A Manifestação Dos Filhos De Deus’, o profeta diz: “(…) Ele me predestinou, Ele me chamou, Ele me escolheu. Eu nunca O escolhi. Ele me escolheu, Ele te escolheu, Ele escolheu a todos nós. Nós não O escolhemos”. Deus nos predestinou para adoção. E Deus revelou a nós a nossa predestinação para nos mostrar que Ele mesmo traçou um caminho para que possamos chegar à adoção plena. E assim, Deus colocou em nossas almas um clamor para que nós fossemos atraídos por Ele. Por isso o profeta disse que o evangelho é como uma rede que é lançada ao mar… Muitos ouvem e até se emocionam ao ouvir o evangelho, mas não permanecem com ele, regressando para suas origens quando enfrentam a primeira oposição. Assim, só os eleitos permanecem com evangelho. Não fomos nós que escolhemos a Deus. Ele nos escolheu.

Em Efésios 1:5, Deus disse: “e nos predestinou para filhos de adoção (…)”, nesta escritura o profeta nos chama a atenção para a palavra ‘para’, e nos mostra que esta palavra, nesse caso, quer dizer que Deus está nos tirando de um lugar e nos levando para outro. Porém, não são todos os que podem ser tirados de um lugar e colocados em outro. E com isso o profeta nos mostra o que é redenção: é Deus nos tirando do mundo e nos levando para o lugar onde Ele nos predestinou para estar.

Quando lemos São João 14:1, vemos que quando Jesus disse que na casa de Seu Pai havia muitas mansões, Ele não estava falando sobre casas construídas com cimento. Ele se referia a corpos glorificados. Falava de corpos como o d’Ele. E foi por isso que Ele disse para não ficarmos atemorizados, pois haveríamos de ser adotados e estabelecidos na casa do Pai. Jesus estava desejando que Seus discípulos entendessem que eles iriam receber a mesma recompensa e o mesmo galardão que Ele recebeu. E da mesma forma Jesus veio e nos mostrou o caminho para sermos adotados como filhos; nos mostrando que receberemos o mesmo galardão que Ele. Nós iremos morar em uma casa como a d’Ele. Em um Corpo Glorificado.

Ao pregar sobre o tema ‘Adoção’, o profeta nos mostra uma visão mais clara sobre o Filho do Homem no alto monte transfigurando-Se diante de Pedro (fé), Tiago (esperança) e João (amor) em Mateus 17. O profeta nos mostra que nós também teremos uma cerimônia como aquela. Nós também subiremos ao alto monte (a estatura de um varão perfeito), não através das nossas pernas humanas, mas, com a fé. Com a revelação. Deus nos estendeu Suas mãos para nos ajudar a subir cada degrau necessário, e quando tivermos em nós as virtudes de Cristo, Deus irá descer e nos tirar daqui.

“A adoção não é seu nascimento. A sua adoção é a sua posição.”

Postar um comentário: