Setembro Amarelo: A Vida Vale A Pena! | Assim Está Escrito

Sabe aquele momento em que nos pegamos cabisbaixo, desmotivado, sem foco, sem sentido de viver, abatido, enfermo, visão turbada em relação ao futuro, sem perspectiva de uma vida ‘normal’?

Olá, preciosos!

Saudações, saúde!

Em um mês em que comemoramos umas das mais belas estações do ano – paradoxalmente, todas elas são magníficas – a primavera que nos surpreende com fantásticas cores, formas e perfumes em nosso dia a dia! Viva a primavera!

Simultaneamente, podemos despertar, inicialmente em nós mesmos, o cultivo do nosso jardim e o cuidado pelo jardim do nosso próximo, regando com fertilizantes enriquecidos de valores basais de uma relação vivencial saudável e constante. Juntos podemos manter uma enorme plantação de boas novas e, quem sabe, estocando inúmeras sementes com bastante saúde para nossas gerações futuras.

Bom, vamos traduzir a natureza para as relações humanas?

Sabe aquele momento em que nos pegamos cabisbaixo, desmotivado, sem foco, sem sentido de viver, abatido, enfermo, visão turbada em relação ao futuro, sem perspectiva de uma vida ‘normal’?

Essa é uma situação depreciativa e incapacitante, não é mesmo? Nunca desejaríamos para ninguém tal momento. Embora momentos assim não deixem de ser comuns no nosso cotidiano, eles não podem ser frequentes, profundos e principalmente sem motivo de tal ocorrência (falecimento, perdas irreparáveis, demissão, mudanças aleatórias).

Se para nós não é uma fase fácil, imagine ao nos depararmos com a pessoa à nossa frente, e cientes desta experiência, não sermos compreensível o suficiente para esta mesma pessoa pedir um auxílio? Oferece um ombro amigo, um ouvido aberto, um coração sensível!

Dito isso, gostaria de jogar uma luz maior no texto e dizer que estamos aqui nos referindo ao Setembro Amarelo, uma campanha de prevenção ao suicídio.

Nessa campanha, que talvez você já tenha ouvido falar, instituições como ABP – Associação Brasileira de Psiquiatria – e CFM – Conselho Federal de Medicina se unem, entre outras (como o CFP – Conselho Federal de Psicologia) para desestigmatizar sobre um assunto importante que precisa ser dialogado em nossa sociedade de maneira educada, respeitosa e prudente. — Podemos até mesmo conversar por aqui em outra postagem futura.

            Embora o mês de setembro tenha sido o escolhido para destacar a prevenção do suicídio, o ano todo e todos os anos é cautelar e necessário falarmos deste assunto, considerado hoje como um tabu – proibição de determinada ação, de aproximação  ou contato, censura – para de fato inserimos a prevenção (Leia Prevenção X Remediação). É preciso nós mesmos cuidar de nós mesmos e dos outros, neste contexto! — Perdão pela redundância, foi necessária!

Aliás, preciso deixar claro que cuidar de nós mesmos não elimina, todavia, inclui de procurarmos os profissionais de saúde, quando nos vemos carente de uma avaliação da saúde. Pois, se tivermos a iniciativa de construirmos ações preventivas em nossa vida, facilitaremos bastante na identificação de enfermidades que muitas vezes se inicia de maneira silenciosa.

Evitando linguagens complexas e termos muito técnicos, podemos compreender bem o tema aqui explícito, quando iniciarmos rapidamente uma postura ativa que favoreça ações generosas e gentis, resultante em possibilidade de salvar uma, duas, três vidas, quem sabe uma família em apenas um ato respeitoso e suave ao lidar com os outros em seus momentos de crise, ou não. A gente nunca sabe como será o dia do amanhã! Só temos o hoje, e o amanhã depende do que estamos plantando agora!

Irmãos, é sério! Os números de pessoas que perdem o sentido da vida e consideram viável podar suas próprias vidas, são alarmantes! Ser sensível, ocupar o espaço do altruísmo, exercer a gentileza, tratar as pessoas com mais frequência e exercer a paciência e resiliência, entre outros comportamentos sustentáveis, faz uma enorme diferença para quem tanto precisa de ser apenas acolhido, aceito, visto, ouvido.

Boa parte das vezes, quando o suicídio aparece, pode ser possível que esta sensação de vazio vem persistindo por um considerável tempo. Não é algo da noite para o dia (salvo em condições extremas de impactos avassaladores).

Caso tenha percebido algum comportamento diferente naquela pessoa que você considera ser sua vivência natural, e não consiga ser útil para ela naqueles momentos (é comum não estar preparado como necessário – e não é culpa de um ou outro, por isso os profissionais da saúde estão disponíveis e solidários para estes e tantos outros auxílios) –  acione pessoas que possam te ajudar: um pastor, um médico, um professor o CVV – Centro de Valorização da Vida, 193 ou 192,  uma pessoa de sua confiança (familiares de referências).

Lembre-se, não é vergonhoso pedir ajuda, é um ato de coragem!

Seja uma flor que encanta com seu perfume, atraia ‘portas-pólen’ que semeiam vida com abundância, tanto no seu jardim, como de uma exuberante e vasta floresta, preservada com boas ações!

#setembroamarelo – porque a vida vale a pena ser vivida!

Tiago José

Sou o irmão Tiago José, um estudante das Ciências Humanas, formado em Psicologia e em formação nas áreas correlacionadas do conhecimento, onde a prática e a teoria se tornam cotidianas, principalmente na convivência com as pessoas com quem passamos a maior parte do nosso dia, de nossas vidas. Por esse oportuno espaço se encontrará um ambiente para desenvolvermos juntos a virtude da sensibilidade que proporciona o conhecimento de que cada pessoa possui sua particular história, e a partir daí, seus impactos e resultados. A dinâmica psíquica também será abordada em nossas falas.


Um comentário

  • MEYRE NOGUEIRA DUARTE MADEIRA

    17/11/2022 as 09:50

    Bom dia
    Deus abençoe
    Tenho muitas crises de ansiedade faço tratamento com psicólogo e psiquiatra tomo remédio pra depressão e ansiedade vc acha que Deus deixa nos tomar tantos remédios?
    Meyre nogueira Duarte madeira

    Comentar

Deixe um Comentario

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *


Sobre nós

O Tabernáculo Belo Horizonte, uma congregação cristã, firma-se sobre as bases do Ministério Assim Está Escrito, edificado com a misericórdia e graça de Deus desde 1976, quando o pastor Wanderley Pereira Lemos começou esta tão grande obra nos pilares daquela mensagem, originada do nosso Senhor Jesus, na busca daqueles que O adorem em Espírito e verdade.


[email protected]

31 2513-0657



Newsletter


    Categorias